[UEFA Euro 2012] Quartos-de-final: Alemanha vs Grécia

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Citar
Rui Trindade:
Citação de: sr_chambino em Hoje, 13:20

A Alemanha não é nenhum papão. É sim uma excelente equipa, mas se Portugal tivesse impimido outra atitude no jogo tinha vencido provavelmente. Basta ver o volte-face que o jogo deu quando sofremos o golo, onde foram completamente encostados. Ontem apanharam uma Grécia que se mostrou bastante fraca.




Eu sei! Conheço essa história desde criança se PORTUGAL tivesse.

Até é uma história de ilusão porreira, se PORTUGAL tivesse, mas os anos passam e o se PORTUGAL tivesse é sempre o mesmo ou seja zero.
Gosto mais da história se não tivesse jogado como jogou á cobarde, tinha era levado 3 ou 4 e a letra acabava depressa, assim perdemos só por um YES, somos uns herois. :great:


Pego no comentário do grande Rui para algumas notas e repetir algumas ideias minhas...

Não fomos heróis por termos perdido "apenas" por um frente à Alemanha.

Não concordo, de todo, com a ideia que utilizámos uma postura cobarde no primeiro jogo. Entre os 30 e os 44 minutos sim, abdicámos de sair para o ataque com o minimo de apoios, mas são contingências do jogo, derivados da força do adversário e de algumas limitações nossas, que as temos e não são vergonha nenhuma. Tirando o tal periodo, a Alemanha raramente nos criou dificuldades na nossa área e o golo que marcam, marcam-no num lance fortuito. Estou convencido que se tivermos a felicidade de os voltarmos a defrontar neste Euro, as coisas serão diferentes... não o digo em termos de resultado, mas sim da confiança da equipa portuguesa nas suas próprias capacidades e nos seus pontos fortes, mesmo frente a uma das mais poderosas selecções mundiais e que há muitos meses que só ganha.

Algumas dessas limitações prendem-se, de facto, por uma postura algo "presa" nas transições ofensivas o que tem dificultado a tomada de iniciativa por parte de Portugal. Que tem reagido bem e tem problemas na altura de agir. Contribui para isto uma mentalidade de minimização do risco por parte do treinador? Acho que sim.

Quem, como nós, chega a 4 meias finais nas últimas 7 grandes competições, merece alguns elogios. Nunca fomos campeões? Não. Mas há anos que estamos entre os melhores dos melhores e isso deve contar para alguma coisa.

@barbosa:

Se me disseres quem escreveu que Bento é um génio por ter ganho aos checos, vou engolir em seco... :mrgreen:

... mas penso que ninguém o fez.

Vou salpicar as próximas frases com alguma acidez... ( só uma pitada... :mrgreen: )

Para quem tinha um dos piores treinadores do torneio e um poço de defeitos e entre momentos complicados nesta competição ( os tais 15 minutos -essencialmente - frente à Alemanha, a perda de vantagem de 2 golos frente à Dinamarca e uma primeira parte morna frente aos checos ), as reacções ao golo da Alemanha, ao segundo golo da Dinamarca, a exibição frente à Holanda e a segunda parte do último jogo revelam, no meu entender, algumas coisas: um carácter da equipa que não tem sido muito comum numa selecção nacional ( de que nacionalidade seja ) e o sucesso do enquadramento, mental e táctico, de um dos 2 melhores jogadores do mundo e o melhor jogador da competição. Trabalho do "incompetente " do  treinador, também.

Acho que tanto quanto a satisfação dos portugueses, assistimos ao reconhecimento internacional da capacidade colectiva desta equipa, obviamente que assente na capacidade portentosa do enorme Ronaldo.

"A César o que é de César"... neste caso, um pouco de mérito a quem o tem e o treinador português, tem-no.
A defesa é fraca? Sofreram o mesmo nº de golos que nos, acho eu...
A defesa é fraca? Sofreram o mesmo nº de golos que nos, acho eu...

É verdade que sim, mas quando vamos comparar os grupos e respectivas selecções...
Enquanto no nosso grupo temos 4 equipas no top 10 mundial da Fifa, no grupo da Grecia não temos uma equipa sequer no top 10 mundial, portanto diz tudo da defesa da grecia, ou seja é pessima e quando jogam com adversarios a serio isso ve-se perfeitamente.
@Lion73, génio génio nem o mais fiel seguidor de Paulo Bento afirmaria - digo eu - mas referir "isto só prova que", "continuam a inchar", "afinal não é assim tão" vai dar exactamente ao mesmo, tudo isto não passa de alimentos por uma vitória mais do que exigida e obtida em condições que até davam para criticar - caso houvesse alguma má fé - o trabalho do treinador Português. :mrgreen: :great: É mentira? É chato? É injusto? Não. Isto não é um campeonato - em que ganha aquele que tiver maior consistência a bater nos "underdogs" - isto é mata-mata, em que só se exige a vitória perante uma equipa verdadeiramente inferior [tal e qual a final da Taça de Portugal diante da Académica]. Será que a Final da Taça da Liga provou que Jorge Jesus é brilhante? Safou-o de críticas? Fez "inchar" alguma cabeça?

Ao contrário de alguns, que convenientemente, vão alterando parâmetros de avaliação para elogiar x em detrimento de y,eu pura e simplesmente não consigo. Há mérito em Bento? Há, e até já disse onde acho que existe - abdicou da suposta pressão alta que era um nítido desperdício de energia, aproximou as linhas entre sectores - mas não me venham cá arranjar mil e uma explicações para apelar à mestria de Paulo Bento. @Lion73, eu já vi elogiarem o Bento porque supostamente pediu a Ronaldo para não defender [ :o], estão a brincar? É tudo louco por Ronaldo mas afinal não o conhecem? Repito, Paulo Bento - diante da República Checa - tem o mérito inerente à passagem à próxima fase, é só.

 um carácter da equipa que não tem sido muito comum numa selecção nacional ( de que nacionalidade seja ) e o sucesso do enquadramento, mental e táctico, de um dos 2 melhores jogadores do mundo e o melhor jogador da competição. Trabalho do "incompetente " do  treinador, também.

.. permite-me discordar num ponto. :mrgreen: :great:

A "veia" da Selecção Nacional continua presente: fraca concretização, alternâncias de rendimento ao longo dos 90 minutos. :o :menos: Creio que concordarás comigo que estas são - historicamente - as principais falhas Portuguesas. Falar de Cristiano Ronaldo - que esta só a viver uma temporada com + de 70 golos (?) - e Pepe é uma falsa questão, até porque se formos por aí, qualquer treinador terá sempre algo para se louvar. :twisted: :lol: Porquê? Há sempre atletas que individualmente se destacam, aquilo que nos faz - de fora - poder afirmar que tal rendimento é dedo do treinador dá-se nos casos de ter havido alguma adaptação bem sucedida [Daniel Carriço a 6] e/ou a adaptação de um modelo de jogo que potencie as qualidades de determinado atleta. Ora, Pepe e Cristiano, apenas estão a ser aquilo que são e foram ao longo de 2011/2012.

A equipa Portguesa foi do 8 ao 80 diante da Dinamarca, deu 45 minutos de avanço à República Checa, pecou por falta de atítude em determinados períodos frente à Alemanha e somente diante da Holanda é que se pode gabar de ter sido .. consistente. As limitações estão à frente dos nossos olhos, agora cada um dá destaque ao que lhe apetece, eu dou-o a Bento nas duas razões que enumerei - em cima - e dou-o ao Cristiano Ronaldo. É importante referir que um dos mérito que dou a Bento é, provavelmente, a chave do nosso (bom) desempenho, Portugal ao unir as linhas fez de um meio campo demasiado espaçado, curto, pequeno e frágil, num local de segurança, sustentabilidade e solidez. Oxalá se mantenha porque o adversário que ai vem [Espanha] exige tal comportamento. :arrow:
Citar
barbosa:

@Lion73, génio génio nem o mais fiel seguidor de Paulo Bento afirmaria - digo eu - mas referir "isto só prova que", "continuam a inchar",

Pois, meu caro... mas quem fez essa referência não é porque é ( ou só ) "Bentista"... é porque tem questões mal resolvidas com o fórum em geral... :mrgreen:

Citar
barbosa:

.. permite-me discordar num ponto. :mrgreen: :great:

A "veia" da Selecção Nacional continua presente: fraca concretização, alternâncias de rendimento ao longo dos 90 minutos. :o :menos: Creio que concordarás comigo que estas são - historicamente - as principais falhas Portuguesas. Falar de Cristiano Ronaldo - que esta só a viver uma temporada com + de 70 golos (?) - e Pepe é uma falsa questão, até porque se formos por aí, qualquer treinador terá sempre algo para se louvar. :twisted: :lol: Porquê? Há sempre atletas que individualmente se destacam, aquilo que nos faz - de fora - poder afirmar que tal rendimento é dedo do treinador


Eu tenho uma absoluta e total admiração por Cristiano Ronaldo, sem ter problemas em admitir que o seu rendimento por Portugal não é o mesmo que no seu clube, historicamente. Para tal " elaborei" justificações, por alguns tidas como desculpas, que passavam pelo enquadramento táctico e emocional na equipa das quinas e na altura de Queiroz, motivacional.

Os últimos 4 jogos amigáveis estragaram a média de CR no tempo de Bento, mas em jogos oficiais com este treinador, marca 1 golo por jogo. Nada de novo tendo em conta o jogador que sabemos que é, mas muito acima do seu desempenho anterior por Portugal, mesmo que digno dos maiores elogios, sendo antes já um jogador a caminho de bater todos os recordes pela selecção.

O que eu quero dizer com isto é que a equipa tem revelado níveis de competência suficientes para que as individualidades consigam exprimir em campo toda a sua capacidade. Porque têm mais apoios, mais bola e são melhor servidos, mesmo que menos consistemente do que o desejável.

Quanto ao resto, de acordo... mais ou menos...  :mrgreen:  :great: