Maio lava mais branco

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.




Maio é o mês em que se "purifica" o futebol português. É o mês em que, suavemente mas com firmeza, se eliminam as nódoas ressequidas de mais uma competição viciada. Enquanto os campos se enchem do perfume das flores e dos zumbidos das abelhas, o futebol nacional entra num espiral hipócrita, em que se faz de conta que está tudo bem e no final ganha sempre a melhor equipa.

Neste Maio temos os símbolos maiores da corrupção futebolística lusitana a degladiarem-se por um lugar no topo da classificação. Revelam-se podres de ambos os lados, utilizam-se todas as armas (legais ou ilegais) para abater o adversário. Os outros estão longe, bem longe, fruto de uma competição manipulada que alguns querem, cada vez mais, de sentido único. Enquanto uns chafurdam na lama, tapando como podem os seus telhados de vidro, os outros assistem ao avolumar das evidencias de que, afinal de contas, o rei vai nu.

Entretanto, já se começa a ouvir o chilrear de algumas aves de gaiola (leia-se comentadeiros) a iniciarem a evangelização das massas, com os habituais "são estas as melhores equipas em Portugal" ou "os erros afectam todos e no final ganha sempre a melhor equipa". Como sabem que a memoria do adepto de futebol é curta, arranjam de imediato uma legião de "crentes".

Essas almas ingénuas, de todos os clubes, esquecem rapidamente que este foi mais um ano do mesmo filme de sempre:

- A nível de arbitragens, o primeiro terço do campeonato foi a roubalheira do costume, beneficiando sempre a mesma equipa. No segundo terço, perante o clamor da injustiça evidente, começa-se a compensar para disfarçar. No ultimo terço  do campeonato, os árbitros voltam a ter mão livre para, cirurgicamente, proceder aos ajustes finais;

- A nível de justiça desportiva, o descaramento é total: os mesmos actos, em clubes diferentes, merecem um tratamento totalmente distinto. Um clube domina a seu bel prazer os órgãos de justiça desportiva, sem preocupações com coerência ou mínimo sentido de imparcialidade. O desplante é tal que alguns membros desses órgãos se atrevem a mandar "bocas" e insultar determinados clubes publicamente, com poucas ou nenhumas consequências;

- A nível de imprensa, a subserviência a um clube é quase total, com o código de conduta profissional dos jornalistas a ser, permanentemente, letra morta. A imprensa desportiva em Portugal (e não só) branqueia, distribui propaganda, distorce factos e serve de forma permanente os interesses da cartilha. O jornalismo está transformado numa floresta de Monsanto, onde reina o situacionismo e a clubite aguda.

Estes e outros factores são, lenta mas inexoravelmente, apagados da percepção colectiva durante o mês de Maio. Em breve teremos as celebrações de um novo (ou não) campeão e tudo o que se passou durante a temporada será catalogado de "folclore" ou "irrelevante na definição do vencedor". Segue-se a feira das transferências que a pausa do Verão traz.

Todos sabemos disto. Com maior ou menor interesse, com maior ou menor detalhe, mas sabemos. No entanto, continuamos a esperar que, num futuro próximo, o filme tenha um final diferente. Outros, mais pragmáticos, insistem que o que nos resta fazer é ser 100 vezes melhores do que os nossos adversários, para que tenhamos alguma hipótese de vencer o que quer que seja. Por fim, existem aqueles, incluindo alguns Sportinguistas, que acreditam que sim, no final vence sempre a equipa que tem mais mérito.

Maio lava mais branco. Expurga todos os pecados do futebol deste jardim á beira-mar plantado. Os que persistem em manter a memoria intacta são confrontados com um dilema cíclico: será que para o ano vai ser diferente?
Minoritariamente...pelo verdadeiro Sporting!

www.facebook.com/The-Hanging-Man-1733378720009340/
Bom texto..

Eu não acredito que nas proximas épocas mudem  alguma coisa.. A nódoa é tão resistente que nem com neoblanc lá vai..
Maio, o mês do meu nascimento... Bom texto!
Quero um mês de Maio sem nódoas e sem lágrimas, mas cada vez está mais difícil com a podridão que vive o desporto nacional.
"Queremos que o Sporting seja um grande Clube, tão grande como os maiores da Europa"
Este texto toca em vários pontos importantes, na leitura que se tem que fazer, do lamaçal de corrupção em que se transformou o desporto português e que apresenta padrões cíclicos, que passam  incólumes, muito por força deste desbotar da memória colectiva, durante esta época do ano.

É verdade que a liberdade de falar foi (re)conquistada, mas a liberdade de pensar e de percepcionar o que nos rodeia, está a cada dia que passa mais amordaçada. Quem controla a informação, controla o pensamento e quem controla o pensamento controla a linguagem falada. Este condicionar do pensamento crítico, através da ingestão quase em jeito de fast food do politicamente correcto pré-formatado, é um fenómeno mundial, que no caso particular do desporto português é aproveitado, para que alguns possam praticar o crime a "céu aberto", contando para isso com uma sociedade com uma opinião pré-feita, que pode falar, mas que não pode pensar sobre o que vai falar.

É quase impossível combater o controlo de opinião dos nossos dias, disso não tenho dúvidas.
A corrupção em Portugal é um monstro que apesar de espezinhar tudo e todos, quase ninguém dá por ele, só sabem que de vez em quando levam uma patada, mas como estão condicionados, pela informação que lhes é feita chegar, nunca conseguem ver o tal monstro, até porque ele faz parte da paisagem desde que se lembram, é normal, até é bom e sem ele não era o mesmo.     
O futebol português resume-se a quem manda nos bastidores e isso não vai mudar, no máximo muda quem manda, suspeito que para deixar de ser assim, teria de ser o Sporting a comandar a partir dos fundos, para a corrupção 'passar a ser um problema real' o porto é um caso a parte porque está sediado e fortificado numa região do país, quanto a quem manda não devemos esquecer quem é e não convém esquecer que vivemos num país com ascendente lampião, então o rumo é esse.. enquanto forem eles a comandar, está tudo bem para o país.
«Não é o Sporting que se orgulha do nosso valor. Nós é que nos devemos sentir honrados por ter esta camisola vestida.» - Francisco Stromp
Bom post, @JSabino, não tiro uma vírgula.

O que eu tenho a acrescentar é o facto de este acontecimento suceder há 3 anos consecutivos, curiosamente desde que o Benfica começou a ganhar títulos.

Entre Porto e Benfica, não nutro "menos ódio" por um em relação ao outro. São ambos a mesma coisa: m-e-r-d-a pura!

A verdade é que para mim, na mais pura sinceridade, estes 3 (com quase toda a certeza serão 4) últimos títulos, representam a mais nojenta, suja e execrável página do Futebol Português.

Agora virá a parte em que membros deste fórum dirão: "Não deves ter noção do período entre 83 e 99, em que fomos roubados à descarada durante anos a fio, e ainda éramos os principais visados nos bastidores do futebol." Concordo, têm toda a razão. Até porque isso foi originado pelo facto dos interesses do Norte quererem alcançar a hegemonia do futebol português, e com isso tinham de derrotar/ destruir a segunda potência deste nosso futebol, que na altura éramos nós: Sporting Clube de Portugal.

Ultrapassando o Sporting em títulos nacionais a partir de 2006, o Porto começou a virar-se para o Benfica. E lembro-me perfeitamente dessa época do futebol, em que o Benfica começou a virar armas mais para Norte, visto que o Sporting já tinha sido enfraquecido de vez. Quando o Porto nos passou em títulos, ou seja, alcançou o seu 19º, o Benfica, segundo constava nas páginas dos Jornais em 1994, tinha 27 títulos.

Entre 2006 e 2013, o Porto foi campeão 7 vezes, em 8 anos! Foi tetra entre 2006 e 2009, e tri entre 2011 e 2013.

O Benfica começou a aumentar a qualidade do seu futebol, em 2009, com a contratação do JJ, e quando gastaram todo o dinheiro do patrocínio da Sagres para construírem aquela equipa de sonho, conseguindo sagrar-se Campeão em 2010. Apesar de nos 3 anos seguintes, o Porto ter sido Tri-Campeão, como já referi, o Benfica começou a adoptar uma postura diferente, mais agressiva, e começou a, citando LFV, "pôr as pessoas certas nos lugares certos". Os títulos de 2012 e 2013 que o Porto conquistou, para mim, foram um golpe de sorte e de karma sobre a fanfarronice lampiónica. Não considerava de maneira alguma que o Porto tivesse melhor plantel que o Benfica nesses 2 anos. A verdade é que, tanto a segunda volta miserável de 2012 do Benfica, como os golos milagrosos do Jefferson e do Kelvin, conseguiram dar o título ao Porto.

É então que começa aqui a nossa história, que dura até hoje e durará mais anos ainda. O Pinto da Costa achava que, criando uma aliança com o Vieira, conseguia dividir a hegemonia e supremacia do futebol em Portugal, uns anos ficaria o Porto em primeiro, outros anos o Benfica, e nunca nenhum desses 2 ficaria abaixo do segundo lugar. Sabem porquê? Entrada directa na Champions meus amigos, 14 milhões de euros, pagam muita coisa! O Manuel Moura dos Santos disse uma vez na Sporting TV, algo que as pessoas tão pouco mencionam: "O bolo é muito pequeno para 3, só chega para 2, e é por isso que se procura tantas vezes dividir os Sportinguistas, para que o Clube acabe de vez, e assim o bolo fique só para os outros 2. O Sporting tem que dar um pontapé para a frente e deixar isso para trás". Nem mais! Só que o PdC se esqueceu de um pormenor muito importante, de relevância considerável: o Porto só tem peso no Norte, o Benfica tem um peso nacional. Basta vermos que até na própria cidade do Porto, existem mais Benfiquistas que Portistas! E o Vieira foi aprendendo os jogos que o Pintinho ia fazendo, já estava no Benfica há 10 anos, e pior que tudo, é um mafioso dos grandes. Juntou-se a fome com a vontade de comer, e criou-se aí o Estado Lampiânico, a estrutura!

Em 2013, o JJ estava arrasado. Perdeu tudo em 2 semanas, com um plantel de sonho, e estava na calha para sair. O Vieira deu-lhe mais uma oportunidade, reforçou o plantel com jogadores de qualidade superior e deixou os melhores da época anterior, e começou aí a pôr em práctica todas as suas moves. O Benfica passou a controlar a Federação, a Liga, a arbitragem, e distribuiu comentadores pelos diversos programas de Futebol. Curiosamente, quando Pedro Guerra começou a comentar na BTV.

Até Dezembro, o Sporting do Leonardo Jardim estava em primeiro, com um futebol de qualidade a justificar a liderança. O Porto pouco jogava e o Benfica não conseguia ser regular. Foi então que, a 5 de Janeiro de 2014, veio a desculpa para o título desse ano: morreu o Eusébio! Recordo que, 2 semanas antes, o Manuel Mota nos presenteou em Alvalade com uma arbitragem de classe que nos fez perder a liderança isolada.
Começámos a ser roubados a forte e feio, penalties contra o Setúbal, Académica, tiraram-nos o William da Luz, etc...
O Benfica, depois de bater o Porto por 2-0, começou a aumentar a qualidade do seu futebol, e acabou por ser Campeão, lembro-me na altura quando falavam que tinha sido com "Justiça".

O ano a seguir foi o do "Colinho"! 10 jornadas consecutivas com uma expulsão adversária ou um pénalty fantasma. São 30 pontos, pesa bastante. Ah, e depois o azelha do Lopetegui ainda ajudou, com um plantel de sonho, com empates ridículos. E, como não podia deixar de ser referido, a vaca que tiveram quando foram ganhar 2-0 ao Dragão, que os deixou a 4/5 pontos.

O Campeonato seguinte foi a vergonha das vergonhas: Vouchers, malas, 1 ano sem penaltis contra, enfim!

Recordo que, caso não tivessem perdido com o Porto em casa, estariam com 26 vitórias seguidas até ao término do Campeonato, uma equipa que pouco jogava futebol! 88 pontos é a vergonha suprema, ainda hoje me rio disso! Lol
A explicação para isso é evidente para todos nós: JJ no Sporting, havia que mostrar que o Benfica conseguiria sobreviver sem ele.
Estava tudo muito normal, até que num jogo da Taça há um senhor humilde que diz que não quer "ser comido de cebolada". Começa a palhaçada!

Quando os comentadores gostam de passar a ideia que o BdC é o Presidente do tetra dos lamps, eu só me recordo do que ele disse uma vez: "Alianças na mão esquerda e é com a minha mulher". Devem ter proposto ao BdC o que o Pintinho propôs ao Vieira, e quando dizem isso, juntando aos últimos 3 títulos, estão a querer fazê-lo "pagar" por isso. "Não aceitaste um acordo, agora arrependes-te."

Nestes últimos anos tem valido de tudo, perderam a vergonha toda, se cada vez que sai uma notícia ou um escândalo novo, eu arrancasse um cabelo, já estaria careca há que tempos.

E é aqui que eu justifico o meu ponto, que para mim estes tempos são piores que os do Apito Dourado. O que o Porto instalou foi a nível regional, o que o Benfica quer instalar vai além fronteiras, ou não se lembram do caso dos colombianos?

Meus amigos, estamos entregues aos bichos.

No entanto, como diz JSabino, quando chegamos a Maio é tudo "limpo".

"Branco mais branco não há"

SL







Sócio 29473-0 do Sporting Clube de Portugal.

Viver o Sporting como nunca, e tê-lo no coração para sempre!

"Queremos que o Sporting seja um grande Clube, tão grande quanto os maiores da Europa" - José de Alvalade, 8 de Maio de 1906.
Excelente texto @JSabino e muito bem complementado pelo @AGReis14
@JSabino apenas uma nota:

Citar
Outros, mais pragmáticos, insistem que o que nos resta fazer é ser 100 vezes melhores do que os nossos adversários, para que tenhamos alguma hipótese de vencer o que quer que seja.

Isto não é ser pragmático, é ser um Sonhador, quanto muito um Romântico.

Para mim ficou mais do que esclarecido o ano passado, que nós nem sendo 200x melhores dentro de campo do que os nossos adversários conseguimos ganhar seja o que for.

Continuem com essa teoria que é somente dentro de campo que o Sporting vai ganhar alguma coisa, e a única coisa que vamos acumular a nível de títulos, é pó nos mesmos. :menos:

O que o Sporting precisa neste momento é de um Presidente que seja um autêntico filho da p***, e digo isto sem qualquer tipo de rodeios... um gajo que fale Zero, ZERO, pela frente, e que enrabe a sangre frio os rivais por trás em tudo o que puder meter a pata... e sinceramente tenho as minhas sérias dúvidas que o Bruno tenha esse perfil de presidente, ou pelo menos uma outra faceta.

Vou voltar a repetir-me, DINHEIRO, DINHEIRO, DINHEIRO, é disto que o Sporting precisa, em largas dezenas de M€... Começar a construir uns túneis debaixo de terra para conseguirmos tomar de assalto parte da FPF, Ministério Público e PJ... É lá que estão as casas feitas de telhado de cristal, à espera de serem arremessadas e estilhaçadas.




A verdade é nua e crua, e eu já me mentalizei do estado do Futebol em Portugal.

... Somos Campeões quando os Lamps deixarem!  :menos:
« Última modificação: Maio 03, 2017, 00:18 am por chuck_Norris »
Bom texto, @JSabino, não acredito em nada do que é feito neste lamaçal de corrupção que é feito no tugão, por mim podem tentar lavar a sujidade da forma que quiserem que não vão lá, não dou nem nunca dei valor a ninguém que vença o campeonato em Portugal desde 1983, tirando Sporting e Boavista e unicamente porque o fizeram em ano de sorteio, tudo o resto é lodo com fruta, com quinhentinhos, com viagens ao Brasil, com vouchers, tudo serve para conseguir ser o Rei do lodo.

O futebol em Portugal é um valente lodo um antro de corrupção.
« Última modificação: Maio 03, 2017, 12:28 pm por Rui Trindade »
23-03-2013 A noite mais feliz da minha vida como Sportinguista.
A partir de agora mandamos nós e o Sporting terá o seu caminho novamente, quero vos agradecer a todos e dizer claramente para que toda a gente oiça:
Viva o Sporting Clube de Portugal! É nosso outra vez!
Palavras do Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho. Bem haja Presidente!
Bom post, @JSabino, não tiro uma vírgula.

O que eu tenho a acrescentar é o facto de este acontecimento suceder há 3 anos consecutivos, curiosamente desde que o Benfica começou a ganhar títulos.

Entre Porto e Benfica, não nutro "menos ódio" por um em relação ao outro. São ambos a mesma coisa: m-e-r-d-a pura!

A verdade é que para mim, na mais pura sinceridade, estes 3 (com quase toda a certeza serão 4) últimos títulos, representam a mais nojenta, suja e execrável página do Futebol Português.

Agora virá a parte em que membros deste fórum dirão: "Não deves ter noção do período entre 83 e 99, em que fomos roubados à descarada durante anos a fio, e ainda éramos os principais visados nos bastidores do futebol." Concordo, têm toda a razão. Até porque isso foi originado pelo facto dos interesses do Norte quererem alcançar a hegemonia do futebol português, e com isso tinham de derrotar/ destruir a segunda potência deste nosso futebol, que na altura éramos nós: Sporting Clube de Portugal.

Ultrapassando o Sporting em títulos nacionais a partir de 2006, o Porto começou a virar-se para o Benfica. E lembro-me perfeitamente dessa época do futebol, em que o Benfica começou a virar armas mais para Norte, visto que o Sporting já tinha sido enfraquecido de vez. Quando o Porto nos passou em títulos, ou seja, alcançou o seu 19º, o Benfica, segundo constava nas páginas dos Jornais em 1994, tinha 27 títulos.

Entre 2006 e 2013, o Porto foi campeão 7 vezes, em 8 anos! Foi tetra entre 2006 e 2009, e tri entre 2011 e 2013.

O Benfica começou a aumentar a qualidade do seu futebol, em 2009, com a contratação do JJ, e quando gastaram todo o dinheiro do patrocínio da Sagres para construírem aquela equipa de sonho, conseguindo sagrar-se Campeão em 2010. Apesar de nos 3 anos seguintes, o Porto ter sido Tri-Campeão, como já referi, o Benfica começou a adoptar uma postura diferente, mais agressiva, e começou a, citando LFV, "pôr as pessoas certas nos lugares certos". Os títulos de 2012 e 2013 que o Porto conquistou, para mim, foram um golpe de sorte e de karma sobre a fanfarronice lampiónica. Não considerava de maneira alguma que o Porto tivesse melhor plantel que o Benfica nesses 2 anos. A verdade é que, tanto a segunda volta miserável de 2012 do Benfica, como os golos milagrosos do Jefferson e do Kelvin, conseguiram dar o título ao Porto.

É então que começa aqui a nossa história, que dura até hoje e durará mais anos ainda. O Pinto da Costa achava que, criando uma aliança com o Vieira, conseguia dividir a hegemonia e supremacia do futebol em Portugal, uns anos ficaria o Porto em primeiro, outros anos o Benfica, e nunca nenhum desses 2 ficaria abaixo do segundo lugar. Sabem porquê? Entrada directa na Champions meus amigos, 14 milhões de euros, pagam muita coisa! O Manuel Moura dos Santos disse uma vez na Sporting TV, algo que as pessoas tão pouco mencionam: "O bolo é muito pequeno para 3, só chega para 2, e é por isso que se procura tantas vezes dividir os Sportinguistas, para que o Clube acabe de vez, e assim o bolo fique só para os outros 2. O Sporting tem que dar um pontapé para a frente e deixar isso para trás". Nem mais! Só que o PdC se esqueceu de um pormenor muito importante, de relevância considerável: o Porto só tem peso no Norte, o Benfica tem um peso nacional. Basta vermos que até na própria cidade do Porto, existem mais Benfiquistas que Portistas! E o Vieira foi aprendendo os jogos que o Pintinho ia fazendo, já estava no Benfica há 10 anos, e pior que tudo, é um mafioso dos grandes. Juntou-se a fome com a vontade de comer, e criou-se aí o Estado Lampiânico, a estrutura!

Em 2013, o JJ estava arrasado. Perdeu tudo em 2 semanas, com um plantel de sonho, e estava na calha para sair. O Vieira deu-lhe mais uma oportunidade, reforçou o plantel com jogadores de qualidade superior e deixou os melhores da época anterior, e começou aí a pôr em práctica todas as suas moves. O Benfica passou a controlar a Federação, a Liga, a arbitragem, e distribuiu comentadores pelos diversos programas de Futebol. Curiosamente, quando Pedro Guerra começou a comentar na BTV.

Até Dezembro, o Sporting do Leonardo Jardim estava em primeiro, com um futebol de qualidade a justificar a liderança. O Porto pouco jogava e o Benfica não conseguia ser regular. Foi então que, a 5 de Janeiro de 2014, veio a desculpa para o título desse ano: morreu o Eusébio! Recordo que, 2 semanas antes, o Manuel Mota nos presenteou em Alvalade com uma arbitragem de classe que nos fez perder a liderança isolada.
Começámos a ser roubados a forte e feio, penalties contra o Setúbal, Académica, tiraram-nos o William da Luz, etc...
O Benfica, depois de bater o Porto por 2-0, começou a aumentar a qualidade do seu futebol, e acabou por ser Campeão, lembro-me na altura quando falavam que tinha sido com "Justiça".

O ano a seguir foi o do "Colinho"! 10 jornadas consecutivas com uma expulsão adversária ou um pénalty fantasma. São 30 pontos, pesa bastante. Ah, e depois o azelha do Lopetegui ainda ajudou, com um plantel de sonho, com empates ridículos. E, como não podia deixar de ser referido, a vaca que tiveram quando foram ganhar 2-0 ao Dragão, que os deixou a 4/5 pontos.

O Campeonato seguinte foi a vergonha das vergonhas: Vouchers, malas, 1 ano sem penaltis contra, enfim!

Recordo que, caso não tivessem perdido com o Porto em casa, estariam com 26 vitórias seguidas até ao término do Campeonato, uma equipa que pouco jogava futebol! 88 pontos é a vergonha suprema, ainda hoje me rio disso! Lol
A explicação para isso é evidente para todos nós: JJ no Sporting, havia que mostrar que o Benfica conseguiria sobreviver sem ele.
Estava tudo muito normal, até que num jogo da Taça há um senhor humilde que diz que não quer "ser comido de cebolada". Começa a palhaçada!

Quando os comentadores gostam de passar a ideia que o BdC é o Presidente do tetra dos lamps, eu só me recordo do que ele disse uma vez: "Alianças na mão esquerda e é com a minha mulher". Devem ter proposto ao BdC o que o Pintinho propôs ao Vieira, e quando dizem isso, juntando aos últimos 3 títulos, estão a querer fazê-lo "pagar" por isso. "Não aceitaste um acordo, agora arrependes-te."

Nestes últimos anos tem valido de tudo, perderam a vergonha toda, se cada vez que sai uma notícia ou um escândalo novo, eu arrancasse um cabelo, já estaria careca há que tempos.

E é aqui que eu justifico o meu ponto, que para mim estes tempos são piores que os do Apito Dourado. O que o Porto instalou foi a nível regional, o que o Benfica quer instalar vai além fronteiras, ou não se lembram do caso dos colombianos?

Meus amigos, estamos entregues aos bichos.

No entanto, como diz JSabino, quando chegamos a Maio é tudo "limpo".

"Branco mais branco não há"

SL

Estou de acordo em quase tudo. Só ha um pormenor que permitiu os lampiões ficaram donos do sistema.
É o seguinte, Quando surgiu o apito dourado, o porco teve de retrair as suas influencias, houve uma certa limpeza. Então os lampiões tiveram o caminho aberto para se apoderar e montar o sistema a sua maneira ao longo do tempo. Isso ja foi muito antes do titulo deles de 2010.
Outro pormenor, não havia partilha entre os dois. Podem dizer que as bocas que eles mandavam um ao outro era teatro, não era, pq mal o orelhas calou-se, foi quando ele ficou mesmo dono do sistema.
Até o nosso presidente pensou que havia partilha, as tais nadegas, mas numa entrevista logo a seguir da sua reeleição afirmou que não havia partilha. Os lampiões dominam quase tudo, que se soubesse o que sabe hoje teria agido de outra forma.
Ainda há quem pensa erradamente que os lampiões controlam o sistesma desde 2013, puro engano. Basta ver quantos jogos na epoca de 2009-2010 que eles só conseguiam ganhar jogando contra 10 ou até 9 para poder marcar o golo de desempate e depois apareciam as tais goleadas.
Por isso quem continuar a falar de nadegas e que os lampiões dominam desde 2013 está rotundamente enganado e tem a memoria muita curta.
Sporting acima de tudo!    MLB: New York Yankees    NBA: Los Angeles Lakers    NFL: San Francisco 49ers    NHL: New York Rangers    NCAA College Basketball: Michigan State    NCAA College Football: Notre Dame    Snooker: Ronnie O'Sullivan
Bom post, @JSabino, não tiro uma vírgula.

O que eu tenho a acrescentar é o facto de este acontecimento suceder há 3 anos consecutivos, curiosamente desde que o Benfica começou a ganhar títulos.

Entre Porto e Benfica, não nutro "menos ódio" por um em relação ao outro. São ambos a mesma coisa: m-e-r-d-a pura!

A verdade é que para mim, na mais pura sinceridade, estes 3 (com quase toda a certeza serão 4) últimos títulos, representam a mais nojenta, suja e execrável página do Futebol Português.

Agora virá a parte em que membros deste fórum dirão: "Não deves ter noção do período entre 83 e 99, em que fomos roubados à descarada durante anos a fio, e ainda éramos os principais visados nos bastidores do futebol." Concordo, têm toda a razão. Até porque isso foi originado pelo facto dos interesses do Norte quererem alcançar a hegemonia do futebol português, e com isso tinham de derrotar/ destruir a segunda potência deste nosso futebol, que na altura éramos nós: Sporting Clube de Portugal.

Ultrapassando o Sporting em títulos nacionais a partir de 2006, o Porto começou a virar-se para o Benfica. E lembro-me perfeitamente dessa época do futebol, em que o Benfica começou a virar armas mais para Norte, visto que o Sporting já tinha sido enfraquecido de vez. Quando o Porto nos passou em títulos, ou seja, alcançou o seu 19º, o Benfica, segundo constava nas páginas dos Jornais em 1994, tinha 27 títulos.

Entre 2006 e 2013, o Porto foi campeão 7 vezes, em 8 anos! Foi tetra entre 2006 e 2009, e tri entre 2011 e 2013.

O Benfica começou a aumentar a qualidade do seu futebol, em 2009, com a contratação do JJ, e quando gastaram todo o dinheiro do patrocínio da Sagres para construírem aquela equipa de sonho, conseguindo sagrar-se Campeão em 2010. Apesar de nos 3 anos seguintes, o Porto ter sido Tri-Campeão, como já referi, o Benfica começou a adoptar uma postura diferente, mais agressiva, e começou a, citando LFV, "pôr as pessoas certas nos lugares certos". Os títulos de 2012 e 2013 que o Porto conquistou, para mim, foram um golpe de sorte e de karma sobre a fanfarronice lampiónica. Não considerava de maneira alguma que o Porto tivesse melhor plantel que o Benfica nesses 2 anos. A verdade é que, tanto a segunda volta miserável de 2012 do Benfica, como os golos milagrosos do Jefferson e do Kelvin, conseguiram dar o título ao Porto.

É então que começa aqui a nossa história, que dura até hoje e durará mais anos ainda. O Pinto da Costa achava que, criando uma aliança com o Vieira, conseguia dividir a hegemonia e supremacia do futebol em Portugal, uns anos ficaria o Porto em primeiro, outros anos o Benfica, e nunca nenhum desses 2 ficaria abaixo do segundo lugar. Sabem porquê? Entrada directa na Champions meus amigos, 14 milhões de euros, pagam muita coisa! O Manuel Moura dos Santos disse uma vez na Sporting TV, algo que as pessoas tão pouco mencionam: "O bolo é muito pequeno para 3, só chega para 2, e é por isso que se procura tantas vezes dividir os Sportinguistas, para que o Clube acabe de vez, e assim o bolo fique só para os outros 2. O Sporting tem que dar um pontapé para a frente e deixar isso para trás". Nem mais! Só que o PdC se esqueceu de um pormenor muito importante, de relevância considerável: o Porto só tem peso no Norte, o Benfica tem um peso nacional. Basta vermos que até na própria cidade do Porto, existem mais Benfiquistas que Portistas! E o Vieira foi aprendendo os jogos que o Pintinho ia fazendo, já estava no Benfica há 10 anos, e pior que tudo, é um mafioso dos grandes. Juntou-se a fome com a vontade de comer, e criou-se aí o Estado Lampiânico, a estrutura!

Em 2013, o JJ estava arrasado. Perdeu tudo em 2 semanas, com um plantel de sonho, e estava na calha para sair. O Vieira deu-lhe mais uma oportunidade, reforçou o plantel com jogadores de qualidade superior e deixou os melhores da época anterior, e começou aí a pôr em práctica todas as suas moves. O Benfica passou a controlar a Federação, a Liga, a arbitragem, e distribuiu comentadores pelos diversos programas de Futebol. Curiosamente, quando Pedro Guerra começou a comentar na BTV.

Até Dezembro, o Sporting do Leonardo Jardim estava em primeiro, com um futebol de qualidade a justificar a liderança. O Porto pouco jogava e o Benfica não conseguia ser regular. Foi então que, a 5 de Janeiro de 2014, veio a desculpa para o título desse ano: morreu o Eusébio! Recordo que, 2 semanas antes, o Manuel Mota nos presenteou em Alvalade com uma arbitragem de classe que nos fez perder a liderança isolada.
Começámos a ser roubados a forte e feio, penalties contra o Setúbal, Académica, tiraram-nos o William da Luz, etc...
O Benfica, depois de bater o Porto por 2-0, começou a aumentar a qualidade do seu futebol, e acabou por ser Campeão, lembro-me na altura quando falavam que tinha sido com "Justiça".

O ano a seguir foi o do "Colinho"! 10 jornadas consecutivas com uma expulsão adversária ou um pénalty fantasma. São 30 pontos, pesa bastante. Ah, e depois o azelha do Lopetegui ainda ajudou, com um plantel de sonho, com empates ridículos. E, como não podia deixar de ser referido, a vaca que tiveram quando foram ganhar 2-0 ao Dragão, que os deixou a 4/5 pontos.

O Campeonato seguinte foi a vergonha das vergonhas: Vouchers, malas, 1 ano sem penaltis contra, enfim!

Recordo que, caso não tivessem perdido com o Porto em casa, estariam com 26 vitórias seguidas até ao término do Campeonato, uma equipa que pouco jogava futebol! 88 pontos é a vergonha suprema, ainda hoje me rio disso! Lol
A explicação para isso é evidente para todos nós: JJ no Sporting, havia que mostrar que o Benfica conseguiria sobreviver sem ele.
Estava tudo muito normal, até que num jogo da Taça há um senhor humilde que diz que não quer "ser comido de cebolada". Começa a palhaçada!

Quando os comentadores gostam de passar a ideia que o BdC é o Presidente do tetra dos lamps, eu só me recordo do que ele disse uma vez: "Alianças na mão esquerda e é com a minha mulher". Devem ter proposto ao BdC o que o Pintinho propôs ao Vieira, e quando dizem isso, juntando aos últimos 3 títulos, estão a querer fazê-lo "pagar" por isso. "Não aceitaste um acordo, agora arrependes-te."

Nestes últimos anos tem valido de tudo, perderam a vergonha toda, se cada vez que sai uma notícia ou um escândalo novo, eu arrancasse um cabelo, já estaria careca há que tempos.

E é aqui que eu justifico o meu ponto, que para mim estes tempos são piores que os do Apito Dourado. O que o Porto instalou foi a nível regional, o que o Benfica quer instalar vai além fronteiras, ou não se lembram do caso dos colombianos?

Meus amigos, estamos entregues aos bichos.

No entanto, como diz JSabino, quando chegamos a Maio é tudo "limpo".

"Branco mais branco não há"

SL

Estou de acordo em quase tudo. Só ha um pormenor que permitiu os lampiões ficaram donos do sistema.
É o seguinte, Quando surgiu o apito dourado, o porco teve de retrair as suas influencias, houve uma certa limpeza. Então os lampiões tiveram o caminho aberto para se apoderar e montar o sistema a sua maneira ao longo do tempo. Isso ja foi muito antes do titulo deles de 2010.
Outro pormenor, não havia partilha entre os dois. Podem dizer que as bocas que eles mandavam um ao outro era teatro, não era, pq mal o orelhas calou-se, foi quando ele ficou mesmo dono do sistema.
Até o nosso presidente pensou que havia partilha, as tais nadegas, mas numa entrevista logo a seguir da sua reeleição afirmou que não havia partilha. Os lampiões dominam quase tudo, que se soubesse o que sabe hoje no principio do seu primeiro mandato teria agido de outra forma.
Ainda há quem pensa erradamente que os lampiões controlam o sistesma desde 2013, puro engano. Basta ver quantos jogos na epoca de 2009-2010 que eles só conseguiam ganhar jogando contra 10 ou até 9 para poder marcar o golo de desempate e depois apareciam as tais goleadas.
Por isso quem continuar a falar de nadegas e que os lampiões dominam desde 2013 está rotundamente enganado e tem a memoria muita curta.
Sporting acima de tudo!    MLB: New York Yankees    NBA: Los Angeles Lakers    NFL: San Francisco 49ers    NHL: New York Rangers    NCAA College Basketball: Michigan State    NCAA College Football: Notre Dame    Snooker: Ronnie O'Sullivan

Estou de acordo em quase tudo. Só ha um pormenor que permitiu os lampiões ficaram donos do sistema.
É o seguinte, Quando surgiu o apito dourado, o porco teve de retrair as suas influencias, houve uma certa limpeza. Então os lampiões tiveram o caminho aberto para se apoderar e montar o sistema a sua maneira ao longo do tempo. Isso ja foi muito antes do titulo deles de 2010.
Outro pormenor, não havia partilha entre os dois. Podem dizer que as bocas que eles mandavam um ao outro era teatro, não era, pq mal o orelhas calou-se, foi quando ele ficou mesmo dono do sistema.
Até o nosso presidente pensou que havia partilha, as tais nadegas, mas numa entrevista logo a seguir da sua reeleição afirmou que não havia partilha. Os lampiões dominam quase tudo, que se soubesse o que sabe hoje teria agido de outra forma.
Ainda há quem pensa erradamente que os lampiões controlam o sistesma desde 2013, puro engano. Basta ver quantos jogos na epoca de 2009-2010 que eles só conseguiam ganhar jogando contra 10 ou até 9 para poder marcar o golo de desempate e depois apareciam as tais goleadas.
Por isso quem continuar a falar de nadegas e que os lampiões dominam desde 2013 está rotundamente enganado e tem a memoria muita curta.


Exacto. Eu recuava ainda mais, ao campeonato de 2005, na época seguir à do apito dourado. O Valentim Loureiro foi suspenso de funções e ficou lá um serviçal ex-dirigente deles, Cunha Leal, à frente da Liga.

Logo no início da época, ao perceber que não jogavam a ponta de um chavelho, lá vieram as pressões intensas do agora presidiário Veiga e do Orelhas às arbitragens, as acusações a tudo o que mexia, deram-se inclusivamente ao trabalho de pedir reuniões e mandar vídeos com imagens de alegados prejuízos ao secretário de estado do desporto, que chegou a dizer publicamente que só lhe apeteceu atirar aquilo pela janela.

A partir daí foram ajudados a torto e a direito. Em todos os jogos haviam penaltis e livres para o Simão, golos em fora de jogo, expulsões, etc... os gajos foram campeões sem marcar um golo de bola corrida nas últimas 7/8 jornadas do campeonato.
Pelo meio, houve o famoso jogo do Estoril marcado para o Algarve, que chegou a ser investigado pela PJ e que ainda hoje faz correr tinta.

Nos anos a seguir também foram bastante ajudados pelas arbitragens, embora tenha sido um período em que os fruteiros conseguiram estancar a influência crescente deles nos meandros.
Nessas épocas, enchiam o plantel com camiões de jogadores completamente medíocres e nem com ajudas passavam do 3º/4º lugar. Era fracasso atrás de fracasso, tanto que começava a crescer a contestação interna ao Orelhas, e este a ver a sua posição em perigo. Foi nessa altura que se deram as famosas alterações de estatutos para bloquear a existência de oposição o mais possível.

Nesse ponto, o Orelhas aposta tudo e começa rapidamente a estender os tentáculos, até chegarmos ao Estado Lampiânico que temos hoje. Pelo meio, ainda perderam uns títulos para o porto, hoje fazem o que querem disto tudo.
Bom post, @JSabino, não tiro uma vírgula.

O que eu tenho a acrescentar é o facto de este acontecimento suceder há 3 anos consecutivos, curiosamente desde que o Benfica começou a ganhar títulos.

Entre Porto e Benfica, não nutro "menos ódio" por um em relação ao outro. São ambos a mesma coisa: m-e-r-d-a pura!

A verdade é que para mim, na mais pura sinceridade, estes 3 (com quase toda a certeza serão 4) últimos títulos, representam a mais nojenta, suja e execrável página do Futebol Português.

Agora virá a parte em que membros deste fórum dirão: "Não deves ter noção do período entre 83 e 99, em que fomos roubados à descarada durante anos a fio, e ainda éramos os principais visados nos bastidores do futebol." Concordo, têm toda a razão. Até porque isso foi originado pelo facto dos interesses do Norte quererem alcançar a hegemonia do futebol português, e com isso tinham de derrotar/ destruir a segunda potência deste nosso futebol, que na altura éramos nós: Sporting Clube de Portugal.

Ultrapassando o Sporting em títulos nacionais a partir de 2006, o Porto começou a virar-se para o Benfica. E lembro-me perfeitamente dessa época do futebol, em que o Benfica começou a virar armas mais para Norte, visto que o Sporting já tinha sido enfraquecido de vez. Quando o Porto nos passou em títulos, ou seja, alcançou o seu 19º, o Benfica, segundo constava nas páginas dos Jornais em 1994, tinha 27 títulos.

Entre 2006 e 2013, o Porto foi campeão 7 vezes, em 8 anos! Foi tetra entre 2006 e 2009, e tri entre 2011 e 2013.

O Benfica começou a aumentar a qualidade do seu futebol, em 2009, com a contratação do JJ, e quando gastaram todo o dinheiro do patrocínio da Sagres para construírem aquela equipa de sonho, conseguindo sagrar-se Campeão em 2010. Apesar de nos 3 anos seguintes, o Porto ter sido Tri-Campeão, como já referi, o Benfica começou a adoptar uma postura diferente, mais agressiva, e começou a, citando LFV, "pôr as pessoas certas nos lugares certos". Os títulos de 2012 e 2013 que o Porto conquistou, para mim, foram um golpe de sorte e de karma sobre a fanfarronice lampiónica. Não considerava de maneira alguma que o Porto tivesse melhor plantel que o Benfica nesses 2 anos. A verdade é que, tanto a segunda volta miserável de 2012 do Benfica, como os golos milagrosos do Jefferson e do Kelvin, conseguiram dar o título ao Porto.

É então que começa aqui a nossa história, que dura até hoje e durará mais anos ainda. O Pinto da Costa achava que, criando uma aliança com o Vieira, conseguia dividir a hegemonia e supremacia do futebol em Portugal, uns anos ficaria o Porto em primeiro, outros anos o Benfica, e nunca nenhum desses 2 ficaria abaixo do segundo lugar. Sabem porquê? Entrada directa na Champions meus amigos, 14 milhões de euros, pagam muita coisa! O Manuel Moura dos Santos disse uma vez na Sporting TV, algo que as pessoas tão pouco mencionam: "O bolo é muito pequeno para 3, só chega para 2, e é por isso que se procura tantas vezes dividir os Sportinguistas, para que o Clube acabe de vez, e assim o bolo fique só para os outros 2. O Sporting tem que dar um pontapé para a frente e deixar isso para trás". Nem mais! Só que o PdC se esqueceu de um pormenor muito importante, de relevância considerável: o Porto só tem peso no Norte, o Benfica tem um peso nacional. Basta vermos que até na própria cidade do Porto, existem mais Benfiquistas que Portistas! E o Vieira foi aprendendo os jogos que o Pintinho ia fazendo, já estava no Benfica há 10 anos, e pior que tudo, é um mafioso dos grandes. Juntou-se a fome com a vontade de comer, e criou-se aí o Estado Lampiânico, a estrutura!

Em 2013, o JJ estava arrasado. Perdeu tudo em 2 semanas, com um plantel de sonho, e estava na calha para sair. O Vieira deu-lhe mais uma oportunidade, reforçou o plantel com jogadores de qualidade superior e deixou os melhores da época anterior, e começou aí a pôr em práctica todas as suas moves. O Benfica passou a controlar a Federação, a Liga, a arbitragem, e distribuiu comentadores pelos diversos programas de Futebol. Curiosamente, quando Pedro Guerra começou a comentar na BTV.

Até Dezembro, o Sporting do Leonardo Jardim estava em primeiro, com um futebol de qualidade a justificar a liderança. O Porto pouco jogava e o Benfica não conseguia ser regular. Foi então que, a 5 de Janeiro de 2014, veio a desculpa para o título desse ano: morreu o Eusébio! Recordo que, 2 semanas antes, o Manuel Mota nos presenteou em Alvalade com uma arbitragem de classe que nos fez perder a liderança isolada.
Começámos a ser roubados a forte e feio, penalties contra o Setúbal, Académica, tiraram-nos o William da Luz, etc...
O Benfica, depois de bater o Porto por 2-0, começou a aumentar a qualidade do seu futebol, e acabou por ser Campeão, lembro-me na altura quando falavam que tinha sido com "Justiça".

O ano a seguir foi o do "Colinho"! 10 jornadas consecutivas com uma expulsão adversária ou um pénalty fantasma. São 30 pontos, pesa bastante. Ah, e depois o azelha do Lopetegui ainda ajudou, com um plantel de sonho, com empates ridículos. E, como não podia deixar de ser referido, a vaca que tiveram quando foram ganhar 2-0 ao Dragão, que os deixou a 4/5 pontos.

O Campeonato seguinte foi a vergonha das vergonhas: Vouchers, malas, 1 ano sem penaltis contra, enfim!

Recordo que, caso não tivessem perdido com o Porto em casa, estariam com 26 vitórias seguidas até ao término do Campeonato, uma equipa que pouco jogava futebol! 88 pontos é a vergonha suprema, ainda hoje me rio disso! Lol
A explicação para isso é evidente para todos nós: JJ no Sporting, havia que mostrar que o Benfica conseguiria sobreviver sem ele.
Estava tudo muito normal, até que num jogo da Taça há um senhor humilde que diz que não quer "ser comido de cebolada". Começa a palhaçada!

Quando os comentadores gostam de passar a ideia que o BdC é o Presidente do tetra dos lamps, eu só me recordo do que ele disse uma vez: "Alianças na mão esquerda e é com a minha mulher". Devem ter proposto ao BdC o que o Pintinho propôs ao Vieira, e quando dizem isso, juntando aos últimos 3 títulos, estão a querer fazê-lo "pagar" por isso. "Não aceitaste um acordo, agora arrependes-te."

Nestes últimos anos tem valido de tudo, perderam a vergonha toda, se cada vez que sai uma notícia ou um escândalo novo, eu arrancasse um cabelo, já estaria careca há que tempos.

E é aqui que eu justifico o meu ponto, que para mim estes tempos são piores que os do Apito Dourado. O que o Porto instalou foi a nível regional, o que o Benfica quer instalar vai além fronteiras, ou não se lembram do caso dos colombianos?

Meus amigos, estamos entregues aos bichos.

No entanto, como diz JSabino, quando chegamos a Maio é tudo "limpo".

"Branco mais branco não há"

SL

Estou de acordo em quase tudo. Só ha um pormenor que permitiu os lampiões ficaram donos do sistema.
É o seguinte, Quando surgiu o apito dourado, o porco teve de retrair as suas influencias, houve uma certa limpeza. Então os lampiões tiveram o caminho aberto para se apoderar e montar o sistema a sua maneira ao longo do tempo. Isso ja foi muito antes do titulo deles de 2010.
Outro pormenor, não havia partilha entre os dois. Podem dizer que as bocas que eles mandavam um ao outro era teatro, não era, pq mal o orelhas calou-se, foi quando ele ficou mesmo dono do sistema.
Até o nosso presidente pensou que havia partilha, as tais nadegas, mas numa entrevista logo a seguir da sua reeleição afirmou que não havia partilha. Os lampiões dominam quase tudo, que se soubesse o que sabe hoje teria agido de outra forma.
Ainda há quem pensa erradamente que os lampiões controlam o sistesma desde 2013, puro engano. Basta ver quantos jogos na epoca de 2009-2010 que eles só conseguiam ganhar jogando contra 10 ou até 9 para poder marcar o golo de desempate e depois apareciam as tais goleadas.
Por isso quem continuar a falar de nadegas e que os lampiões dominam desde 2013 está rotundamente enganado e tem a memoria muita curta.

Sim, é verdade, eu concordo contigo. Mas houve uma parte em que não reparaste, que eu disse que "o Benfica começou a tomar uma Política mais agressiva".

Os lamps dominam tudo a seu bel prazer há largos anos. É neste ponto que a nossa concordância existe. Reitero que o Benfica sempre teve o seu peso em tudo, até antes do Vieira.

No entanto, foquemo-nos só no mandato Vieira para a frente: Campeonato de 2005 mostrou logo a brincadeira toda à qual Orelhas vinha, golo do Luisão irregular, Estoril Gate.

O Vieira mostrou ao que vinha desde muito cedo, e nunca houve época desde que chegou ao Benfica em que houvesse uma merdinha aqui ou ali de polémica.

O que eu acho é que o Benfica só estava à espera de poder impôr a sua hegemonia no Campeonato, para adoptar a tal política agressiva e sem escrúpulos.

Desde 2013 para cá, como assistimos a um enfraquecer a olhos vistos do Porto, o Benfica tem-se aproveitado da situação, usando o Sporting e o seu Presidente como cobaia, visto o Clube estar a começar a renascer, para gerar toda esta vergonha que vemos atualmente.

To sum up, eu sei que o Benfica já mandava muito há que tempos, mas esperou poder assumir a hegemonia de títulos para benfiquizar todo o sistema.

Disso não tenho dúvidas.

Abraço, SL
Sócio 29473-0 do Sporting Clube de Portugal.

Viver o Sporting como nunca, e tê-lo no coração para sempre!

"Queremos que o Sporting seja um grande Clube, tão grande quanto os maiores da Europa" - José de Alvalade, 8 de Maio de 1906.
Sim, é isso, mais ano, menos ano. O sistema lampionico foi aproveitando o sistema que já existia e expandir mais ainda.

Basicamente o sistema só pode ter um dono (ganhar titulos), mas qualquer um pode usar (por exemplo evitar uma descida de divisão). Acho que era uma vassalagem ao porco para facilitar em alguns jogos. Até um antigo presidente do Sporting afirmou isso na altura.

Mas com o orelhas é diferente, é querer ser dono de tudo, não deixar nada para ninguem. Vassalagem? existe sim, mas é diferente. Construir bancadas, emprestar jogadores entre outros. Mas a maioria desses clubes nao ficam a ganhar nada. Reparei na classificação da epoca em curso, quase todos que praticam a vassalagem estão na metade inferior. Alguns bastava ou irão precisar de 3 ou 6 pontos para nao baixar para a segunda liga.

Tambem tenho reparado que o sistema não pode combater 2 clubes grandes em forma ao mesmo tempo, daí a necessidade de rebaixar um deles o mais cedo possivel, mas ao fazer isso o outro aproxima-se, como aconteceu ao porco este ano.
« Última modificação: Maio 03, 2017, 17:47 pm por lithilorn »
Sporting acima de tudo!    MLB: New York Yankees    NBA: Los Angeles Lakers    NFL: San Francisco 49ers    NHL: New York Rangers    NCAA College Basketball: Michigan State    NCAA College Football: Notre Dame    Snooker: Ronnie O'Sullivan

Estou de acordo em quase tudo. Só ha um pormenor que permitiu os lampiões ficaram donos do sistema.
É o seguinte, Quando surgiu o apito dourado, o porco teve de retrair as suas influencias, houve uma certa limpeza. Então os lampiões tiveram o caminho aberto para se apoderar e montar o sistema a sua maneira ao longo do tempo. Isso ja foi muito antes do titulo deles de 2010.
Outro pormenor, não havia partilha entre os dois. Podem dizer que as bocas que eles mandavam um ao outro era teatro, não era, pq mal o orelhas calou-se, foi quando ele ficou mesmo dono do sistema.
Até o nosso presidente pensou que havia partilha, as tais nadegas, mas numa entrevista logo a seguir da sua reeleição afirmou que não havia partilha. Os lampiões dominam quase tudo, que se soubesse o que sabe hoje teria agido de outra forma.
Ainda há quem pensa erradamente que os lampiões controlam o sistesma desde 2013, puro engano. Basta ver quantos jogos na epoca de 2009-2010 que eles só conseguiam ganhar jogando contra 10 ou até 9 para poder marcar o golo de desempate e depois apareciam as tais goleadas.
Por isso quem continuar a falar de nadegas e que os lampiões dominam desde 2013 está rotundamente enganado e tem a memoria muita curta.


Exacto. Eu recuava ainda mais, ao campeonato de 2005, na época seguir à do apito dourado. O Valentim Loureiro foi suspenso de funções e ficou lá um serviçal ex-dirigente deles, Cunha Leal, à frente da Liga.

Logo no início da época, ao perceber que não jogavam a ponta de um chavelho, lá vieram as pressões intensas do agora presidiário Veiga e do Orelhas às arbitragens, as acusações a tudo o que mexia, deram-se inclusivamente ao trabalho de pedir reuniões e mandar vídeos com imagens de alegados prejuízos ao secretário de estado do desporto, que chegou a dizer publicamente que só lhe apeteceu atirar aquilo pela janela.

A partir daí foram ajudados a torto e a direito. Em todos os jogos haviam penaltis e livres para o Simão, golos em fora de jogo, expulsões, etc... os gajos foram campeões sem marcar um golo de bola corrida nas últimas 7/8 jornadas do campeonato.
Pelo meio, houve o famoso jogo do Estoril marcado para o Algarve, que chegou a ser investigado pela PJ e que ainda hoje faz correr tinta.

Nos anos a seguir também foram bastante ajudados pelas arbitragens, embora tenha sido um período em que os fruteiros conseguiram estancar a influência crescente deles nos meandros.
Nessas épocas, enchiam o plantel com camiões de jogadores completamente medíocres e nem com ajudas passavam do 3º/4º lugar. Era fracasso atrás de fracasso, tanto que começava a crescer a contestação interna ao Orelhas, e este a ver a sua posição em perigo. Foi nessa altura que se deram as famosas alterações de estatutos para bloquear a existência de oposição o mais possível.

Nesse ponto, o Orelhas aposta tudo e começa rapidamente a estender os tentáculos, até chegarmos ao Estado Lampiânico que temos hoje. Pelo meio, ainda perderam uns títulos para o porto, hoje fazem o que querem disto tudo.

Vem antes de 2005. Primeiro tentaram acabar com a equipa dominadora da altura, o Sporting, com um dos seus pontos fortes, o Mário Jardel (máquina de golos).
Veiga era o empresário do jogador, e em 2002/2003 as notícias sobre maus aconselhamentos eram frequentes, com cocaína à mistura. Poucos tempo depois o Veiga iria assumir um papel de dirigente dos lampiões no ano em que ganharam o campeonato em 2005.
Em 2002/2003 os lamps tb já dominavam alguma coisa nos meios de decisão, aparecendo já os sumarissimos estranhos. Mário Jardel é castigado por exibir uma camisola interior da marca Reebook na comemoração de um golo (LOL), que era o patrocinador oficial do clube, sendo o castigo aplicado uns meses depois, precisamente contra o benfica, que recebia o Sporting no Jamor, casa emprestada durante a construção do novo estádio da luz.
Enquanto isso, o Suinão que fazia o mesmo com uma camisola da Mariana, que era o nome da filha, e pelos vistos, de uma loja que ele tinha aberto (logo, tinha intuitos comerciais), nada se passou.

Para quem não se lembra:
http://www.maisfutebol.iol.pt/geral/sporting/caso-da-camisola-jardel-nao-podia-ter-sido-castigado-diz-a-federacao

3 jun 2003, 23:58
Caso da camisola: Jardel não podia ter sido castigado, diz a Federação
Conselho de Justiça da FPF dá razão ao Sporting no recurso ao castigo do «derby» Conselho de Justiça da FPF dá razão ao Sporting.
Redação
 1     
Agora já é tarde. O campeonato já terminou e o jogador já cumpriu o castigo. Pois é, falamos de Mário Jardel e do jogo de suspensão que cumpriu quando os «leões» jogaram, no relvado do Jamor, o clássico com o rival Benfica.

Foi das decisões mais polémicas da Comissão Disciplinar da Liga, que decidiu castigar o goleador do Sporting três meses depois de ter exibido uma camisola interior com publicidade a uma marca desportiva, num jogo disputado em Fevereiro, frente ao Paços de Ferreira. E agora é o Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol que dá razão ao recurso apresentado pelo Sporting, argumentando que «o jogador cumpriu uma penalização de um jogo por um motivo que, afinal, não é passível de qualquer sanção», como se pode ler no site oficial do clube.

De acordo com a Comissão Disciplinar, a atitude de Jardel violava os regulamentos aplicáveis. A SAD do Sporting recorreu da decisão e o Conselho de Justiça da Federação veio agora dar razão às alegações invocadas. O reconhecimento da razão ao clube não terá quaisquer efeitos práticos, por que Jardel já cumpriu o jogo de castigo e as contas da Superliga 2002/2003 já estão definidas.

No site oficial do Sporting, a SAD leonina «recorda que as reparações de injustiças denunciadas se vão acumulando a posteriori, confirmando as razões dos recursos que tem apresentado». Apesar de reconhecer o «restabelecimento da justiça nestas situações», «salienta que, de qualquer modo, isso não proporciona a reparação dos danos desportivos por elas causados. Daí a necessidade de uma criteriosa, objectiva e imparcial actuação das instâncias disciplinares do futebol português».
A Carolina Salgado foi ao Bella Guttmann dos fruteiros.
Isso só prova que o orelhas teve, tem e terá sempre queda para o lado escuro. Já pouco me lembrava dessa polemica da camisola.
Sporting acima de tudo!    MLB: New York Yankees    NBA: Los Angeles Lakers    NFL: San Francisco 49ers    NHL: New York Rangers    NCAA College Basketball: Michigan State    NCAA College Football: Notre Dame    Snooker: Ronnie O'Sullivan
Isso só prova que o orelhas teve, tem e terá sempre queda para o lado escuro. Já pouco me lembrava dessa polemica da camisola.


Pergunto-te isto: Como é que o Alverca do Orelhas teve arcaboiço financeiro para pagar 2M€ pelo Ovchinikov?!?!
Ainda agora, passados quase 20 anos, é um valor irrealista para qualquer um dos 3 não grandes em Portugal.
A Carolina Salgado foi ao Bella Guttmann dos fruteiros.
Isso só prova que o orelhas teve, tem e terá sempre queda para o lado escuro. Já pouco me lembrava dessa polemica da camisola.


Pergunto-te isto: Como é que o Alverca do Orelhas teve arcaboiço financeiro para pagar 2M€ pelo Ovchinikov?!?!
Ainda agora, passados quase 20 anos, é um valor irrealista para qualquer um dos 3 não grandes em Portugal.

O Alverca já tinha a quadrilha toda na altura:
Citar
Os elementos da PJ começam a apertar o cerco neste processo e tudo aponta para que esteja a chegar ao fim a investigação que se tem arrastado ao longo dos últimos anos. Depois de buscas no FC Alverca e no Alverca SAD, foi a vez de o empresário do jogador, Jorge Manuel Mendes, ser contactado telefonicamente pelos agentes da autoridade para responder a questões sobre o processo, que, sabe o Correio da Manhã, é composto por oito dossiês. O CM sabe que a Polícia Judiciária esteve bastante activa na passada semana com contactos e buscas relacionadas com o processo. Jorge Manuel Mendes foi um dos visados. Não nos foi possível confirmar se o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, também foi ‘importunado’ pelos agentes policiais. Jorge Manuel Mendes confirmou ao CM que foi abordado por um agente da PJ, embora tenha minimizado a situação. “Isso são questões de índole pessoal, mas respondi às mesmas questões e não houve nada de novo”, revelou, acrescentando: “Não percebo, por que é que ainda se fala do contrato de Mantorras. É um negócio transparente.” Também o FC Alverca e Alverca SAD foram alvo de buscas, mas há cerca de um mês, como explicou ao CM o presidente dos ribatejanos António Manuel Fernandes: “Pessoalmente, não fui contactado pela Judiciária, mas fizeram uma busca às instalações do clube e da SAD. Há cerca de um mês fui contactado por um funcionário que me disse que os agentes da PJ queriam arrombar as portas. Foram dadas ordens para as abrir e ajudar à investigação por parte dos agentes.” Depois de efectuadas as buscas, o presidente adjunto do Alverca, José António Oliveira, foi “convidado a prestar declarações”, como explicou ao CM o líder dos ribatejanos. Aliás, António Manuel Fernandes continua a reclamar cinco milhões de euros ao Benfica referentes à transferência de Mantorras. “O FC Alverca foi premeditadamente atirado para a falência, resta saber por quem”, desabafou. APONTAMENTOS NEGÓCIO A DOIS O Alverca e Jorge Manuel Mendes, empresário do jogador, pagaram cada um, a 22 de Fevereiro de 1999, 75 mil dólares ao Progresso de Sambizanga pelo passe do angolano Pedro Mantorras. Na altura, ficou também estabelecido que cada uma das partes garantia metade de uma futura transferência. ‘ÁGUIAS’ COMPRAM A 16 de Abril de 2001, o Benfica comprou metade do passe de Mantorras ao Alverca por cinco milhões de euros. Numa futura transferência, nunca inferior a 20 milhões de euros, o Alverca teria direito a 50% da diferença entre os cinco milhões recebidos e o valor da venda. ALVERCA COM 50% Sete meses depois de ter vendido 50% do passe de Mantorras ao Benfica, o Alverca comprou a outra metade a Jorge Manuel Mendes por 1,6 milhões de euros. Mendes recebe ainda 583 mil euros de comissão na transferência para o Benfica. E garante 10% de uma futura transferência do jogador. DÍVIDA DE 5 MILHÕES O Alverca continua a reclamar cinco milhões de euros ao Benfica, na sequência da transferência de Mantorras para a Luz. Os ribatejanos ponderam recorrer aos tribunais para receberem aquilo que consideram ser seu por direito. Aliás, o Alverca conta com essa verba para sair da crise financeira que atravessa.

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/desporto/detalhe/pj-aperta-cerco-no-caso-mantorras
Pois... Caso Ovchinikov (Vale e Azevedo preso). Caso Mantorras. Caso da EPUL. Caso Micolli. Os negócios do Valência que estão a ser investigados, que envolvem na maioria ex-jogadores do benfica. Caso Vouchers. Porta 18. O Brasa FC. Os 40 elementos dos NN investigados, e 13 deles condenados por tráfico de droga. O clube colombiano que andava a lavar dinheiro do benfica. O facto de o império de construção civil ter crescido com o BES.
E isto só de memória, se puxar mais ainda me lembro de mais coisas...
A Carolina Salgado foi ao Bella Guttmann dos fruteiros.
Quando se mexe nessas coisas, é como tentar desentupir um cano, sai logo tudo.
Ainda é de lembrar que entretanto o Alverca fechou as portas.
Sporting acima de tudo!    MLB: New York Yankees    NBA: Los Angeles Lakers    NFL: San Francisco 49ers    NHL: New York Rangers    NCAA College Basketball: Michigan State    NCAA College Football: Notre Dame    Snooker: Ronnie O'Sullivan