Alteração de Estatutos - AG dia 23 de Julho 2011, 14:00 (sábado)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Eu confirmo o que o PCF escreveu relativamente à posição do CD sobre as Assembleias delegadas, tive uma conversa com ele uma semana antes da AG, onde, entre outras coisas, o questionei acerca da posição do CD em relação às AG´s delegadas, o que agora escreveu é igual ao que me disse nessa conversa, sendo assim não posso deixar de dizer que posição do RPF e GL na AG faz todo o sentido, se o RPF nem direito de voto tinha na Comissão (foi o que eu perguntei mais atrás), se disse na 1ª Sessão de Esclarecimento que para o CD os pontos mais importantes eram as categorias de sócio, descentralização do voto e nº de votos, faz todo o sentido a posição do CD na AG e justifica a reacção do DF! :arrow:

Rui não compreendi o paralelo da reacção do Dias Ferreira. Dias Ferreira sentiu-se traído pelas palavras do representante da Direcção em Assembleia Geral. Motivando a intervenção de Vera Jardim.

PCF gostava que me esclarecesses preto no branco às seguintes perguntas, com um sim ou não.
Godinho Lopes é contra as Assembleias Delegadas?
Godinho Lopes sempre teve a mesma opinião sobre este assunto nos últimos 3 meses?

DF não sabia que o CD era contra as delegadas e quando percebeu isso, em plena AG, caiu-lhe a máscara e foi-se embora, essa é a minha interpretação dos acontecimentos, naturalmente daqui a uns tempos vai dizer que se sentiu traído e sei lá mais o quê, infelizmente para o DF é cada vez maior o número de Sportinguistas que sabe o que ele é e como funciona! :arrow:

 :mrgreen:

Acreditas mesmo nisso? Tiveste na AG, ouviste o que ele disse?
Dias Ferreira teve presente na comissão de alteração de estatutos e sabe bem a posição da Direcção relativamente às delegadas. Após a AG tive com alguns foristas na conversa com o Zeferino Boal que também confirmou o apoio da Direcção às Assembleias Delegadas.
"Reforçamos ainda a solução que temos vindo a defender para a sustentabilidade do Clube:
a)   O afastamento do Clube de todos os dirigentes envolvidos no “Projecto Roquette” e com responsabilidades na gravíssima situação actual, apuradas após a realização de uma verdadeira auditoria de gestão. Pedido de indemnização cível pelos danos causados ao Sporting Clube de Portugal;
b)    A renegociação firme, corajosa e realista da dívida bancária, de forma a reduzir drasticamente os encargos financeiros anuais; 
c)    A redução drástica dos custos com pessoal, como ponto de partida para que se alcance o equilíbrio da exploração operacional. Se analisarmos as últimas épocas, bem como o descalabro no balanço entre contratações e vendas de jogadores, facilmente verificamos duas realidades: (i) maior investimento não tem sido sinónimo de maior rendimento desportivo, (ii) os maiores encaixes financeiros com venda de jogadores foram com jogadores formados no Clube, e não com jogadores adquiridos pelas administrações e gestores de activos profissionais da SAD."
 - Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar
só tenho pena que a proposta de dissolução do CL (ideia que eu tinha partilhado neste Tópico antes da AG) não tenha ido a votação, seria interessante ver o nº de votos que teria, talvez numa próxima AG, já agora os meus parabéns ao proponente (não sei quem foi), é uma ideia brilhante! :mrgreen:

Se calhar até sabes. :lol:
Já agora, para o brilhante autor da proposta, aqui fica:

Citar

Ouvi, por exemplo, na campanha eleitoral, criticar-se a existência do próprio Conselho Leonino. Por acaso está excluído alguém apresentar a proposta de extinção desse órgão? Mas porque estaria tal hipótese excluída? E será que os argumentos apresentados não podem convencer os sócios?


hxxp://www.sportingapoio.com/estatutos-as-falsas-questoes-vs-uma-grande-oportunidade-por-paulo-farinha-alves/[/url]
Eu confirmo o que o PCF escreveu relativamente à posição do CD sobre as Assembleias delegadas, tive uma conversa com ele uma semana antes da AG, onde, entre outras coisas, o questionei acerca da posição do CD em relação às AG´s delegadas, o que agora escreveu é igual ao que me disse nessa conversa, sendo assim não posso deixar de dizer que posição do RPF e GL na AG faz todo o sentido, se o RPF nem direito de voto tinha na Comissão (foi o que eu perguntei mais atrás), se disse na 1ª Sessão de Esclarecimento que para o CD os pontos mais importantes eram as categorias de sócio, descentralização do voto e nº de votos, faz todo o sentido a posição do CD na AG e justifica a reacção do DF! :arrow:

Rui não compreendi o paralelo da reacção do Dias Ferreira. Dias Ferreira sentiu-se traído pelas palavras do representante da Direcção em Assembleia Geral. Motivando a intervenção de Vera Jardim.

PCF gostava que me esclarecesses preto no branco às seguintes perguntas, com um sim ou não.
Godinho Lopes é contra as Assembleias Delegadas?
Godinho Lopes sempre teve a mesma opinião sobre este assunto nos últimos 3 meses?

DF não sabia que o CD era contra as delegadas e quando percebeu isso, em plena AG, caiu-lhe a máscara e foi-se embora, essa é a minha interpretação dos acontecimentos, naturalmente daqui a uns tempos vai dizer que se sentiu traído e sei lá mais o quê, infelizmente para o DF é cada vez maior o número de Sportinguistas que sabe o que ele é e como funciona! :arrow:

 :mrgreen:

Acreditas mesmo nisso? Tiveste na AG, ouviste o que ele disse?
Dias Ferreira teve presente na comissão de alteração de estatutos e sabe bem a posição da Direcção relativamente às delegadas. Após a AG tive com alguns foristas na conversa com o Zeferino Boal que também confirmou o apoio da Direcção às Assembleias Delegadas.

Só confirmas o que eu escrevi, DF não pensava que o CD fosse contra as AG´s delegadas e quando percebeu isso na AG veio embora a falar sozinho (além de ter ouvido o que quis e o que não quis), afirmas que essa ideia vem das reuniões da comissão e eu não tenho dados que suportem essa afirmação, ou melhor, sei que o CD fez tudo para não antagonizar a dita comissão, no sentido de levar à AG os pontos que lhe interessavam (ainda que em conjunto com outros pontos/artigos com os quais discordava/discorda), deixando aos sócios o poder de aceitar ou não a proposta da comissão, a verdade é que os pontos que o CD pretendida aprovados foram todos votados positivamente, os artigos foram votados individualmente e isso permitiu aos Sócios escolherem os que achavam melhor serem aprovados!

É a minha interpretação do que aconteceu e não quero impor a minha opinião, só a quero tornar clara, obviamente que admito outras interpretações, ainda que ache que DF e ZB não são propriamente "credíveis" ao ponto de sustentarem uma cambalhota do CD, o mesmo se aplica à bondade de GL e demais CD, o objectivo destes era aprovar os tais 3 pontos imprescindíveis e apostaram numa reprovação por parte dos Sócios dos restantes, correram o risco e correu-lhes bem, tive a oportunidade de dizer ao PCF, na tal conversa, que achava que isto devi ter sido discutido e devia ter ficado explícito nas reuniões da comissão, provavelmente acharam que esse comportamento acabaria com a dita comissão a atrasaria a votação e aprovação do 3 artigos que lhes interessavam, é uma opção de gestão que não me agrada mas que compreendo à luz do que é o CL e dos membros integrantes da dita comissão, agora podemos dizer que acabou por ser bem jogado, mas podia ter corrido muito mal! :exclaim:
« Última modificação: Julho 27, 2011, 16:41 pm por Rui Sampaio »
Hoje como sempre, tenho o FórumSCP na mente e o Sporting Clube de Portugal no coração!
só tenho pena que a proposta de dissolução do CL (ideia que eu tinha partilhado neste Tópico antes da AG) não tenha ido a votação, seria interessante ver o nº de votos que teria, talvez numa próxima AG, já agora os meus parabéns ao proponente (não sei quem foi), é uma ideia brilhante! :mrgreen:

Se calhar até sabes. :lol:

Não sei, tenho uma ideia de quem pode ter sido mas não sei quem foi ao certo! ;)

Se foste tu os meus parabéns! :great:
Hoje como sempre, tenho o FórumSCP na mente e o Sporting Clube de Portugal no coração!
só tenho pena que a proposta de dissolução do CL (ideia que eu tinha partilhado neste Tópico antes da AG) não tenha ido a votação, seria interessante ver o nº de votos que teria, talvez numa próxima AG, já agora os meus parabéns ao proponente (não sei quem foi), é uma ideia brilhante! :mrgreen:

Se calhar até sabes. :lol:

Pelo que percebo, essa proposta surgiu em AG. Então, porque não foi a votos? 
só tenho pena que a proposta de dissolução do CL (ideia que eu tinha partilhado neste Tópico antes da AG) não tenha ido a votação, seria interessante ver o nº de votos que teria, talvez numa próxima AG, já agora os meus parabéns ao proponente (não sei quem foi), é uma ideia brilhante! :mrgreen:

Se calhar até sabes. :lol:

Pelo que percebo, essa proposta surgiu em AG. Então, porque não foi a votos? 

O proponente foi o sócio Situacionista(s) João Nuno Rodrigues (espero que ele não seja daqueles que acha que não se deve dizer aqui o que se passou na assembleia  8)), a proposta não foi a votação porque no entender da mesa esse artigo não era suposto ser revisto nesta revisão (ainda não percebo porquê).
só tenho pena que a proposta de dissolução do CL (ideia que eu tinha partilhado neste Tópico antes da AG) não tenha ido a votação, seria interessante ver o nº de votos que teria, talvez numa próxima AG, já agora os meus parabéns ao proponente (não sei quem foi), é uma ideia brilhante! :mrgreen:

Se calhar até sabes. :lol:

Pelo que percebo, essa proposta surgiu em AG. Então, porque não foi a votos? 

O proponente foi o sócio Situacionista(s) João Nuno Rodrigues (espero que ele não seja daqueles que acha que não se deve dizer aqui o que se passou na assembleia  8)), a proposta não foi a votação porque no entender da mesa esse artigo não era suposto ser revisto nesta revisão (ainda não percebo porquê).

Agora já percebi a piada do FLL, bem jogado jn! :great:
Hoje como sempre, tenho o FórumSCP na mente e o Sporting Clube de Portugal no coração!
só tenho pena que a proposta de dissolução do CL (ideia que eu tinha partilhado neste Tópico antes da AG) não tenha ido a votação, seria interessante ver o nº de votos que teria, talvez numa próxima AG, já agora os meus parabéns ao proponente (não sei quem foi), é uma ideia brilhante! :mrgreen:

Se calhar até sabes. :lol:

Pelo que percebo, essa proposta surgiu em AG. Então, porque não foi a votos? 

O proponente foi o sócio Situacionista(s) João Nuno Rodrigues (espero que ele não seja daqueles que acha que não se deve dizer aqui o que se passou na assembleia  8)), a proposta não foi a votação porque no entender da mesa esse artigo não era suposto ser revisto nesta revisão (ainda não percebo porquê).

LOL então se não era nesta revisão, era em qual? Na revisão do carro? Enfim... É o "Sistema" interno!
Eu confirmo o que o PCF escreveu relativamente à posição do CD sobre as Assembleias delegadas, tive uma conversa com ele uma semana antes da AG, onde, entre outras coisas, o questionei acerca da posição do CD em relação às AG´s delegadas, o que agora escreveu é igual ao que me disse nessa conversa, sendo assim não posso deixar de dizer que posição do RPF e GL na AG faz todo o sentido, se o RPF nem direito de voto tinha na Comissão (foi o que eu perguntei mais atrás), se disse na 1ª Sessão de Esclarecimento que para o CD os pontos mais importantes eram as categorias de sócio, descentralização do voto e nº de votos, faz todo o sentido a posição do CD na AG e justifica a reacção do DF! :arrow:

Rui não compreendi o paralelo da reacção do Dias Ferreira. Dias Ferreira sentiu-se traído pelas palavras do representante da Direcção em Assembleia Geral. Motivando a intervenção de Vera Jardim.

PCF gostava que me esclarecesses preto no branco às seguintes perguntas, com um sim ou não.
Godinho Lopes é contra as Assembleias Delegadas?
Godinho Lopes sempre teve a mesma opinião sobre este assunto nos últimos 3 meses?

DF não sabia que o CD era contra as delegadas e quando percebeu isso, em plena AG, caiu-lhe a máscara e foi-se embora, essa é a minha interpretação dos acontecimentos, naturalmente daqui a uns tempos vai dizer que se sentiu traído e sei lá mais o quê, infelizmente para o DF é cada vez maior o número de Sportinguistas que sabe o que ele é e como funciona! :arrow:

 :mrgreen:

Acreditas mesmo nisso? Tiveste na AG, ouviste o que ele disse?
Dias Ferreira teve presente na comissão de alteração de estatutos e sabe bem a posição da Direcção relativamente às delegadas. Após a AG tive com alguns foristas na conversa com o Zeferino Boal que também confirmou o apoio da Direcção às Assembleias Delegadas.

Só confirmas o que eu escrevi, DF não pensava que o CD fosse contra as AG´s delegadas e quando percebeu isso na AG veio embora a falar sozinho (além de ter ouvido o que quis e o que não quis), afirmas que essa ideia vem das reuniões da comissão e eu não tenho dados que suportem essa afirmação, ou melhor, sei que o CD fez tudo para não antagonizar a dita comissão, no sentido de levar à AG os pontos que lhe interessavam (ainda que em conjunto com outros pontos/artigos com os quais discordava/discorda), deixando aos sócios o poder de aceitar ou não a proposta da comissão, a verdade é que os pontos que o CD pretendida aprovados foram todos votados positivamente, os artigos foram votados individualmente e isso permitiu aos Sócios escolherem os que achavam melhor serem aprovados!

É a minha interpretação do que aconteceu e não quero impor a minha opinião, só a quero tornar clara, obviamente que admito outras interpretações, ainda que ache que DF e ZB não são propriamente "credíveis" ao ponto de sustentarem uma cambalhota do CD, o mesmo se aplica à bondade de GL e demais CD, o objectivo destes era aprovar os tias 3 pontos imprescindíveis e apostaram numa reprovação por parte dos Sócios dos restantes, correram o risco e correu-lhes bem, tive a oportunidade de dizer ao PCF, na tal conversa, que achava que isto devi ter sido discutido e devia ter ficado explícito nas reuniões da comissão, provavelmente acharam que esse comportamento acabaria com a dita comissão a atrasaria a votação e aprovação do 3 artigos que lhes interessavam, é uma opção de gestão que não me agrada mas que compreendo à luz do que é o CL e dos membros integrantes da dita comissão, agora podemos dizer que acabou por ser bem jogado, mas podia ter corrido muito mal! :exclaim:

Dias Ferreira, conselheiros e outros elementos (sem direito de voto) sabiam que a posição da Direcção era a favor das Assembleias Delegadas. Tendo ficado claro na reunião da comissão.

Apesar de Dias Ferreira ser um bom ginasta, perito em cambalhotas, ficou ofendido pela cambalhota repentina de opinião por parte da Direcção.

O próprio Godinho Lopes defendeu ser a favor das Delegadas em conversas pessoais com diversos sócios, inclusivé numa reunião com elementos da lista independente ao Conselho Fiscal. Apresentado um rol de argumentos que foram prontamente refutados.
"Reforçamos ainda a solução que temos vindo a defender para a sustentabilidade do Clube:
a)   O afastamento do Clube de todos os dirigentes envolvidos no “Projecto Roquette” e com responsabilidades na gravíssima situação actual, apuradas após a realização de uma verdadeira auditoria de gestão. Pedido de indemnização cível pelos danos causados ao Sporting Clube de Portugal;
b)    A renegociação firme, corajosa e realista da dívida bancária, de forma a reduzir drasticamente os encargos financeiros anuais; 
c)    A redução drástica dos custos com pessoal, como ponto de partida para que se alcance o equilíbrio da exploração operacional. Se analisarmos as últimas épocas, bem como o descalabro no balanço entre contratações e vendas de jogadores, facilmente verificamos duas realidades: (i) maior investimento não tem sido sinónimo de maior rendimento desportivo, (ii) os maiores encaixes financeiros com venda de jogadores foram com jogadores formados no Clube, e não com jogadores adquiridos pelas administrações e gestores de activos profissionais da SAD."
 - Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar
Um sócio Situacionista(s) a propor a dissolução do CL? ::)
QUERO    UM   SPORTING
CREDÍVEL  -  LIMPO  -  AMBICIOSO
Um sócio Situacionista(s) a propor a dissolução do CL? ::)

Anda enciumado por outros terem direito a croquetes e ele não.  :mrgreen:
"O Sporting é nosso outra vez!"
Um sócio Situacionista(s) a propor a dissolução do CL? ::)

private joke
ele percebe

Anda enciumado por outros terem direito a croquetes e ele não.  :mrgreen:

Acho que ele queria mesmo era ter ido a Toronto com o amigo  :whistle:
Eu confirmo o que o PCF escreveu relativamente à posição do CD sobre as Assembleias delegadas, tive uma conversa com ele uma semana antes da AG, onde, entre outras coisas, o questionei acerca da posição do CD em relação às AG´s delegadas, o que agora escreveu é igual ao que me disse nessa conversa, sendo assim não posso deixar de dizer que posição do RPF e GL na AG faz todo o sentido, se o RPF nem direito de voto tinha na Comissão (foi o que eu perguntei mais atrás), se disse na 1ª Sessão de Esclarecimento que para o CD os pontos mais importantes eram as categorias de sócio, descentralização do voto e nº de votos, faz todo o sentido a posição do CD na AG e justifica a reacção do DF! :arrow:

Rui não compreendi o paralelo da reacção do Dias Ferreira. Dias Ferreira sentiu-se traído pelas palavras do representante da Direcção em Assembleia Geral. Motivando a intervenção de Vera Jardim.

PCF gostava que me esclarecesses preto no branco às seguintes perguntas, com um sim ou não.
Godinho Lopes é contra as Assembleias Delegadas?
Godinho Lopes sempre teve a mesma opinião sobre este assunto nos últimos 3 meses?

DF não sabia que o CD era contra as delegadas e quando percebeu isso, em plena AG, caiu-lhe a máscara e foi-se embora, essa é a minha interpretação dos acontecimentos, naturalmente daqui a uns tempos vai dizer que se sentiu traído e sei lá mais o quê, infelizmente para o DF é cada vez maior o número de Sportinguistas que sabe o que ele é e como funciona! :arrow:

 :mrgreen:

Acreditas mesmo nisso? Tiveste na AG, ouviste o que ele disse?
Dias Ferreira teve presente na comissão de alteração de estatutos e sabe bem a posição da Direcção relativamente às delegadas. Após a AG tive com alguns foristas na conversa com o Zeferino Boal que também confirmou o apoio da Direcção às Assembleias Delegadas.

Só confirmas o que eu escrevi, DF não pensava que o CD fosse contra as AG´s delegadas e quando percebeu isso na AG veio embora a falar sozinho (além de ter ouvido o que quis e o que não quis), afirmas que essa ideia vem das reuniões da comissão e eu não tenho dados que suportem essa afirmação, ou melhor, sei que o CD fez tudo para não antagonizar a dita comissão, no sentido de levar à AG os pontos que lhe interessavam (ainda que em conjunto com outros pontos/artigos com os quais discordava/discorda), deixando aos sócios o poder de aceitar ou não a proposta da comissão, a verdade é que os pontos que o CD pretendida aprovados foram todos votados positivamente, os artigos foram votados individualmente e isso permitiu aos Sócios escolherem os que achavam melhor serem aprovados!

É a minha interpretação do que aconteceu e não quero impor a minha opinião, só a quero tornar clara, obviamente que admito outras interpretações, ainda que ache que DF e ZB não são propriamente "credíveis" ao ponto de sustentarem uma cambalhota do CD, o mesmo se aplica à bondade de GL e demais CD, o objectivo destes era aprovar os tias 3 pontos imprescindíveis e apostaram numa reprovação por parte dos Sócios dos restantes, correram o risco e correu-lhes bem, tive a oportunidade de dizer ao PCF, na tal conversa, que achava que isto devi ter sido discutido e devia ter ficado explícito nas reuniões da comissão, provavelmente acharam que esse comportamento acabaria com a dita comissão a atrasaria a votação e aprovação do 3 artigos que lhes interessavam, é uma opção de gestão que não me agrada mas que compreendo à luz do que é o CL e dos membros integrantes da dita comissão, agora podemos dizer que acabou por ser bem jogado, mas podia ter corrido muito mal! :exclaim:

Dias Ferreira, conselheiros e outros elementos (sem direito de voto) sabiam que a posição da Direcção era a favor das Assembleias Delegadas. Tendo ficado claro na reunião da comissão.

Apesar de Dias Ferreira ser um bom ginasta, perito em cambalhotas, ficou ofendido pela cambalhota repentina de opinião por parte da Direcção.

O próprio Godinho Lopes defendeu ser a favor das Delegadas em conversas pessoais com diversos sócios, inclusivé numa reunião com elementos da lista independente ao Conselho Fiscal. Apresentado um rol de argumentos que foram prontamente refutados.

Admito que sim, no entanto esta posição pode ter sido uma posição conjunta do CD, os resultados estão aí e não demonstram essa intenção do GL, nem a sua posição na AG faz muito sentido tendo em conta o que escreves, a meu ver é demasiado rebuscado mas percebo a tua interpretação dos acontecimentos, embora não concorde! :great:
Hoje como sempre, tenho o FórumSCP na mente e o Sporting Clube de Portugal no coração!
só tenho pena que a proposta de dissolução do CL (ideia que eu tinha partilhado neste Tópico antes da AG) não tenha ido a votação, seria interessante ver o nº de votos que teria, talvez numa próxima AG, já agora os meus parabéns ao proponente (não sei quem foi), é uma ideia brilhante! :mrgreen:

Se calhar até sabes. :lol:

Pelo que percebo, essa proposta surgiu em AG. Então, porque não foi a votos? 

O proponente foi o sócio Situacionista(s) João Nuno Rodrigues (espero que ele não seja daqueles que acha que não se deve dizer aqui o que se passou na assembleia  8)), a proposta não foi a votação porque no entender da mesa esse artigo não era suposto ser revisto nesta revisão (ainda não percebo porquê).

LOL então se não era nesta revisão, era em qual? Na revisão do carro? Enfim... É o "Sistema" interno!

A justificação por parte dos elementos da Mesa da Assembleia Geral faz sentido.

Na convocatória não estava previsto alterar o artigo relativamente aos órgãos que compõem o Sporting Clube de Portugal.

Em vez de ter proposto a extinção do órgão, devia ter proposto o esvaziamento das competências do Conselho Leonino. Porque os artigos relativamente as competências do CL eram alvo de revisão de acordo com a convocatória.

Talvez fosse preciosismo por parte da Mesa, onde se poderia ter enquadrado a proposta de outra forma. Mas aceito a resposta da Mesa.

O mais importante é que a ideia foi lançada, tendo-se seguido diversas intervenções por sócios os quais votaram (GL, BdC, entre outros) contra as Assembleias Delegadas. Motivando uma cambalhota da Direcção.

Dificilmente se acabaria com o Conselho dos Situacionista(s), pelo menos não se aumentou o poder deliberativo.

Já sabemos que ninguém queria esta proposta, sabemos também que ninguém votou em José Eduardo Bettencourt... Somos um Clube ou uma SAD suis generis...
"Reforçamos ainda a solução que temos vindo a defender para a sustentabilidade do Clube:
a)   O afastamento do Clube de todos os dirigentes envolvidos no “Projecto Roquette” e com responsabilidades na gravíssima situação actual, apuradas após a realização de uma verdadeira auditoria de gestão. Pedido de indemnização cível pelos danos causados ao Sporting Clube de Portugal;
b)    A renegociação firme, corajosa e realista da dívida bancária, de forma a reduzir drasticamente os encargos financeiros anuais; 
c)    A redução drástica dos custos com pessoal, como ponto de partida para que se alcance o equilíbrio da exploração operacional. Se analisarmos as últimas épocas, bem como o descalabro no balanço entre contratações e vendas de jogadores, facilmente verificamos duas realidades: (i) maior investimento não tem sido sinónimo de maior rendimento desportivo, (ii) os maiores encaixes financeiros com venda de jogadores foram com jogadores formados no Clube, e não com jogadores adquiridos pelas administrações e gestores de activos profissionais da SAD."
 - Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar
Na convocatória não estava previsto alterar o artigo relativamente aos órgãos que compõem o Sporting Clube de Portugal.

Em vez de ter proposto a extinção do órgão, devia ter proposto o esvaziamento das competências do Conselho Leonino. Porque os artigos relativamente as competências do CL eram alvo de revisão de acordo com a convocatória.

A alternativa, pelo que vim a perceber durante a AG, seria apresentares a tua proposta de alteração do artigo sobre os órgãos que compõem o SCP, deixando cair o CL.

Também acabei por compreender a posição da Mesa, tinha passado a discussão desse artigo e não tinha chegado nenhuma proposta. Fica para a próxima!  :mrgreen:
"O Sporting é nosso outra vez!"
Um sócio Situacionista(s) a propor a dissolução do CL? ::)

private joke
ele percebe

Anda enciumado por outros terem direito a croquetes e ele não.  :mrgreen:

Acho que ele queria mesmo era ter ido a Toronto com o amigo  :whistle:
 :lol: :lol: :lol:
pois claro!
QUERO    UM   SPORTING
CREDÍVEL  -  LIMPO  -  AMBICIOSO
Na convocatória não estava previsto alterar o artigo relativamente aos órgãos que compõem o Sporting Clube de Portugal.

Em vez de ter proposto a extinção do órgão, devia ter proposto o esvaziamento das competências do Conselho Leonino. Porque os artigos relativamente as competências do CL eram alvo de revisão de acordo com a convocatória.

A alternativa, pelo que vim a perceber durante a AG, seria apresentares a tua proposta de alteração do artigo sobre os órgãos que compõem o SCP, deixando cair o CL.

Também acabei por compreender a posição da Mesa, tinha passado a discussão desse artigo e não tinha chegado nenhuma proposta. Fica para a próxima!  :mrgreen:

Não dava para ter mexido no artigo 35º dos órgãos,
Os únicos artigo sujeitos a alteração eram:

Citar
PONTO ÚNICO:
Discutir e votar a proposta de alteração de Estatutos do Sporting Clube de Portugal aprovada em Conselho Leonino de 6 de Julho de 2011, nos seus artigos 4, 6, 7, 13, 14, 16, 17, 18, 19, 20, 22, 23, 24, 25 (eliminado), 26 (eliminado), 27, 28, 29, 30, 31, 32, 33, 34, 36, 37, 38, 40, 41, 42, 43, 44, 46, 47, 48, 49, 50, 51, 52, 53, 54, 55, 56, 57, 58, 59, 60, 62, 63, 64, 65, 66, 66-A
(novo), 68, 71 , 72 (novo), 73 (novo), 74 (eliminado), 75 (eliminado), 76 (eliminado) e 77 (eliminado), cujo texto se encontra disponível na sede do Sporting Clube de Portugal, é publicado no sítio do Sporting Clube de Portugal e no jornal do Sporting Clube de Portugal.

A única solução seria o esvaziamento dos artigos artº 62 e 63.
"Reforçamos ainda a solução que temos vindo a defender para a sustentabilidade do Clube:
a)   O afastamento do Clube de todos os dirigentes envolvidos no “Projecto Roquette” e com responsabilidades na gravíssima situação actual, apuradas após a realização de uma verdadeira auditoria de gestão. Pedido de indemnização cível pelos danos causados ao Sporting Clube de Portugal;
b)    A renegociação firme, corajosa e realista da dívida bancária, de forma a reduzir drasticamente os encargos financeiros anuais; 
c)    A redução drástica dos custos com pessoal, como ponto de partida para que se alcance o equilíbrio da exploração operacional. Se analisarmos as últimas épocas, bem como o descalabro no balanço entre contratações e vendas de jogadores, facilmente verificamos duas realidades: (i) maior investimento não tem sido sinónimo de maior rendimento desportivo, (ii) os maiores encaixes financeiros com venda de jogadores foram com jogadores formados no Clube, e não com jogadores adquiridos pelas administrações e gestores de activos profissionais da SAD."
 - Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar
PCF gostava que me esclarecesses preto no branco às seguintes perguntas, com um sim ou não.
Godinho Lopes é contra as Assembleias Delegadas?
Godinho Lopes sempre teve a mesma opinião sobre este assunto nos últimos 3 meses?

João.

Fizemos o que tinha de ser feito de modo a gerir todas as sensibilidades  e assim termos uma proposta cá fora com, pelo menos, os 3 pontos que necessitamos serem votados. Isso exigiu política sim. Mas não nos alterou as convicções ou que considerávamos importante ou acessório neste processo. Quando chegou a hora de assumir uma posição clara em frente aos sócios assumimos. É esta a história e tu sabes quem ta pode confirmar.

A minha opinião pessoal é a seguinte: penso que todas as ideias, mesmo as más, devem ir aos votos dos Sócios. As boas passam. As más morrem às mãos de quem de direito.

Se alguém ficou ofendido connosco paciência. Não temos de pensar todos da mesma forma. Cada um defende aquilo em que acredita ou considera útil para o clube. E nós fomos eleitos para isso mesmo (mas não para vetarmos ideias com as quais não concordamos e cuja decisão só poderia caber aos sócios).

Em vez de darem tanta atenção ao negativo foquem-se no positivo: no que foi aprovado e no que não foi. No que agora permite ao clube fazer uma série de coisas e naquilo que foi afastado da discussão. Penso que o resultado da AG foi bastante bom para o futuro do clube, em todos os sentidos.

PS - Com a mesma frontalidade que presto estes esclarecimentos assumo totalmente (embora não tenha sido proposto pelo CD) que o naming foi mau face a um encaixe importante que o clube poderia ter. Mas também assumo que uma ideia dessas exigia, como já foi referido por várias pessoas, dados concretos, que permitissem aos Sócios avaliar o real valor de um sacrifício desses. Talvez um dia e apresentado como é suposto apresentar. Como disse nesta fase não foi uma ideia proposta pelo CD. Nós apresentámos 3. As 3 passaram. E penso que as 3 são úteis ao clube.

SL
PS - Com a mesma frontalidade que presto estes esclarecimentos assumo totalmente (embora não tenha sido proposto pelo CD) que o naming foi mau face a um encaixe importante que o clube poderia ter. Mas também assumo que uma ideia dessas exigia, como já foi referido por várias pessoas, dados concretos, que permitissem aos Sócios avaliar o real valor de um sacrifício desses. Talvez um dia e apresentado como é suposto apresentar. Como disse nesta fase não foi uma ideia proposta pelo CD. Nós apresentámos 3. As 3 passaram. E penso que as 3 são úteis ao clube.

Pedro,

Continuo a acreditar que o principal problema relacionado com o naming foi deixar a decisão nas mãos do CD. Se me perguntares se é algo que me choque, eu digo-te que nem perto do que me chocaria a delegação de poderes da AG no CL mas não deixa de me incomodar um pouco, até pela falta de confiança que assumo ter no CD em funções.

As AG podem ser marcadas com poucos dias de antecedência. Apresentem uma proposta em que o CD tem a liberdade de negociar uma proposta de naming com o patrocinador e que, em seguida, é obrigado a levar essa proposta a AG (sem que tenha obrigatoriamente de revelar todos os valores envolvidos), onde os Sócios têm a última palavra acerca da decisão. Se o processo for este, não vejo porque votaria contra uma proposta de alteração dos estatutos nesse sentido.

PS: O naming pode ser uma importante fonte de receitas mas sendo o Estádio (ainda) propriedade do Clube, essas receitas não seriam alocadas ao futebol, correcto? Ou estaríamos perante o primeiro passo para a transferência de mais património para a Sporting, SAD?
"O Sporting é nosso outra vez!"