Uefa Youth League 2017-2018

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Pese as más opções do Tiago Fernandes, na primeira parte houve um pênalti sobre o Leão, um vermelho transformado em amarelo e um golo não validado com a bola introduzida um metro dentro da baliza.

Com uma arbitragem séria o Sporting o tinha saído com os três pontos da Grécia.

Bastava uma arbitragem isenta e o Tiago Fernandes passava rapidinho de besta a bestial.

É por estes "pormenores" que sem o VAR o futebol não vai a lado nenhum, e mesmo assim não sei se chega.

:arrow:

O resto é letra de malta frustrada ou com agenda.
Péssimo resultado, não pude ver.... não dará mais tarde na SportingTV?
A chamada tempestade perfeita:

Mas decisões do técnico, na questão do 11 e das substituições

* Não percebo a insistência no Pedro Ferreira

Péssima arbitragem

Displicência de alguns jogadores

Resultam num jogo em que a estatística fala por sim...como é que não golearam

Nota: Dói-me a alma ver Bernardo Sousa no banco e Diogo Brás fora dos convocados
Enfim, entrou todo cagado, com 3 centrais, e táctica do ferrolho.

Sem dinâmicas treinadas aparentemente, sem fio de jogo, só com tanques em campo, enfim, um desastre.

Melhorou quando voltou à táctica normal mas não mexeu mais nem refrescou, incompreensivelmente, pois tinha Leao e Jovane em sub-rendimento.

Certo que o arbitro não ajudou, pelo contrário, mas empatamos por culpa própria. Empate que sabe a derrota...
Saudações Leoninas
Citar
"SAÍMOS DA GRÉCIA COM UM SABOR AMARGO"
Por Jornal Sporting
12 Set, 2017
JUNIORES
Rafael Leão lamentou a falta de eficácia da equipa, que somou inúmeras ocasiões de golo
Rafael Leão analisou o empate frente ao Olympiakos (2-2) na estreia do Sporting CP na UEFA Youth League. Para o avançado verde e branco, os leões demonstraram a força do grupo ao alcançarem a igualdade depois de terem estado a perder por 2-0, mas admitiu que se revelaram perdulários no capítulo da eficácia.

"Na primeira parte, podíamos ter feito golos. Não fomos felizes. Saímos da Grécia com um sabor amargo, mas com a certeza de que temos um grande grupo de trabalho. Mostrámos uma excelente reacção quando nos vimos em desvantagem e merecíamos a vitória", sublinhou o número 9 leonino, que esta época tem actuado ao serviço da equipa B.
 
Quanto ao lance em que a bola parece atravessar a linha da baliza, ainda no primeiro tempo, Leão preferiu não comentar, apontando o foco para o próximo desafio do grupo D, frente Barcelona. "Não posso falar de arbitragens porque os árbitros tentam sempre fazer o seu melhor. Na próxima jornada, jogamos em casa e contamos com o apoio de todos os Sportinguistas para conquistar os três pontos. Tenho a certeza de que será uma grande partida, daquelas que todos os jogadores querem disputar", concluiu.

http://www.sporting.pt/pt/noticias/futebol/futebol-formacao/juniores/2017-09-12/saimos-da-grecia-com-um-sabor-amargo
Citar
"NÃO NOS VALIDARAM UM GOLO LIMPO"
Por Jornal Sporting
12 Set, 2017
JUNIORES
O técnico dos leões, Tiago Fernandes, destacou o erro de arbitragem que influenciou o resultado final
Oportunidades não faltaram para o Sporting CP sair da Grécia com a vitória. Foi assim que Tiago Fernandes comentou o empate a duas bolas contra o Olympiakos, sublinhando ainda que, apesar do resultado ao intervalo se ter apresentado desfavorável aos leões (2-0), o jogo só teve um sentido: a baliza de Skafidas.

"As duas partes tiveram o mesmo desenrolar: entrámos fortes, somámos muitos cantos, muitas bolas de golo e não conseguimos marcar golos suficientes para aquilo que produzimos. Num lance à margem do jogo [pontapé de canto] e num momento infeliz do nosso central, o Olympiakos aproveitou as duas oportunidades criadas. Nesta competição, os erros pagam-se caro, mas eles são jovens e temos de lhes dar oportunidades para continuarem a crescer", começou por dizer o treinador campeão nacional.
 
Pelo meio, não se esqueceu de comentar a jogada que podia ter dado o 2-1, sublinhando que a crença e a atitude dos jogadores deixou garantias de um bom percurso na prova. "Não nos validaram um golo limpo. Erram sempre para o nosso lado. No entanto, não nos vamos focar nisso. Queremos continuar a jogar desta forma, pois isso só me deixa com boas expectativas para o que aí vem. E e o que aí vem é o Barcelona, adversário que queremos vencer em nossa casa", finalizou, referindo-se à segunda jornada do grupo D.
 
Recorde-se que os catalães venceram a Juventus por 1-0.

http://www.sporting.pt/pt/noticias/futebol/futebol-formacao/juniores/2017-09-12/nao-nos-validaram-um-golo-limpo

O que ainda não percebi é o porquê de meter o Thierry do lado esquerdo, deu-lhe na cabeça agora...
"Eu queria ser poeta mas poeta não posso ser, porque um poeta pensa muito e eu só penso na luz a arder."
Lembrem se das invenções no ano passado com Pedro Ferreira numa linha etc um monte de médios defensivos!
Ele é péssimo a gerir grupos!!! No fim de semana que passou não teria sido boa ideia dar minutos a jogadores que tem muita qualidade e tem jogado menos?
E que esqueça de vez os 3 centrais
Lembrem se das invenções no ano passado com Pedro Ferreira numa linha etc um monte de médios defensivos!
Ele é péssimo a gerir grupos!!! No fim de semana que passou não teria sido boa ideia dar minutos a jogadores que tem muita qualidade e tem jogado menos?
E que esqueça de vez os 3 centrais

Ele é bom é nisso, o resto é que pronto...

Se preferem dar primazia a isso nada a dizer, lá dentro é que sabem o que é melhor para a formação dos jovens que é o mais importante, mas ganhar a YL era um grande marketing da Academia e com este treinador só com milagre à Fernando Santos. Demasiado cagão.
Pronto, chegámos a isto: agora, jogar com 3 defesas (centrais? O conté é mesmo só central?) é ser defensivo e cagado. Enfim, algum histerismo de bancada (diferente de comentários perspicazes, críticos e acutilantes) vai queimar uma boa táctica num clube que tem tantos centrais, e tantos deles com boa saída de bola (Tiago Djaló, Ricciuli, Miguel Lopes, J. P. Silva, J. Goulart e Rodrigo Vaza - a juntar na B, para o ano, ao Gui Ramos, Gonçalo Vieira, Kiki ou Demiral - um deverá jogar menos este ano, por causa da permanência do Ivanildo - e Abdu Conté - que encaixa muito bem neste esquema)

Mas também é um bocado irrelevante porque 70% dessas pessoas se virem o trinco baixar para o meio dos centrais em construção já não vão falar em 3 centrais, embora estejam 3 jogadores alinhados atrás e os laterais subidos mais na frente.

Hoje, havendo um trinco com capacidade para assumir (Pedro F.), até se pode criticar a opção, mas noutros jogos, sem um jogador com o perfil físico do Pedro, não vejo mal nenhum em colocar mais um central libertando os laterais e médios (Bragança, desde logo) da primeira fase de construção, pondo-os a receber mais à frente. Outra opção será colocar a titular o Bavikson ou Vaza, mas nenhum me parece preparado já (o Bavikson por motivos físicos, o Vaza por adaptação à posição). Sitholes é que não...

Se, por exemplo, 3 centrais permitirem uma dupla de meio-campo mais ofensiva, sem nenhum trinco (p/ ex, Bragança e J. Oliveira - que já ali jogou -, com as costas "quentes", podem ser os cérebros do meio-campo), e 2 laterais muito ofensivos (Thierry e Gonçalo Costa, pelas qualidades técnicas e grande pujança física, fazem o corredor todo sem qualquer problema), isso é ser cagado? Não me parece.

Max, T. Djaló, J. Ricciuli, J. P. Silva/M. Lopes, Thierry C., G. Costa, D. Bragança, J. Oliveira, N. Moreira/D. Brás, Elves B., P. Mendes/Douglas A.

Este 11 é mau? É de cagado? Não creio. O Tiago Djaló é que teria um papel essencial, com aquelas suas incursões típicas com a bola controlada pelo meio-campo adversário, a desbravar caminho...

O SCP é claramente superior aos Gregos e deveria ter vencido diria até por margem considerável dado o que foi o jogo.
Não o fez porque foi penalizado por erros individuais quer na defesa quer no ataque e também ao nivel de arbitragem.
Mas o erro como diz o Tiago faz parte do crescimento.

Obviamente que os "amigos" do Tiago se iam agarrar há não questão dos 3 centrais para malhar.

SL
Se o objectivo é passar a fase de grupos, então foram dois pontos perdidos, claramente. Há opções que podem e devem ser discutidas, mas não apenas quando não se ganha.

Questões de fundo, relacionadas com a filosofia dos Sub19. Que, lá está, não deveriam ser discutidas apenas quando não ganhamos. Tal como não deveriam ser esquecidas quando vencemos.
"O Sporting é nosso outra vez!"
Lembrem se das invenções no ano passado com Pedro Ferreira numa linha etc um monte de médios defensivos!
Ele é péssimo a gerir grupos!!! No fim de semana que passou não teria sido boa ideia dar minutos a jogadores que tem muita qualidade e tem jogado menos?
E que esqueça de vez os 3 centrais

Ele é bom é nisso, o resto é que pronto...

Se preferem dar primazia a isso nada a dizer, lá dentro é que sabem o que é melhor para a formação dos jovens que é o mais importante, mas ganhar a YL era um grande marketing da Academia e com este treinador só com milagre à Fernando Santos. Demasiado cagão.

Repara a quantidade de jogadores que mal jogam! Se todos forem jogando o grupo fica mais unido e não há azia

O SCP é claramente superior aos Gregos e deveria ter vencido diria até por margem considerável dado o que foi o jogo.
Não o fez porque foi penalizado por erros individuais quer na defesa quer no ataque e também ao nivel de arbitragem.
Mas o erro como diz o Tiago faz parte do crescimento.

Obviamente que os "amigos" do Tiago se iam agarrar há não questão dos 3 centrais para malhar.

SL

Há tanto mais para malhar que a questão dos 3 centrais.
Desde a opção ridícula, insistente, do Pedro Ferreira na ala, ao facto de ver os gregos desde os 60 minutos todos com cãibras é mesmo assim passar 89 minutos com 1 substituição.

Já nem pego no facto de parecermos uma seleção da Nigéria, fazendo lembrar a orcalhada há uns anos que tinha sempre 4/5 gajos já maturados e equipas fisicamente muito superiores à nossa.
Quando começaram a perceber que o importante era formar e não ganhar, o longo prazo vs curto prazo, começaram a colocar os mais talentosos, técnicos, mais inteligentes, apesar de fisicamente menos abnegados.

Nós regredimos. Este agiota, que misteriosamente salta de uma equipa B de iniciados para os Juniores, coincidindo com a reconciliação entre o Manel Fernandes e BDC, tem como critério principal o físico nas suas equipas.

É vergonhoso e revoltante, andar uma série de putos como o Benny, Brás, Nuno Moreira etc sem jogar, com um potencial tremendo, a saltarem entre banco ou bancada.
Ou ver as dispensas da época passada, dos miúdos mais criativos mas franzinos.
O Leo por exemplo já se anda a destacar no CNS.
O André Franco regressou para nem ser opção.

Mas pronto, que ganhe mais um título de juniores, que conta para aqueles que nunca ganham nada, com jogadores que nunca vão dar nada no futebol, diluindo-se as vantagens físicas nos escaloes jovens.
O verdadeiro talento irá desaparecendo, ao menos que fujam para a orcalhada que lhes dá valor, enquanto aqui apostamos em Kennedy Cós desta vida.

Mais um aninho em que temos uma fornada fantástica e com qualidade para ganhar a YL e nem vamos passar da fase de grupos com esse mongo a treinador.


Enviado do meu iPhone usando o Tapatalk

O SCP é claramente superior aos Gregos e deveria ter vencido diria até por margem considerável dado o que foi o jogo.
Não o fez porque foi penalizado por erros individuais quer na defesa quer no ataque e também ao nivel de arbitragem.
Mas o erro como diz o Tiago faz parte do crescimento.

Obviamente que os "amigos" do Tiago se iam agarrar há não questão dos 3 centrais para malhar.

SL

Há tanto mais para malhar que a questão dos 3 centrais.
Desde a opção ridícula, insistente, do Pedro Ferreira na ala, ao facto de ver os gregos desde os 60 minutos todos com cãibras é mesmo assim passar 89 minutos com 1 substituição.

Já nem pego no facto de parecermos uma seleção da Nigéria, fazendo lembrar a orcalhada há uns anos que tinha sempre 4/5 gajos já maturados e equipas fisicamente muito superiores à nossa.
Quando começaram a perceber que o importante era formar e não ganhar, o longo prazo vs curto prazo, começaram a colocar os mais talentosos, técnicos, mais inteligentes, apesar de fisicamente menos abnegados.

Nós regredimos. Este agiota, que misteriosamente salta de uma equipa B de iniciados para os Juniores, coincidindo com a reconciliação entre o Manel Fernandes e BDC, tem como critério principal o físico nas suas equipas.

É vergonhoso e revoltante, andar uma série de putos como o Benny, Brás, Nuno Moreira etc sem jogar, com um potencial tremendo, a saltarem entre banco ou bancada.
Ou ver as dispensas da época passada, dos miúdos mais criativos mas franzinos.
O Leo por exemplo já se anda a destacar no CNS.
O André Franco regressou para nem ser opção.

Mas pronto, que ganhe mais um título de juniores, que conta para aqueles que nunca ganham nada, com jogadores que nunca vão dar nada no futebol, diluindo-se as vantagens físicas nos escaloes jovens.
O verdadeiro talento irá desaparecendo, ao menos que fujam para a orcalhada que lhes dá valor, enquanto aqui apostamos em Kennedy Cós desta vida.

Mais um aninho em que temos uma fornada fantástica e com qualidade para ganhar a YL e nem vamos passar da fase de grupos com esse mongo a treinador.


Enviado do meu iPhone usando o Tapatalk

Concordo com muito do que tens dito, ainda que por vezes exageres um pouco, mas pergunto-te, dos jogadores que jogaram ontem quais deles consideras maturados? É que tanto o Rafa Leão, como o Elves e até o Jovane me parecem ter qualidade e futuro. Claro que gostaria de ver mais o Nuno Moreira e até o Tomás Silva a jogar, mas é o que acontece quando há muita qualidade numa geração. Acredito que numa geração de à 2/3 anos eram titulares indiscutíveis.

O que também não entendo é a casmurrice de meter o Pedro Ferreira a ala, o que retira 80% da sua qualidade a jogar.

Mas por exemplo, ainda que o João Oliveira não estivesse a ser dos piores, foi notória a evolução da equipa com a entrada do Elves. Talvez, também devido à mudança do sistema tático, mas a verdade é que melhorou.

Na defesa também acho que temos muita qualidade, Tiago Djaló tem tudo para ser central de seleção nacional no futuro e o Ricciuli tem algumas paragens cerebrais mas a qualidade está lá. Gostava também que o treinador desse algumas oportunidades ao Miguel Lopes, que no ano passado sempre que jogou, cumpriu.

"Eu queria ser poeta mas poeta não posso ser, porque um poeta pensa muito e eu só penso na luz a arder."

O SCP é claramente superior aos Gregos e deveria ter vencido diria até por margem considerável dado o que foi o jogo.
Não o fez porque foi penalizado por erros individuais quer na defesa quer no ataque e também ao nivel de arbitragem.
Mas o erro como diz o Tiago faz parte do crescimento.

Obviamente que os "amigos" do Tiago se iam agarrar há não questão dos 3 centrais para malhar.

SL

Há tanto mais para malhar que a questão dos 3 centrais.
Desde a opção ridícula, insistente, do Pedro Ferreira na ala, ao facto de ver os gregos desde os 60 minutos todos com cãibras é mesmo assim passar 89 minutos com 1 substituição.

Já nem pego no facto de parecermos uma seleção da Nigéria, fazendo lembrar a orcalhada há uns anos que tinha sempre 4/5 gajos já maturados e equipas fisicamente muito superiores à nossa.
Quando começaram a perceber que o importante era formar e não ganhar, o longo prazo vs curto prazo, começaram a colocar os mais talentosos, técnicos, mais inteligentes, apesar de fisicamente menos abnegados.

Nós regredimos. Este agiota, que misteriosamente salta de uma equipa B de iniciados para os Juniores, coincidindo com a reconciliação entre o Manel Fernandes e BDC, tem como critério principal o físico nas suas equipas.

É vergonhoso e revoltante, andar uma série de putos como o Benny, Brás, Nuno Moreira etc sem jogar, com um potencial tremendo, a saltarem entre banco ou bancada.
Ou ver as dispensas da época passada, dos miúdos mais criativos mas franzinos.
O Leo por exemplo já se anda a destacar no CNS.
O André Franco regressou para nem ser opção.

Mas pronto, que ganhe mais um título de juniores, que conta para aqueles que nunca ganham nada, com jogadores que nunca vão dar nada no futebol, diluindo-se as vantagens físicas nos escaloes jovens.
O verdadeiro talento irá desaparecendo, ao menos que fujam para a orcalhada que lhes dá valor, enquanto aqui apostamos em Kennedy Cós desta vida.

Mais um aninho em que temos uma fornada fantástica e com qualidade para ganhar a YL e nem vamos passar da fase de grupos com esse mongo a treinador.


Enviado do meu iPhone usando o Tapatalk

Concordo com muito do que tens dito, ainda que por vezes exageres um pouco, mas pergunto-te, dos jogadores que jogaram ontem quais deles consideras maturados? É que tanto o Rafa Leão, como o Elves e até o Jovane me parecem ter qualidade e futuro. Claro que gostaria de ver mais o Nuno Moreira e até o Tomás Silva a jogar, mas é o que acontece quando há muita qualidade numa geração. Acredito que numa geração de à 2/3 anos eram titulares indiscutíveis.

O que também não entendo é a casmurrice de meter o Pedro Ferreira a ala, o que retira 80% da sua qualidade a jogar.

Mas por exemplo, ainda que o João Oliveira não estivesse a ser dos piores, foi notória a evolução da equipa com a entrada do Elves. Talvez, também devido à mudança do sistema tático, mas a verdade é que melhorou.

Na defesa também acho que temos muita qualidade, Tiago Djaló tem tudo para ser central de seleção nacional no futuro e o Ricciuli tem algumas paragens cerebrais mas a qualidade está lá. Gostava também que o treinador desse algumas oportunidades ao Miguel Lopes, que no ano passado sempre que jogou, cumpriu.

É um desabafo mais a nível geral que no jogo de ontem propriamente dito.
O Pedro Ferreira por exemplo já está maturado como senior há pelo menos 1 época, teve 3 anos nos Juniores, e foi chamado para a YL não sei bem porquê, ainda por cima para jogar fora da sua posição.

O Jovane desde o 1º ano de júnior em que culminou com uma lesão relativamente grave, não vejo um jogo de jeito do rapaz. Talvez seja má pontaria não sei, no entanto já me pareceu ter mais potencial.
No entanto, acredito que o Brás e o Benny por exemplo teriam obrigatoriamente de ser titulares nesta equipa.
Com outro treinador, obviamente que seriam.

A questão física não se alarga apenas aos jogadores da frente, obviamente.
É ver quem foi chamado o ano passado dos sub-20 para a YL. Bubacar Djaló, que nem no Olympiakos sub 19 deveria ter lugar  :lol:

O Elves obvio que é uma excelente promessa, mas teria de jogar sobre uma ala.
Se o treinador não é capaz de perceber que o jogador não é um jogador de último passe, de criatividade e visão de jogo, como por exemplo o Benny, para jogar a 10, é incapaz sequer de ser treinador numa formação que se diz de excelência.

Também com os gregos tão mal preparados que os do Sporting bastava arrancar para comer 2 e 3 em velocidade, obviamente que o Elves se iria destacar.
Mas também teve lá algumas más decisões, naturais para a sua idade, mas que duvido muito que aprenda, quando o treinador vem com discurso de coitadinho e do árbitro.

Nos centrais há qualidade para dar e vender.
Uma política - já nem digo inteligente - pelo menos decente, seria a de subir o Djaló ou o Ricciuli para a B, emprestando o Demiral ou o Ivanildo, para dar espaço ao Vaza/Miguel Lopes/João Silva/Goulart etc..

O SCP é claramente superior aos Gregos e deveria ter vencido diria até por margem considerável dado o que foi o jogo.
Não o fez porque foi penalizado por erros individuais quer na defesa quer no ataque e também ao nivel de arbitragem.
Mas o erro como diz o Tiago faz parte do crescimento.

Obviamente que os "amigos" do Tiago se iam agarrar há não questão dos 3 centrais para malhar.

SL

Há tanto mais para malhar que a questão dos 3 centrais.
Desde a opção ridícula, insistente, do Pedro Ferreira na ala, ao facto de ver os gregos desde os 60 minutos todos com cãibras é mesmo assim passar 89 minutos com 1 substituição.

Já nem pego no facto de parecermos uma seleção da Nigéria, fazendo lembrar a orcalhada há uns anos que tinha sempre 4/5 gajos já maturados e equipas fisicamente muito superiores à nossa.
Quando começaram a perceber que o importante era formar e não ganhar, o longo prazo vs curto prazo, começaram a colocar os mais talentosos, técnicos, mais inteligentes, apesar de fisicamente menos abnegados.

Nós regredimos. Este agiota, que misteriosamente salta de uma equipa B de iniciados para os Juniores, coincidindo com a reconciliação entre o Manel Fernandes e BDC, tem como critério principal o físico nas suas equipas.

É vergonhoso e revoltante, andar uma série de putos como o Benny, Brás, Nuno Moreira etc sem jogar, com um potencial tremendo, a saltarem entre banco ou bancada.
Ou ver as dispensas da época passada, dos miúdos mais criativos mas franzinos.
O Leo por exemplo já se anda a destacar no CNS.
O André Franco regressou para nem ser opção.

Mas pronto, que ganhe mais um título de juniores, que conta para aqueles que nunca ganham nada, com jogadores que nunca vão dar nada no futebol, diluindo-se as vantagens físicas nos escaloes jovens.
O verdadeiro talento irá desaparecendo, ao menos que fujam para a orcalhada que lhes dá valor, enquanto aqui apostamos em Kennedy Cós desta vida.

Mais um aninho em que temos uma fornada fantástica e com qualidade para ganhar a YL e nem vamos passar da fase de grupos com esse mongo a treinador.


Enviado do meu iPhone usando o Tapatalk

Concordo com muito do que tens dito, ainda que por vezes exageres um pouco, mas pergunto-te, dos jogadores que jogaram ontem quais deles consideras maturados? É que tanto o Rafa Leão, como o Elves e até o Jovane me parecem ter qualidade e futuro. Claro que gostaria de ver mais o Nuno Moreira e até o Tomás Silva a jogar, mas é o que acontece quando há muita qualidade numa geração. Acredito que numa geração de à 2/3 anos eram titulares indiscutíveis.

O que também não entendo é a casmurrice de meter o Pedro Ferreira a ala, o que retira 80% da sua qualidade a jogar.

Mas por exemplo, ainda que o João Oliveira não estivesse a ser dos piores, foi notória a evolução da equipa com a entrada do Elves. Talvez, também devido à mudança do sistema tático, mas a verdade é que melhorou.

Na defesa também acho que temos muita qualidade, Tiago Djaló tem tudo para ser central de seleção nacional no futuro e o Ricciuli tem algumas paragens cerebrais mas a qualidade está lá. Gostava também que o treinador desse algumas oportunidades ao Miguel Lopes, que no ano passado sempre que jogou, cumpriu.

É um desabafo mais a nível geral que no jogo de ontem propriamente dito.
O Pedro Ferreira por exemplo já está maturado como senior há pelo menos 1 época, teve 3 anos nos Juniores, e foi chamado para a YL não sei bem porquê, ainda por cima para jogar fora da sua posição.

O Jovane desde o 1º ano de júnior em que culminou com uma lesão relativamente grave, não vejo um jogo de jeito do rapaz. Talvez seja má pontaria não sei, no entanto já me pareceu ter mais potencial.
No entanto, acredito que o Brás e o Benny por exemplo teriam obrigatoriamente de ser titulares nesta equipa.
Com outro treinador, obviamente que seriam.

A questão física não se alarga apenas aos jogadores da frente, obviamente.
É ver quem foi chamado o ano passado dos sub-20 para a YL. Bubacar Djaló, que nem no Olympiakos sub 19 deveria ter lugar  :lol:

O Elves obvio que é uma excelente promessa, mas teria de jogar sobre uma ala.
Se o treinador não é capaz de perceber que o jogador não é um jogador de último passe, de criatividade e visão de jogo, como por exemplo o Benny, para jogar a 10, é incapaz sequer de ser treinador numa formação que se diz de excelência.

Também com os gregos tão mal preparados que os do Sporting bastava arrancar para comer 2 e 3 em velocidade, obviamente que o Elves se iria destacar.
Mas também teve lá algumas más decisões, naturais para a sua idade, mas que duvido muito que aprenda, quando o treinador vem com discurso de coitadinho e do árbitro.

Nos centrais há qualidade para dar e vender.
Uma política - já nem digo inteligente - pelo menos decente, seria a de subir o Djaló ou o Ricciuli para a B, emprestando o Demiral ou o Ivanildo, para dar espaço ao Vaza/Miguel Lopes/João Silva/Goulart etc..

Pronto, de acordo contigo  ;)
"Eu queria ser poeta mas poeta não posso ser, porque um poeta pensa muito e eu só penso na luz a arder."
Alguém conhece a equipa do Barça? Têm algum craque que se destaque?
So much on my mind that I can't recline
Blastin' holes in the night 'til she bled sunshine
Alguém conhece a equipa do Barça? Têm algum craque que se destaque?
Bem, eles são famosos, como nós, pela formação, de certeza que a equipa é muito forte.
«Opiniões divergentes não significam ataques pessoais»
Alguém sabe alguma coisa sobre esta jornada?
27 September 2017 15:00
Juventus Italy   v   Greece Olympiacos
Juventus Center, Vinovo
Referee: Fedayi San (Switzerland)

27 September 2017 16:00
Sporting CP Portugal   v   Spain Barcelona
CGD Stadium Aurelio Pereira, Alcochete
Referee: François Letexier (France)
«Opiniões divergentes não significam ataques pessoais»