Votar no estrangeiro - que futuro?

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Tal como muitos outros sócios no estrangeiro, não consegui exercer o direito de voto nas últimas eleições. Apenas recebi a correspondência com os boletins de voto no dia 3 de Março, véspera das eleições e prazo limite para que os boletins, devidamente autenticados, fossem recebidos na sede do Sporting Clube de Portugal.

Esta questão estava a ser discutida no tópico sobre votar fora do país (http://www.forumscp.com/index.php?topic=67958.0), onde outros foristas relataram o mesmo atraso na recepção dos boletins. Com base nisto, sugeri o envio de uma carta aos orgãos sociais do clube, dando conta das dificuldades inerentes a todo o processo.

Estas dificuldades não se limitam ao tempo manifestamente curto para recepção e retorno dos boletins de voto (cerca de duas semanas), mas também à falta de informação sobre o reconhecimento de assinatura. Por exemplo, não parece haver certezas sobre se esta autenticação tem de ser realizada nos consulados, ou se, no caso de ser possível recorrer a um notário ou similar, a declaração tem de ser traduzida. Outra questão que não pode ser ignorada é o custo associado a este tipo de voto: entre reconhecimento de assinatura e serviço de entrega postal tipo DHL, o custo ultrapassa facilmente os 50 euros.

Outros foristas mostraram interesse em participar e eventualmente subscrever a carta, pelo que este tópico serviria para decidir a melhor forma de a elaborar, no conteúdo e na forma.

A ideia da carta seria sensibilizar o clube para os problemas dos sócios residentes no estrangeiro, encorajando a procura de soluções como o voto electrónico (o ideal, e não só para residentes no estrangeiro), o download dos boletins de voto directamente do site do clube e/ou o alargamento do prazo entre a definição das listas e a data limite para recepção dos votos (pelo menos um mês). De notar que esta é uma questão debatida noutras plataformas para além do fórum: http://atascadocherba.com/2017/03/09/hoje-escreves-tu-a-proposito-dos-votos-por-correspondencia/

Numa primeira abordagem, julgo que seria interessante fazer um levantamento de alguns dados, nomeadamente o país de residência dos foristas, a data em que receberam os boletins de voto, se chegaram a enviá-los e em que data e se obtiveram confirmação da sua recepção em tempo útil.

O meu caso:

País de residência: Brasil
Data de recepção dos boletins de voto: 03/03/2017
Não enviei os boletins.

Agradeço o vosso feedback.
Excelente ideia, Turco. Já agora, porque posts com informações contraditórias, nunca fiquei esclarecido sobre o que é necessário para reconhecer a assinatura no estrangeiro. Basta ir a um notário ou é preciso recorrer a serviços consulares. Talvez pudéssemos incluir este assunto na carta. Por mim, era bom que o Sporting CP explorasse, se ainda não o fez, a possibilidade de voto electrónico.



Eis os meus dados:

País de residência: EUA
Data de recepção dos boletins de voto: 2 de Março de 2017
Não enviei os boletins.
Este é de facto um assunto que deve ser levado à AG por todos os sócios ou por carta aos órgãos sociais do clube, certo é que algo deve ser feito, ajudarei com a minha assinatura para o que for necessário.
23-03-2013 A noite mais feliz da minha vida como Sportinguista.
A partir de agora mandamos nós e o Sporting terá o seu caminho novamente, quero vos agradecer a todos e dizer claramente para que toda a gente oiça:
Viva o Sporting Clube de Portugal! É nosso outra vez!
Palavras do Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho. Bem haja Presidente!
Parabéns pela iniciativa e seguramente contarão com o meu apoio.

Penso que o problema não é apenas o atraso no envio dos boletins mas também a inutilidade burocrática do reconhecimento da assinatura. Estamos no século XXI e não no XIX.

Aqui estão os meus dados:

País de residência: Suécia
Data de recepção dos boletins de voto: 28/02/2017
Enviei os boletins sem assinatura reconhecida.

SL
Assunto que têm de ser resolvido. A votação pela net é a solução ideal. Mas pra isso o site têm de reforçar a segurança, pra evitar afinações..

Outra solução passa pela descentalizaçao do voto eletrónico aos núcleos. Por vários núcleos espalhados cirurgicamente pelo país, de modo abranger o maior número possível de sócios, e a malta do estrangeiro e ilhas votar através do site ( os lamp têm sistema idêntico..)
SER SPORTINGUISTA E SER LEÃO, É TER GARRA E EMOÇÃO!
Assunto que têm de ser resolvido. A votação pela net é a solução ideal. Mas pra isso o site têm de reforçar a segurança, pra evitar afinações..

Outra solução passa pela descentalizaçao do voto eletrónico aos núcleos. Por vários núcleos espalhados cirurgicamente pelo país, de modo abranger o maior número possível de sócios, e a malta do estrangeiro e ilhas votar através do site ( os lamp têm sistema idêntico..)

O sistema ideal é acoplar ao site um sistema de autenticação de app no telemovel para existir verificação em dois passos. E pronto, da pra votar, pra fazer login e tudo o mais que se pretenda.
Assunto que têm de ser resolvido. A votação pela net é a solução ideal. Mas pra isso o site têm de reforçar a segurança, pra evitar afinações..

Outra solução passa pela descentalizaçao do voto eletrónico aos núcleos. Por vários núcleos espalhados cirurgicamente pelo país, de modo abranger o maior número possível de sócios, e a malta do estrangeiro e ilhas votar através do site ( os lamp têm sistema idêntico..)

O sistema ideal é acoplar ao site um sistema de autenticação de app no telemovel para existir verificação em dois passos. E pronto, da pra votar, pra fazer login e tudo o mais que se pretenda.

Esta parece-me a melhor solução, sem dúvida!

País de residência: Noruega
Data de recepção dos boletins de voto: 01/03/2017

Acabei por não votar, pois a informação que li aqui, seria que os votos teriam que ser reconhecidos num consulado ou numa embaixada, e era-me de todo impossível deslocar a Oslo. Já para não falar nos custos, deslocação, reconhecimento da assinatura, e isto tudo, provavelmente não chegaria a tempo.
Esta é uma situação que deve ser resolvida durante este mandato pois não faz sentido que seja sonegado aos sócios no estrangeiro o direito de votar. Perdem-se assim milhares de votos, só no meu caso foram 7.
Compreendo que seja difícil proceder ao envio dos boletins de voto mais cedo, devido à necessidade de ter os cadernos eleitorais previamente fechados. Estando demonstrado que o prazo é insuficiente para um envio por correio quando se tratam de destinatários transcontinentais, então será necessário encontrar uma solução alternativa. Não sou especialista em segurança informática, mas penso que haverão actualmente soluções que não ponham em causa a integridade dos resultados. A questão a colocar será naturalmente o custo associado a essas soluções. Todavia, quando estarão em causa muitas centenas ou mesmo milhares de sócios, justificar-se-á fazer algum investimento neste sentido.

No meu caso, tipificado em baixo, não enviei os boletins porque os recebi apenas no dia anterior às eleições. Mas, mesmo que os tivesse recebido com maior antecedência, haveria ainda que dar solução ao problema do dito reconhecimento da assinatura. O documento que acompanhava os boletins de voto referia um conjunto de possibilidades para o efeito, mas era omisso no caso de uma votação no estrangeiro. Se o procedimento aplicável neste caso era, como vi falado, a deslocação à embaixada, é bom que se tenha noção que, por exemplo no meu caso, teria uma viagem de 6 horas pela frente para ir e outras 6 horas para voltar. E isto sem a garantia de que de facto este procedimento seria válido...

Há definitivamente que sensibilizar a Direcção para este problema!

País de residência: EUA (costa oeste)
Data de recepção dos boletins de voto: 03/03/2017
Não enviei os boletins.
« Última modificação: Março 20, 2017, 21:45 pm por jskerry »
Concordo plenamente com o que escreveste, Tambem recebi os boletins no dia 2 de Março, mas quando foi publicada a data das eleições comprei a viagem para ir a Portugal e assim aproveitei para votar pessoalmente. Mas no futuro esta situação têm de ser alterada pois é quase impossível para nós (sócios residentes no estrangeiro) conseguirem votar.

País de residência: Dublin, Irlanda
Data de recepção dos boletins de voto: 02/03/2017
Não enviei os boletins (mas votei presencialmente).
Concordo plenamente com o que escreveste, Tambem recebi os boletins no dia 2 de Março, mas quando foi publicada a data das eleições comprei a viagem para ir a Portugal e assim aproveitei para votar pessoalmente. Mas no futuro esta situação têm de ser alterada pois é quase impossível para nós (sócios residentes no estrangeiro) conseguirem votar.

País de residência: Dublin, Irlanda
Data de recepção dos boletins de voto: 02/03/2017
Não enviei os boletins (mas votei presencialmente).

Ola
Pais de residencia: R.U.
Recebi os boletins no dia 27 ou 28 de Fev. (foi numa segunda ou terça acho)
Enviei os boletins no dia 1 e gastei do meu bolso pra mandar por DHL e ter a certeza que o voto chegava a tempo e horas.

O que me preocupa, para alem dos prazos e meios de voto, é a informaçao completamente inutil em relaçao ao reconhecimento das assinaturas. No meu caso foi feita por um advogado. Ele usou o seu proprio carimbo e assinou . Ou seja ainda hoje estou sem saber se os meus votos contaram ou nao.

Em relaçao aos meios de votos, acho que um leitor de cartoes que utilize o cartao de socio pra autenticar o voto é provavelmente o mais seguro. Concordo quer tenha de ser uma verificacao em 2 passos. Sendo o login no site o primeiro e um cartao com pin o segundo.

Mas ha mais soluçoes. Pra quem nao queira gastasr 10 euros num leitor de cartoes, podiamos sugerir q os boletins de votos estivessem disponiveis pra download a partir da area de socio. Isso daria mais tempo a quem está mais longe. Podiam ter ate templates de envelopes, para os socios imprimirem, para que nao seja onus dos socios os portes de correio para envio dos votos.

Gosto muito da possibilidade de voto descentralizado, por vários Nucleos. De modo que ninguem tenha de viajar mais de 100km pra votar.

Gostava de repetir: gostava que o processo de verificacao das assinaturas fosse completamente explicado.
-- Até a minha cozinha é verde e branca --
Concordo plenamente com o que escreveste, Tambem recebi os boletins no dia 2 de Março, mas quando foi publicada a data das eleições comprei a viagem para ir a Portugal e assim aproveitei para votar pessoalmente. Mas no futuro esta situação têm de ser alterada pois é quase impossível para nós (sócios residentes no estrangeiro) conseguirem votar.

País de residência: Dublin, Irlanda
Data de recepção dos boletins de voto: 02/03/2017
Não enviei os boletins (mas votei presencialmente).

Ola
Pais de residencia: R.U.
Recebi os boletins no dia 27 ou 28 de Fev. (foi numa segunda ou terça acho)
Enviei os boletins no dia 1 e gastei do meu bolso pra mandar por DHL e ter a certeza que o voto chegava a tempo e horas.

O que me preocupa, para alem dos prazos e meios de voto, é a informaçao completamente inutil em relaçao ao reconhecimento das assinaturas. No meu caso foi feita por um advogado. Ele usou o seu proprio carimbo e assinou . Ou seja ainda hoje estou sem saber se os meus votos contaram ou nao.

Em relaçao aos meios de votos, acho que um leitor de cartoes que utilize o cartao de socio pra autenticar o voto é provavelmente o mais seguro. Concordo quer tenha de ser uma verificacao em 2 passos. Sendo o login no site o primeiro e um cartao com pin o segundo.

Mas ha mais soluçoes. Pra quem nao queira gastasr 10 euros num leitor de cartoes, podiamos sugerir q os boletins de votos estivessem disponiveis pra download a partir da area de socio. Isso daria mais tempo a quem está mais longe. Podiam ter ate templates de envelopes, para os socios imprimirem, para que nao seja onus dos socios os portes de correio para envio dos votos.

Gosto muito da possibilidade de voto descentralizado, por vários Nucleos. De modo que ninguem tenha de viajar mais de 100km pra votar.

Gostava de repetir: gostava que o processo de verificacao das assinaturas fosse completamente explicado.

Isso seria muito arriscado.. Imagina há falhas de segurança no site e alguem faz download e preenche dezenas deles e envia os.. Isso têm de ser bem estudado..
SER SPORTINGUISTA E SER LEÃO, É TER GARRA E EMOÇÃO!