O que está a falhar na nossa formação...

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Evidentemente. Incutir numa criança de 15 anos espirito competitivo ao nível de um senior de 25 é um crime. É preciso dar liberdade para os miudos jogarem futebol porque gostam. São aqueles que desenvolvem paixão por aquilo que fazem que atingem patamares de excelência.

Evidentemente. Incutir numa criança de 15 anos espirito competitivo ao nível de um senior de 25 é um crime. É preciso dar liberdade para os miudos jogarem futebol porque gostam. São aqueles que desenvolvem paixão por aquilo que fazem que atingem patamares de excelência.
Exacto! Ou temos aqui um monte de gajos que há primeira proposta para ganhar mais um pouco saltam, já que estão no futebol só como uma forma de ganhar a vida, como o Ekotto
O que está a falhar é "só" a prospeção. Muitos olheiros tiveram que sair devido aos problemas financeiros do Clube, alguns deles muito importantes. É um problema que não será nada fácil de resolver...
O que está a falhar é "só" a prospeção. Muitos olheiros tiveram que sair devido aos problemas financeiros do Clube, alguns deles muito importantes. É um problema que não será nada fácil de resolver...
Ou então o problema está mais resolvido do que aquilo que as pessoas pensam...
''You have forgotten who you are and so have forgotten me. Look inside yourself, Simba. You are more than what you have become. You must take your place in the Circle of Life.'' Mufasa, Lion King, 1994

''These are dark times, there is no denying. Our world has perhaps faced no greater threat than it does today. But I say this to our citizenry: We, ever your servants, will continue to defend your liberty and repel the forces that seek to take it from you!'' Rufus Scrimgeour, Minister for Magic
O que está a falhar é "só" a prospeção. Muitos olheiros tiveram que sair devido aos problemas financeiros do Clube, alguns deles muito importantes. É um problema que não será nada fácil de resolver...
Ou então o problema está mais resolvido do que aquilo que as pessoas pensam...
Espero que sim, que tenhas razão. Mas na altura, quando soube da saída "daqueles" olheiros, fiquei muito preocupado.

O que está a falhar é "só" a prospeção. Muitos olheiros tiveram que sair devido aos problemas financeiros do Clube, alguns deles muito importantes. É um problema que não será nada fácil de resolver...
Ou então o problema está mais resolvido do que aquilo que as pessoas pensam...
Nao, o problema é mesmo a prospecção... Houve saída de muitos olheiros, destruição quase completa da nossa rede de prospecção, olheiros que deixaram de receber etc
Sempre tive orgulho na nossa formação, mas julgo que o proveito retirado dela tenha sido mal aproveitado e que o saldo tenha sido aquém do que merecemos. Talvez com os cortes de equilibre a balança!
ESFORÇO, DEDICAÇÃO, DEVOÇÃO E GLÓRIA. EIS O SPORTING

O que está a falhar é "só" a prospeção. Muitos olheiros tiveram que sair devido aos problemas financeiros do Clube, alguns deles muito importantes. É um problema que não será nada fácil de resolver...
Ou então o problema está mais resolvido do que aquilo que as pessoas pensam...
Nao, o problema é mesmo a prospecção... Houve saída de muitos olheiros, destruição quase completa da nossa rede de prospecção, olheiros que deixaram de receber etc

Atenção, eu conheço um olheiro que está lá há uns anos. É inclusivamente responsável por uma área geográfica.

O cenário que ele me pintou há 3 anos e há 2 anos em nada se compara com o que se passa hoje. Soube de situações que nem aqui comento nem vou comentar para preservar o nosso clube e o meu amigo. O que vale a pena dizer é que, pelo que ele me diz, as coisas evoluíram muito do ano passado para este. Eventualmente ainda não tanto ao nível da prospecção mas aquilo que ele me vai dizendo é que a Academia hoje está muito mas mesmo muito melhor que há dois ou três anos.

Vale o que vale mas quem me diz isto é alguém que está lá dentro. E isso descansa-me.

Relativamente ao tema deste tópico até acho que o que "falha", em parte é nossa culpa. Nossa, adeptos.

É complicado exigires formação e títulos ao mesmo tempo e, mal ou bem, quando chega o momento da derrota são todos uns imbecis quando a derrota faz parte da formação e, talvez, um dos momentos mais importantes com os quais os jogadores devem aprender. E nós, adeptos, não temos paciência para isso.

Relembro que as melhores gerações eram gerações que pouco ou nada tinham de cobertura televisiva. O facto de não os conhecermos, de não os vermos e só ouvirmos falar neles, ajudava a que tivéssemos mais paciência. Bastava que os comentários fossem: "tivemos azar! foi um banho de bola e ela só não quis entrar!"

Hoje, com a televisão, o mediatismo que estes miúdos têm, em nada é benéfico.

Se me perguntares, acredito que não passem tantos jogos dos nossos miúdos por identificarem este problema.

A crítica é demasiado fácil. Acredito que os miúdos tenham que aprender a ligar com isso mas estamos a falar de crianças, muitos deles. Se nós em adultos, provavelmente reagiríamos mal a algumas criticas, imaginem estes miúdos.

Cabe-nos a nós aceitarmos que falamos da "formação" e na "formação", o erro faz parte. Aceitemos isso e se calhar a formação não está assim tão mal. Mas claro que tem sempre espaço para ser melhorada.
A qualidade da prospecção não se mede no curto prazo nem na quantidade de olheiros que se mete no mesmo jogo, até porque é suposto os olheiros não serem facilmente identicados. Bem sei que há clubes que, para mostrarem que estão lá, metem aos três e quatro scouts no mesmo jogo perfeitamente identificáveis, para depois venderem a ideia de que dominam. Mas não é assim que se chega lá. Prova disso é que, de entre os melhores valores da formação do Carnide, poucos são os que não foram para lá aliciados com dinheiro quando o seu talento já era conhecido no mundo da formação e, não raras vezes, já alinhavam em bons clubes formadores. Ir buscar um miúdo ao Braga, ao Boavista ou à Académica não é Scouting. Muito menos ao Sporting e ao Porto.
''You have forgotten who you are and so have forgotten me. Look inside yourself, Simba. You are more than what you have become. You must take your place in the Circle of Life.'' Mufasa, Lion King, 1994

''These are dark times, there is no denying. Our world has perhaps faced no greater threat than it does today. But I say this to our citizenry: We, ever your servants, will continue to defend your liberty and repel the forces that seek to take it from you!'' Rufus Scrimgeour, Minister for Magic
A qualidade da prospecção não se mede no curto prazo nem na quantidade de olheiros que se mete no mesmo jogo, até porque é suposto os olheiros não serem facilmente identicados. Bem sei que há clubes que, para mostrarem que estão lá, metem aos três e quatro scouts no mesmo jogo perfeitamente identificáveis, para depois venderem a ideia de que dominam. Mas não é assim que se chega lá. Prova disso é que, de entre os melhores valores da formação do Carnide, poucos são os que não foram para lá aliciados com dinheiro quando o seu talento já era conhecido no mundo da formação e, não raras vezes, já alinhavam em bons clubes formadores. Ir buscar um miúdo ao Braga, ao Boavista ou à Académica não é Scouting. Muito menos ao Sporting e ao Porto.
Não me referia à quantidade de olheiros no mesmo jogo, isso raramente acontecia nas primeiras observações, acontecia mais quando um jogador já estava identificado, observado duas, três, ou mais vezes.
Referia-me à quantidade de jogos observados, que era maior. Até jogos de futsal em terriolas que muitos nem sabem onde ficam, eram observados nos escalões de escolinhas e infantis. Havia muitos olheiros, demasiados até, daí o corte.

Referia-me ainda a alguns dos principais olheiros, os mais velhos que já lá estavam há muito, alguns com muitas provas dadas, outros nem tanto, outros (muitos) com provas dadas mas acomodados a dormir em cima das descobertas do passado. Havia de tudo...muitos foram postos (e bem) a andar, mas era importante que outros (poucos) tivessem ficado.

Confesso que tenho pouco conhecimento de como está a funcionar neste momento, daí esperar que tenhas razão.
A qualidade da prospecção não se mede no curto prazo nem na quantidade de olheiros que se mete no mesmo jogo, até porque é suposto os olheiros não serem facilmente identicados. Bem sei que há clubes que, para mostrarem que estão lá, metem aos três e quatro scouts no mesmo jogo perfeitamente identificáveis, para depois venderem a ideia de que dominam. Mas não é assim que se chega lá. Prova disso é que, de entre os melhores valores da formação do Carnide, poucos são os que não foram para lá aliciados com dinheiro quando o seu talento já era conhecido no mundo da formação e, não raras vezes, já alinhavam em bons clubes formadores. Ir buscar um miúdo ao Braga, ao Boavista ou à Académica não é Scouting. Muito menos ao Sporting e ao Porto.
Não me referia à quantidade de olheiros no mesmo jogo, isso raramente acontecia nas primeiras observações, acontecia mais quando um jogador já estava identificado, observado duas, três, ou mais vezes.
Referia-me à quantidade de jogos observados, que era maior. Até jogos de futsal em terriolas que muitos nem sabem onde ficam, eram observados nos escalões de escolinhas e infantis. Havia muitos olheiros, demasiados até, daí o corte.

Referia-me ainda a alguns dos principais olheiros, os mais velhos que já lá estavam há muito, alguns com muitas provas dadas, outros nem tanto, outros (muitos) com provas dadas mas acomodados a dormir em cima das descobertas do passado. Havia de tudo...muitos foram postos (e bem) a andar, mas era importante que outros (poucos) tivessem ficado.

Confesso que tenho pouco conhecimento de como está a funcionar neste momento, daí esperar que tenhas razão.
Posso-te garantir que temos observadores até em peladinhas de bairro.
''You have forgotten who you are and so have forgotten me. Look inside yourself, Simba. You are more than what you have become. You must take your place in the Circle of Life.'' Mufasa, Lion King, 1994

''These are dark times, there is no denying. Our world has perhaps faced no greater threat than it does today. But I say this to our citizenry: We, ever your servants, will continue to defend your liberty and repel the forces that seek to take it from you!'' Rufus Scrimgeour, Minister for Magic
A qualidade da prospecção não se mede no curto prazo nem na quantidade de olheiros que se mete no mesmo jogo, até porque é suposto os olheiros não serem facilmente identicados. Bem sei que há clubes que, para mostrarem que estão lá, metem aos três e quatro scouts no mesmo jogo perfeitamente identificáveis, para depois venderem a ideia de que dominam. Mas não é assim que se chega lá. Prova disso é que, de entre os melhores valores da formação do Carnide, poucos são os que não foram para lá aliciados com dinheiro quando o seu talento já era conhecido no mundo da formação e, não raras vezes, já alinhavam em bons clubes formadores. Ir buscar um miúdo ao Braga, ao Boavista ou à Académica não é Scouting. Muito menos ao Sporting e ao Porto.
Não me referia à quantidade de olheiros no mesmo jogo, isso raramente acontecia nas primeiras observações, acontecia mais quando um jogador já estava identificado, observado duas, três, ou mais vezes.
Referia-me à quantidade de jogos observados, que era maior. Até jogos de futsal em terriolas que muitos nem sabem onde ficam, eram observados nos escalões de escolinhas e infantis. Havia muitos olheiros, demasiados até, daí o corte.

Referia-me ainda a alguns dos principais olheiros, os mais velhos que já lá estavam há muito, alguns com muitas provas dadas, outros nem tanto, outros (muitos) com provas dadas mas acomodados a dormir em cima das descobertas do passado. Havia de tudo...muitos foram postos (e bem) a andar, mas era importante que outros (poucos) tivessem ficado.

Confesso que tenho pouco conhecimento de como está a funcionar neste momento, daí esperar que tenhas razão.
Posso-te garantir que temos observadores até em peladinhas de bairro.
 :great:
A qualidade da prospecção não se mede no curto prazo nem na quantidade de olheiros que se mete no mesmo jogo, até porque é suposto os olheiros não serem facilmente identicados. Bem sei que há clubes que, para mostrarem que estão lá, metem aos três e quatro scouts no mesmo jogo perfeitamente identificáveis, para depois venderem a ideia de que dominam. Mas não é assim que se chega lá. Prova disso é que, de entre os melhores valores da formação do Carnide, poucos são os que não foram para lá aliciados com dinheiro quando o seu talento já era conhecido no mundo da formação e, não raras vezes, já alinhavam em bons clubes formadores. Ir buscar um miúdo ao Braga, ao Boavista ou à Académica não é Scouting. Muito menos ao Sporting e ao Porto.
Não me referia à quantidade de olheiros no mesmo jogo, isso raramente acontecia nas primeiras observações, acontecia mais quando um jogador já estava identificado, observado duas, três, ou mais vezes.
Referia-me à quantidade de jogos observados, que era maior. Até jogos de futsal em terriolas que muitos nem sabem onde ficam, eram observados nos escalões de escolinhas e infantis. Havia muitos olheiros, demasiados até, daí o corte.

Referia-me ainda a alguns dos principais olheiros, os mais velhos que já lá estavam há muito, alguns com muitas provas dadas, outros nem tanto, outros (muitos) com provas dadas mas acomodados a dormir em cima das descobertas do passado. Havia de tudo...muitos foram postos (e bem) a andar, mas era importante que outros (poucos) tivessem ficado.

Confesso que tenho pouco conhecimento de como está a funcionar neste momento, daí esperar que tenhas razão.
Posso-te garantir que temos observadores até em peladinhas de bairro.
E é capaz de ser onde se arranjam melhores jogadores...
O que está a falhar é "só" a prospeção. Muitos olheiros tiveram que sair devido aos problemas financeiros do Clube, alguns deles muito importantes. É um problema que não será nada fácil de resolver...
Ou então o problema está mais resolvido do que aquilo que as pessoas pensam...
Espero que sim, que tenhas razão. Mas na altura, quando soube da saída "daqueles" olheiros, fiquei muito preocupado.

Quem eram "aqueles" olheiros?
Saudações Leoninas