Preparação época desportiva 2017-2018

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Estava claro, um plantel onde tenham apenas dois goleadores fica curto, ora aí está. Sporting sem goleadores, o que minimiza é a paragem para compromissos com as seleções.
Ainda temos o gelson dala.
Seguro seguro era termos 5 ou 6 goleadores para o extremo do azar. E pagávamos a recibo verde. Sinceramente...

Enviado do meu HUAWEI VNS-L31 através de Tapatalk

"O meu coração só tem uma cor: verde e branco."
As posições mais debilitadas no nosso plantel são a lateral esquerda e a posição de segundo avançado.
Alan Ruiz, Iuri, Bruno César, J.Silva, a mim já me mostraram que não servem para o Sporting.
Matheus Oliveira, Petrovic e Palhinha, são 3 segundas opções que não têm oportunidades, pelo menos 1 destes 3 podia sair.

Não concordo nada. Acho que as posições mais fracas são 8 e extremo.

A SA temos Bruno Fernandes, Doumbia e Podence. Todos têm qualidade e acrescentam valor. Pensei que já todos tinham percebido que o Bruno é para jogar mais à frente e não a 8. Além de achar que é um desperdício jogar tão longe da baliza adversária, não me parece que tenha intensidade para jogar num meio campo a dois com William.

Faz falta sim um jogador intenso e com mais qualidade de passe para substituir o Adrien e termos mais uma boa opção para 8 (neste momento só temos o Battaglia é é provavelmente a posição mais desgastante).

Para extremo falta alguém que consiga incutir velocidade (sem ser o Gelson, só temos o Podence e parece contar mais para jogar a SA).

Das sugestões que tenho lido acho que era perfeito (talvez demasiado bom para ser verdade) vir em Janeiro Musa (empréstimo com opção de compra) e Wendel (Fluminense). Ficava um plantel fortíssimo e com respostas para tudo.
Em caso de lesão do Coentrao recuava o Acuna para defesa esquerdo e de resto, apenas despachava o Alan Ruiz e Matheus (que podiam dar algum € para investir nos outros dois).
As posições mais debilitadas no nosso plantel são a lateral esquerda e a posição de segundo avançado.
Alan Ruiz, Iuri, Bruno César, J.Silva, a mim já me mostraram que não servem para o Sporting.
Matheus Oliveira, Petrovic e Palhinha, são 3 segundas opções que não têm oportunidades, pelo menos 1 destes 3 podia sair.

 Sinceramente não concordo. O Jonathan para segundo lateral desenrasca. Jogará mais do que o desejado, muito pela debilidade física do Coentrão, mas serve para o que se pretende e pode ser que evolua com o JJ. Iuri está a fazer a sua primeira época no Sporting e apesar de se não estar a corresponder (tem estado com problemas físicos) por mim fica pois tem muita qualidade, falta é mostrar no Sporting. Alan Ruiz por mim podia sair já em Janeiro tal é a falta de empenho que este idiota mostra sempre que joga pelo clube. O Bruno César não é mais nada que não uma opção de recurso e que ficar ou sair sinceramente não me faz miníma diferença desde que haja melhores opções e não seja ele o primeiro a sair do banco.
 No que toca a posições debilitadas até ao que tenho visto neste momento. Um Segundo avançado que entre de caras no 11 (alguem que faça o papel que nem o Podence e muito menos o Alan Ruiz foram capazes de fazer), uma opção válida para extremo esquerdo que faça concorrencia com o Acuña (Bruno César não pode ser considerado alternativa) e talvez um médio tipo o Adrien. Na defesa as laterais estão fechadas e o centro continua a ser uma incógnita o que o André Pinto e o Tobias podem trazer.
As posições mais debilitadas no nosso plantel são a lateral esquerda e a posição de segundo avançado.
Alan Ruiz, Iuri, Bruno César, J.Silva, a mim já me mostraram que não servem para o Sporting.
Matheus Oliveira, Petrovic e Palhinha, são 3 segundas opções que não têm oportunidades, pelo menos 1 destes 3 podia sair.

 Sinceramente não concordo. O Jonathan para segundo lateral desenrasca. Jogará mais do que o desejado, muito pela debilidade física do Coentrão, mas serve para o que se pretende e pode ser que evolua com o JJ. Iuri está a fazer a sua primeira época no Sporting e apesar de se não estar a corresponder (tem estado com problemas físicos) por mim fica pois tem muita qualidade, falta é mostrar no Sporting. Alan Ruiz por mim podia sair já em Janeiro tal é a falta de empenho que este idiota mostra sempre que joga pelo clube. O Bruno César não é mais nada que não uma opção de recurso e que ficar ou sair sinceramente não me faz miníma diferença desde que haja melhores opções e não seja ele o primeiro a sair do banco.
 No que toca a posições debilitadas até ao que tenho visto neste momento. Um Segundo avançado que entre de caras no 11 (alguem que faça o papel que nem o Podence e muito menos o Alan Ruiz foram capazes de fazer), uma opção válida para extremo esquerdo que faça concorrencia com o Acuña (Bruno César não pode ser considerado alternativa) e talvez um médio tipo o Adrien. Na defesa as laterais estão fechadas e o centro continua a ser uma incógnita o que o André Pinto e o Tobias podem trazer.

Pois, não concordas porque sim, ou porque não? Começas por discordar e acabas a citar-me... :rotfl:
As posições mais debilitadas no nosso plantel são a lateral esquerda e a posição de segundo avançado.
Alan Ruiz, Iuri, Bruno César, J.Silva, a mim já me mostraram que não servem para o Sporting.
Matheus Oliveira, Petrovic e Palhinha, são 3 segundas opções que não têm oportunidades, pelo menos 1 destes 3 podia sair.

 Sinceramente não concordo. O Jonathan para segundo lateral desenrasca. Jogará mais do que o desejado, muito pela debilidade física do Coentrão, mas serve para o que se pretende e pode ser que evolua com o JJ. Iuri está a fazer a sua primeira época no Sporting e apesar de se não estar a corresponder (tem estado com problemas físicos) por mim fica pois tem muita qualidade, falta é mostrar no Sporting. Alan Ruiz por mim podia sair já em Janeiro tal é a falta de empenho que este idiota mostra sempre que joga pelo clube. O Bruno César não é mais nada que não uma opção de recurso e que ficar ou sair sinceramente não me faz miníma diferença desde que haja melhores opções e não seja ele o primeiro a sair do banco.
 No que toca a posições debilitadas até ao que tenho visto neste momento. Um Segundo avançado que entre de caras no 11 (alguem que faça o papel que nem o Podence e muito menos o Alan Ruiz foram capazes de fazer), uma opção válida para extremo esquerdo que faça concorrencia com o Acuña (Bruno César não pode ser considerado alternativa) e talvez um médio tipo o Adrien. Na defesa as laterais estão fechadas e o centro continua a ser uma incógnita o que o André Pinto e o Tobias podem trazer.

Pois, não concordas porque sim, ou porque não? Começas por discordar e acabas a citar-me... :rotfl:
 Tens dificuldades cognitivas? Convém ler tudo e não só aquilo que interessa... ^-^ ^-^ ^-^ ^-^
 Citar? Apenas dizes uma evidência que ando a dizer à uns 3 meses...
Primeiro tratem das saídas. Depois trata-se dos empréstimos/aquisições.
“A lot of football success is in the mind. You must believe you are the best and then make sure that you are.” - Bill Shankly
Primeiro tratem das saídas. Depois trata-se dos empréstimos/aquisições.
Totalmente de acordo.

Douglas, Bryan e Alan Ruiz. Se estes três saíssem, só em massa salarial o que não se poupava. Se pelo Alan dessem um valor perto ou igual/superior do que pagámos por ele, daria-me por muito satisfeito.
Primeiro tratem das saídas. Depois trata-se dos empréstimos/aquisições.

Absolutamente.

Até porque, e volto a reforçar isto, pode não fazer sentido falar em mais aquisições em Janeiro. Depende da forma como chegarmos lá e dos objectivos que teremos de pé nessa altura.

Prioritário é assumir várias saídas. Dos excedentários e dos que estão a mais na equipa principal.
"O Sporting é nosso outra vez!"
Primeiro tratem das saídas. Depois trata-se dos empréstimos/aquisições.

Absolutamente.

Até porque, e volto a reforçar isto, pode não fazer sentido falar em mais aquisições em Janeiro. Depende da forma como chegarmos lá e dos objectivos que teremos de pé nessa altura.

Prioritário é assumir várias saídas. Dos excedentários e dos que estão a mais na equipa principal.

Tenho pena que todos os anos se chegue a Setembro e seja necessário falar desta questão. Normalmente a questão recomeça em Fevereiro. A verdade é que o Sporting CP continua a apostar em plantéis vastos, mas sem soluções.
Ainda é muito cedo para definir o que quer que seja, neste momento há claramente um jogador que não serve, o Alan. O resto ainda não se viu muito deles. Congelem as vossas opiniões até novembro/dezembro.
Wubba lubba dub dub, PICKLE RIIIIIIIIIIIIICK!
Pessoal, não se chateiem.
Sporting Clube de Portugal, acima de tudo!!!
Primeiro tratem das saídas. Depois trata-se dos empréstimos/aquisições.

Absolutamente.

Até porque, e volto a reforçar isto, pode não fazer sentido falar em mais aquisições em Janeiro. Depende da forma como chegarmos lá e dos objectivos que teremos de pé nessa altura.

Prioritário é assumir várias saídas. Dos excedentários e dos que estão a mais na equipa principal.

Tenho pena que todos os anos se chegue a Setembro e seja necessário falar desta questão. Normalmente a questão recomeça em Fevereiro. A verdade é que o Sporting CP continua a apostar em plantéis vastos, mas sem soluções.

Eu pena também tenho mas não posso fazer nada... Aí a alteração passa pelo Sporting. Enquanto continuar com este paradigma, teremos que continuar com esta questão.  :inde:

E sim, tem sido recorrente o problema da quantidade a mais e fiabilidade a menos. Suponho que já não seja defeito mas feitio. Preferimos ter um plantel com mais quantidade de opções e com um valor salarial médio mais reduzido, do que aumentar a média de salário e reduzir no número de opções.
"O Sporting é nosso outra vez!"
Um jogador que foi falado para nós no verão continua a ser interessante para o plantel, por jogar a defesa central e esquerdo. Falo de Gáston Silva, que se transferiu para o Independiente neste defeso. Acho que tem qualidade e o preço deve ser acessível, porque foi comprado por 1,4 milhões de euros.
MEGAJOKER não escreve segundo o novo acordo ortográfico! (E com orgulho!)

“Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, no que respeita ao universo, ainda não adquiri a certeza absoluta.” (Albert Einstein)