Política Internacional

0 Membros e 3 Visitantes estão a ver este tópico.

Hugo Chávez nunca ocultou o seu pendor socialista e, claro, anti-capitalista. Fala com um socialista, e estarás a falar com um admirador de Chávez e apologista do despotismo venezuelano (fala com um nazi, e estarás a falar com um gajo que diz que o Holocausto não aconteceu).
Porra, o regime dele foi considerado, e os seus admiradores fora da Venezuela concordaram com esse julgamento, o modelo mais próximo do modelo intitulado "Socialismo do Século XXI".

Não me vou meter na discussão política por que não me interessa isso, mas corrigir o que pus a Bold Chev. Na realidad o Chavez mostrou-se de inicio como um suposto homem de esquerda moderada, disse que Fidel Castro era un ditador, que Cuba era uma Ditadura. Disse desejar investimento estrangeiro e não ter intenções algumas de privatizar empresas ou meios de comunicação.

Hugo Chavez nem usava a palavra comunismo ou socialismo até ter vencido o seu referendo que lhe deu ainda mais poderes depois da constituição de 1999.

Quando foi que este homem admitiu o seu pender socialista/comunista? Bem teve dois momentos na realidade. O referendo que mencionei e depois da tentativa da golpe de estado que sufreu. Ele ao contrário dos governantes do anos 1990 não foi tão generoso ou misericordioso com quem o quis tirar do poder. Baniu gente da politica, militares, fechou meios de comunicação, despediu 100 000 funcionários da PDVSA como vingança do paro nacional que fizeram metendo lá gente sem qualificações adequedas e que explica também a queda da mais importante empresa do país nestes últimos mais de 10 anos.

Vejam bem o monte de tretas deste mentiroso compulsivo e então apenas candidato a presidente. Mal sabia o povo que este homem destruiria todo o país e transformá-lo numa ditadura.

Estatutos: Artigo 3º 1 - O SPORTING CLUBE DE PORTUGAL É UMA UNIDADE INDIVISÍVEL CONSTÍTUIDA PELA TOTALIDADE DOS SEUS ASSOCIADOS.
____________________________________________
Os 10 Mandamentos do Sportinguista por Salazar  Carreira
http://www.forumscp.com/wiki/index.php?title=%22Os_dez_mandamentos_do_Sportinguista%22

Vejam bem o monte de tretas deste mentiroso compulsivo e então apenas candidato a presidente. Mal sabia o povo que este homem destruiria todo o país e transformá-lo numa ditadura.

Incorrecto durante o seu governo gostemos do personagem ou não a Venezuela cresceu e desenvolveu-se.
Foi eleito e reeleito e o Maduro também foi tangencialmente eleito. Favor colocar preconceitos à parte e examinar os factos...

Chavez era mentiroso e autoritário... Mas não devemos fugir à realidade, porque a Venezuela teve melhorias significativas durante o seu governo. Agora se a nação estaria melhor ou pior com outros governantes não temos maneira de o saber.

Vejam bem o monte de tretas deste mentiroso compulsivo e então apenas candidato a presidente. Mal sabia o povo que este homem destruiria todo o país e transformá-lo numa ditadura.

Incorrecto durante o seu governo gostemos do personagem ou não a Venezuela cresceu e desenvolveu-se.
Foi eleito e reeleito e o Maduro também foi tangencialmente eleito. Favor colocar preconceitos à parte e examinar os factos...

Chavez era mentiroso e autoritário... Mas não devemos fugir à realidade, porque a Venezuela teve melhorias significativas durante o seu governo. Agora se a nação estaria melhor ou pior com outros governantes não temos maneira de o saber.

Claro não se forjou uma ditadura... Não se prendeu opositores politicos, jornalistas, activistas, estudantes etc. Não se fechou centenas de meios de comunicação. A economia já não estava com problemas com ele vivo. Não permitir acesso de jornalistas À Asamblea Nacional é normalíssimo. Meter militares no governo é ok. Despedir 100 000 trabalhadores qualificados da PDVSA que iniciou a queda sem fim da maior empresa do país foi un excelente acto de gerência da sua parte. Assim como as privatizações sem fim que tiveram tanto sucesso que o país já nem produzia sequer farinha de milho e a importava da Colombia ainda que fosse a base das arepas comida mais consumida então.

A politica de expropriar terras para pô-las a produzir que terminou por destruir a produção nacional foi outro grande acto de gestão.

Mas deu bases para uma venezuela de futuro cm grandes projectos de futuro como desenvolvimento de meio de produção electríca alternativos à única barragem do país, fim da corrupção, insegurança. A economia diversificou e não estava dependenete do petróleo. Nem dependia de cubanos para a saúde por que dotou as universidades de médicos e enfermeiros qualificados. Apoiou uma educação impar (sem propaganda que o menciona a ele em todos os manuais escolares) e educação superior e investigação de renome. Criou infraestruturas robustas para transporte eficientes pelo país. Melhorou os militares que graças a deus não tinham cubanos no alto militar e serviços secretos, forças de paz independentes. E claro morreu numa venezuela em crescimento económico, social, cultural e um exemplo de democracia participativa como prometeu... NOT, nada disto passou, ele arrasou o país. A crise de hoje foi construída por ele. O Chavez é o pai desta ditadura que só dá fome, miséria e repressão ao povo venezuelano como nunca visto.
Estatutos: Artigo 3º 1 - O SPORTING CLUBE DE PORTUGAL É UMA UNIDADE INDIVISÍVEL CONSTÍTUIDA PELA TOTALIDADE DOS SEUS ASSOCIADOS.
____________________________________________
Os 10 Mandamentos do Sportinguista por Salazar  Carreira
http://www.forumscp.com/wiki/index.php?title=%22Os_dez_mandamentos_do_Sportinguista%22
Entre algumas verdades e demasiado sectarismo o amigo @Leão88 mentiu em relação ao aumento da pobreza e do desemprego, para não falar de eleições e do crescimento económico.

Agora se quisermos ser honestos vamos aos gráficos, crime aumentou, inflação aumentou, PIB aumentou, exportação de petróleo aumentou, desemprego baixou e pobreza EXTREMA baixou de 23,4% para uns 8,5%.


Fonte: https://www.theguardian.com/news/datablog/2012/oct/04/venezuela-hugo-chavez-election-data

Agora quando começou a grande quebra das exportações de petróleo todos os valores pioraram... Faça favor fundamente melhor a sua posição.

Se as coisas tivessem sido tão apocalípticas como descreves-te Chávez não teria durado tanto tempo no poder.
« Última modificação: Agosto 05, 2017, 00:04 am por SportSimpatizante »
Podemos ver dados de 2013 quando morreu e nao quando tinha dinheiro facil do petroleo como ninguem teve naquele pais.
Estatutos: Artigo 3º 1 - O SPORTING CLUBE DE PORTUGAL É UMA UNIDADE INDIVISÍVEL CONSTÍTUIDA PELA TOTALIDADE DOS SEUS ASSOCIADOS.
____________________________________________
Os 10 Mandamentos do Sportinguista por Salazar  Carreira
http://www.forumscp.com/wiki/index.php?title=%22Os_dez_mandamentos_do_Sportinguista%22
Podemos ver dados de 2013 quando morreu e nao quando tinha dinheiro facil do petroleo como ninguem teve naquele pais.

Agora quando começou a grande quebra das exportações de petróleo todos os valores pioraram...
Basicamente o que queria dizer no meu ultimo texto.
Os países que dizem nao a isto......estao fddos nos bastidores mundiais.
Fiquei curioso com isto, alguém me pode ajudar a interpretar?
Podemos ver dados de 2013 quando morreu e nao quando tinha dinheiro facil do petroleo como ninguem teve naquele pais.

Agora quando começou a grande quebra das exportações de petróleo todos os valores pioraram...
Com aqueles preços de petróleo até um macaco conseguia algo. Ao final de contas não teve visão de futuro, não criou futuro algum que não a miséria que agora vivemos. Com os preços de petróleo a níveis desses durante tanto tempo não fez metade do que alguém realmente competente poderia ter feito por aquele povo.

Convém teres algumas precauções nesses números, por muitos não são claros e quem esteja por dentro destes últimos 20 anos da Venezuela vai entender. Por exemplo desde 2005 que não se publicam datos de homicidios na Memoria y Cuenta del Ministerio del Poder  Popular  para  Interior, Justicia  y  Paz  (MPPRIJP)  nem é possívelter acesso a informações do Cuerpo  de  investigaciones  Científicas,  Penales  y  Criminalísticas (CICPC). Isto significa que se tem que buscar meios alternativos para fazer estas estatísticas como por exemplo através do datos de mortalidad Ministerio del Poder Popular para la Salud que publica os datos com 3 anos de atraso ou outros meios oficiais muito credíveis...

Como estes números muitos são assim noutros domínios que só servem para dar tempo ao regime para maquilhar a situação real. Temos anos com médicos a mostrar fotos que mostravam um aumento de desnutrição infantil, médicos a avisar do aumento de doenças e vírus e o governo negou tudo, chegando ao ponto de libertar dois anos depois dos já 3 ano de atraso normais os números da situação. E a última vez que passou, no ano passado a médica responsável foi despedida por que bem era un relatório muito mau, aumento em % de dois dígitos em quase tudo que não deveria passar.

Vejamos também que a última eleição do Chavez foi a que ganhou com menos % de todas as suas eleições com 54%. E quem vem falar do apoio pensemos que anos no poder como quase rei absoluto que mexeu em tudo para acomodar os seus desejos autoritários não terá influência também que o presidente tinha o seu próprio programa de TV diário, de rádio onde falava por horas e horas. Campanhas de milhões por todo o país onde cortava todas as Tvs e rádios para os seus discursos. A cara deste homem estava em ruas, tv, manuais escolares, transportes publicos, estátuas etc. Ele gastava milhões para a sua imagem e campanhas e usava tudo que podia para limitar os advsersários, não ver isto é sectário. Falar que ganha eleições sem ver a legenda das coisas é sim ser sectário. Além do mais analisar quando havia dinheiro para ir enganando e comprando o povo não com futuro para pô-los ainda mais dependentes do Estado...




« Última modificação: Agosto 05, 2017, 22:47 pm por Leão88 »
Estatutos: Artigo 3º 1 - O SPORTING CLUBE DE PORTUGAL É UMA UNIDADE INDIVISÍVEL CONSTÍTUIDA PELA TOTALIDADE DOS SEUS ASSOCIADOS.
____________________________________________
Os 10 Mandamentos do Sportinguista por Salazar  Carreira
http://www.forumscp.com/wiki/index.php?title=%22Os_dez_mandamentos_do_Sportinguista%22
Citar
A OPINIÃO DE JOSÉ COUTO NOGUEIRA

Trump: se ficar o bicho pega, se fugir o bicho come

Uma investigação muito perigosa aproxima-se de Trump. E apesar de toda a imprevisibilidade que tem pontuado a atuação do presidente americano, desta vez não fazer nada pode ser mesmo a única opção.


Esta quinta-feira, o Wall Street Journal informou que Robert Mueller, o Procurador Especial nomeou um Grande Júri para prosseguir com as investigações à interferência da Federação Russa nas eleições presidenciais de 2016. A notícia é importante e o ato sério; no entanto, dadas as diferenças de forma e estrutura entre o sistema judicial norte-americano e o nosso, será interessante esclarecer o que está em jogo.

Os antecedentes são conhecidos: ainda durante a campanha eleitoral para a presidência americana surgiram indícios de que os russos estariam a interferir no processo. O caso mais conhecido foi a publicação de emails confidenciais da Comissão Eleitoral do Partido Democrata pelo site Wikileaks, emails esses que teriam sido obtidos indevidamente pelos serviços russos. Simultaneamente, a comunicação social começou a investigar contactos entre pessoas próximas de Donald Trump e elementos da Comissão Eleitoral do Partido Republicano, nomeadamente o seu diretor, Paul Manafort, com o embaixador russo, Sergey Kislyak.

A escolha do general Michael Flynn para Assessor de Segurança Nacional levou à primeira baixa séria no executivo de Trump: provou-se que Flynn tinha recebido (e não declarado) dinheiro dos russos. Posteriormente também se soube que o general tinha ligações com o governo turco.

As suspeitas sobre contactos impróprios durante a campanha eleitoral levaram a que o director do FBI, James Comey, abrisse um inquérito. Desde o início que Trump e a sua entourage afirmaram que se tratava de uma “caça às bruxas” e uma “invenção” da comunicação social.

Já depois do presidente eleito, prosseguiram as revelações da comunicação social sobre o possível “conluio” entre elementos ligados ao presidente e agentes russos, revelações essas obtidas tanto através de investigações dos media, como de fugas de informação (“leaks”) vindas da Casa Branca e da “comunidade da informação” – o conjunto de agências norte-americanas que lidam com contra-espionagem.

Trump, queixando-se constantemente das fugas de informação, mandou o seu ministro da Justiça, Jeff Sessions, investigar e descobrir os culpados. Sessions, um senador republicano histórico, completamente apoiado e protegido pelo seu partido, já tinha tomado uma atitude pouco clara, ao escusar-se a participar nas investigações sobre o “conluio”, alegando que, como participante na Comissão Eleitoral de Trump, era parte interessada.

Numa conversa a sós com o diretor do FBI – que não deveria ter acontecido sem a presença do ministro da Justiça, que tutela o FBI – Trump pediu “fidelidade” a Comey. Comey, segundo o seu testemunho, não desmentido por Trump, terá respondido que só poderia garantir “imparcialidade”. O seu destino estava traçado. Trump mandou Sessions despedi-lo e, como este se recusou, passou a ordem para o secretário de Estado da Justiça, Rod Rosenstein. Mas logo a seguir não resistiu a tweetar que tinha sido uma decisão pessoal sua.

A Comissão de Informação do Senado, bipartidária, que está a investigar a interferência dos russos nas eleições, imediatamente chamou Comey para ser ouvido. O depoimento, público, não deixou dúvidas de que o director do FBI tinha sido demitido por se recusar a encerrar a investigação.

Perante o escândalo, tanto no público como entre os parlamentares republicanos (para não falar nos democratas), Jeff Sessions propôs a nomeação de um Procurador Especial independente. A Comissão aceitou a escolha de Robert Mueller, um ex-director do FBI com reputação de imparcialidade e idoneidade.

Nomeado a 17 de Maio, Mueller juntou uma equipa que se calcula que tenha duas dúzias de advogados e dezenas de agentes do FBI. Embora tanto ele como os seus funcionários não tenham feito comentários públicos, sabe-se que a investigação seguiu duas linhas de investigação. Uma, seria o tal conluio – pessoas próximas de Trump, como o seu filho, Donald Jr. e o genro, Jared Kushner, participaram em reuniões com representantes russos com o fim expresso de prejudicar Hilary Clinton. A lista não pára de crescer, assim como os aspectos cada vez mais suspeitos. A outra linha de investigação seria sobre os negócios de Trump, família e associados com os russos. Os investigadores recuaram pelo menos até 2013, ano em que Trump organizou o Concurso Miss Mundo em Moscovo.

Queixando-se constantemente da investigação, Donald Trump não consegue, ao mesmo tempo, parar de prejudicar a si próprio e aos seus, com revelações comprometedoras. Por exemplo, recentemente afirmou que o email em que o seu filho disse que se reunira com uma representante do Governo russo para discutir questões não relacionadas com a eleição, tinha sido escrito por ele próprio. Num sistema jurídico fortemente baseado na credibilidade do que a pessoa afirma, ou seja, que está a dizer a verdade até prova em contrário, mentir é um crime muito grave. Vale lembrar que o impedimento (“impeachment”) de Clinton não se deveu a ter relações sexuais com Monica Lewinsky, mas a ter mentido sobre elas.

Nas últimas semanas Trump tem sistematicamente atacado Jeff Sessions por não travar a investigação de Mueller. Contudo, o Presidente está perante um gambito difícil de desfazer: se demite Sessions, perde completamente o apoio do Partido Republicano; se demite Mueller, é quase certo que o Parlamento (Senado e Câmara dos Representantes) iniciará um processo de impedimento.

Agora Mueller convocou um Grande Júri. Não se trata de um júri de julgamento, ou seja, não estamos perante um processo judicial. Este júri, constituído por vinte cidadãos escolhidos aleatoriamente, tem apenas a função de verificar e validar as provas reunidas pelo Procurador Especial, podendo também requerer novas provas – isto é, pode citar qualquer pessoa para depor e pedir documentos. Os trabalhos são secretos; os membros fazem um juramento de confidencialidade e não podem emitir opiniões em público. No final, o Grande Júri decidirá apenas se há material para indiciar alguém, mas há casos em que grandes júris decidiram o contrário.

Esta decisão de Mueller torna praticamente impossível a Trump demiti-lo ou mandar alguém fazê-lo. Também não implica o presidente em alguma culpa, mas dá fortes indícios de que a equipa de Mueller tem provas concretas contra pessoas muito próximas dele, inclusive familiares.

Não é xeque mate a Donald Trump, mas é um xeque. As próximas movimentações são cruciais.

Sapo24

« Última modificação: Agosto 05, 2017, 22:51 pm por Invictus »
Eu nisto tenho de concordar com o Trump , esta história da Russia não passa de uma caça às bruxas.

Esta historia faz algum cabimento , até parece que foram os russos a votar que ganharam as eleições.

A verdadeira história é que os democratas não engoliram esta derrota e no próprio partido republicano tambem tem muitos inimigos , principalmente nos corredores de Washington.

Já nem falo da imprensa para a qual o homem é o Diabo em pessoa , tudo porque Trump têve o desplante de dispensá-los a favor das redes sociais.

Depois da revolução Trump que foi a sua chegada à presidência , estamos a assistir a uma especie de contra-revolução , esta gente quer correr com Trump a todo o custo.

Para eles , elites políticas de ambos os partidos , mais os funcionarios do establishment , Trump na presidência não passa de um absurdo e de um insulto , mais ou menos na mesma linha de absurdo do Maduro para alguns aqui.
Jesus e croquetagem , uma santa aliança para acabar com o Sporting.
Julio Cesar foi avisado para não passar o Rubicão , mas passou-o.

O Rubicão para Maduro foi esta história da Assembleia Constituinte , agora vai até ao fim na consolidação do seu poder.

Curioso que nas notícias sobre a Assembleia Constituinte , não se via nenhum branco por lá , estamos a assistir claramente a uma revolução de ambito nativista de tipo pós-apartheid , as instituições que existiam antes como o parlamento e agora a procuradoria geral são para eliminar.
Jesus e croquetagem , uma santa aliança para acabar com o Sporting.
Julio Cesar foi avisado para não passar o Rubicão , mas passou-o.

O Rubicão para Maduro foi esta história da Assembleia Constituinte , agora vai até ao fim na consolidação do seu poder.

Curioso que nas notícias sobre a Assembleia Constituinte , não se via nenhum branco por lá , estamos a assistir claramente a uma revolução de ambito nativista de tipo pós-apartheid , as instituições que existiam antes como o parlamento e agora a procuradoria geral são para eliminar.

Como na África de Sul onde os brancos estão a ser dizimados para dar o poder aos pretos. Que por sua vez estão a destruir a economia e o país.

Na propaganda dos media ocidentais não se lê nada ou quase nada.

Outra red-pill: durante o Apartheid, aquilo era "tão mau" que os pretos de outros países fugiam para a África do Sul, tal era o descalabro dos países de origem governados por aqueles que não eram brancos.
« Última modificação: Agosto 06, 2017, 10:51 am por HugoN »
Julio Cesar foi avisado para não passar o Rubicão , mas passou-o.

O Rubicão para Maduro foi esta história da Assembleia Constituinte , agora vai até ao fim na consolidação do seu poder.

Curioso que nas notícias sobre a Assembleia Constituinte , não se via nenhum branco por lá , estamos a assistir claramente a uma revolução de ambito nativista de tipo pós-apartheid , as instituições que existiam antes como o parlamento e agora a procuradoria geral são para eliminar.

Como na África de Sul onde os brancos estão a ser dizimados para dar o poder aos pretos. Que por sua vez estão a destruir a economia e o país.

Na propaganda dos media ocidentais não se lê nada ou quase nada.

Outra red-pill: durante o Apartheid, aquilo era "tão mau" que os pretos de outros países fugiam para a África do Sul, tal era o descalabro dos países de origem governados por aqueles que não eram brancos.
Tanto racismo num só comentário...
Tanto racismo num só comentário...

O que é que propões para resolver o problema do genocídio branco na África do Sul?
Tanto racismo num só comentário...

O que é que propões para resolver o problema do genocídio branco na África do Sul?
Não proponho nada. Os brancos foram para lá meter nojo e infelizmente agora os descendentes pagam. Agora, o que propões tu para acabar com os ataques terroristas contra pessoas que praticam o islamismo nos estados unidos?
Tanto racismo num só comentário...

O que é que propões para resolver o problema do genocídio branco na África do Sul?
Não proponho nada. Os brancos foram para lá meter nojo e infelizmente agora os descendentes pagam. Agora, o que propões tu para acabar com os ataques terroristas contra pessoas que praticam o islamismo nos estados unidos?

Então eu proponho: os media têm de começar a dar atenção à África do Sul e ao genocídio branco o quanto antes. O país está à beira de uma guerra civil motivada por péssimas condições económicas, e também por motivos raciais.

Desde que o ANC (Partido Comunista) tomou o poder, mais de 70.000 brancos foram assassinados. Destes, 5 mil eram agricultores a quem as terras foram roubadas depois de serem violados e torturados.

GenocideWatch.com observes: “About 50 people on average are murdered in South Africa per day, of which at least 20 of them are whites (95% black-on-white murder rate). Take into consideration that white people make up only 9% (4,500,000) of the demographics in South Africa"

O Presidente actual, Zuma, é abertamente contra os brancos e o seu partido faz leis constantemente a favor dos pretos ao invés da comunhão das partes.

Podemos ver aqui um "velho" cântico do ANC para que se mate os brancos (Shoot/Kill the Boer (homem branco)). Com o Presidente Zuma a cantar. Alegre e entusiasta.



Imaginem se fosse o Trump, as parangonas que não se faziam. Enfim, é a propaganda que temos.
Tanto racismo num só comentário...

O que é que propões para resolver o problema do genocídio branco na África do Sul?
Não proponho nada. Os brancos foram para lá meter nojo e infelizmente agora os descendentes pagam. Agora, o que propões tu para acabar com os ataques terroristas contra pessoas que praticam o islamismo nos estados unidos?

 :lol: :rotfl:  :sick:
"Vou dizer pela primera vez,e podem rever as minhas palavras no passado.Digo aqui pela primeira vez que vamos ser campeões no próximo mandato.E mais que uma vez ! Não é sermos candidatos,é vamos ser campeões "
Tanto racismo num só comentário...

O que é que propões para resolver o problema do genocídio branco na África do Sul?
Não proponho nada. Os brancos foram para lá meter nojo e infelizmente agora os descendentes pagam. Agora, o que propões tu para acabar com os ataques terroristas contra pessoas que praticam o islamismo nos estados unidos?

Fixe, então podemos limpar os kebabs todos da Europa? É que é um bocado aborrecido vê-los a violar e provocar caos por onde quer que lhes dêem asilo, sem apelo nem agravo.

A Europa também é nossa, os kebabs e os pretos não têm nada que vir cá meter o bedelho.