Lampionices/Toupeirices - Parte V

Cadete, jp, Edgar, amsc14, JOHN MADEIRA, pacman, ironbrother, zo0n, jpgmn, massantos, Zyz, evenflow, BrunoReis (+ 2 Escondidos) e 31 Visitantes estão a ver este tópico.

A conversa neste tópico está a fazer lembrar o... “Não se deviam ter metido com o Carnide... As declarações do Bruno de Carvalho e do Jesus é que deram moral e fomos campeões...”

Agora já jogam muito... É recordar como empataram em Belém e o que aconteceu em Portimão...

#memóriacurta
#estetópicocheiramal
#hádiasemquecheirapior
#cabala


Também nos temos que preocupar connosco mesmo...o derby na luz é exemplo disso. E também o jogo contra o porto para o campeonato.




Não estivemos bem em alguns jogos, o que não significa que os outros joguem bem. Aliás na Luz, não fosse o receio do jj, tínhamos saído com os 3 pontos.

Arriscavamo-nos a que o *** do pizzi agarrasse a bola com as duas mãos na grande área, passasse a um krovinovic drogado desta vida e ele cavalgasse até à nossa área e assistisse um *** qq para golo.
Eu, tu, o JJ todos sabemos que jogamos melhor que eles, mas sabe melhor que ninguém o que o puteiro gasta... Ainda assim f***-nos 2 pontos num lance de burrice de um dos nossos...
O polvo trabalha para que os jogadores do Benfica só tenham certezas que são os melhores do mundo e ao invés o polvo trabalha para que os adversarios caíam na primeira curva apertada e geralmente o Sporting é o mais vulneravel a caír porque nisto de corrupção não tem a experiência que o Porto tem para se defender.

:arrow:
 :rotfl: :rotfl: isto não existe! ...  :inde:

Citar
O Benfica tem desde o início deste ano uma nova ramificação dentro do departamento clínico. Esta é exclusivamente dedicada à antidopagem e tem na coordenação Luís Horta, que foi, entre outros, presidente do ADoP (Autoridade Antidopagem de Portugal) entre 2009 e 2014. Ao que Record apurou, não é um simples trabalho de consultoria, assumindo-se a antidopagem como um braço bem definido no universo clínico do emblema da Luz, liderado pelo espanhol Lluís Til.

Clínico no Hospital Curry Cabral, Luís Horta, 60 anos, tem agora no Benfica como principal objetivo a área da formação no âmbito da antidopagem, sendo que o seu raio de ação abrange todos os departamentos: atletas (do futebol de formação, futebol profissional e também todas as modalidades), médicos e até fisioterapeutas ou preparadores físicos. No caso dos jovens, falamos em todos os escalões de formação, com Luís Horta a dividir a sua atenção entre o Seixal – ali está ‘sediado’ o futebol – e o Estádio da Luz, onde são trabalhadas as restantes modalidades.

http://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/benfica/detalhe/novo-departamento-para-antidopagem.html
Por cada LUCÍLIO que cai ... outro na CAPELA se levantará!

https://opolvo.pt/2018/02/13/quem-e-o-beto-o-beto-ajuda-o-benfica-em-varios-processos-judiciais/
Disclaimer: todas as imagens de emails partilhadas têm como fonte primária o mercadodebenficapolvo.wordpress.com, podendo, tal como expresso pelos presumíveis autores, ser falsas, de conteúdos truncados, ou vítimas de desenhos meus de qualidade duvidosa v( ´ ▽ ` )b  (valor acrescentado pro bono)

"If you can survive disappointment, nothing can beat you."

Bankai!! Korose, Kamishini no Yari
 :rotfl: :rotfl: isto não existe! ...  :inde:

Citar
O Benfica tem desde o início deste ano uma nova ramificação dentro do departamento clínico. Esta é exclusivamente dedicada à antidopagem e tem na coordenação Luís Horta, que foi, entre outros, presidente do ADoP (Autoridade Antidopagem de Portugal) entre 2009 e 2014. Ao que Record apurou, não é um simples trabalho de consultoria, assumindo-se a antidopagem como um braço bem definido no universo clínico do emblema da Luz, liderado pelo espanhol Lluís Til.

Clínico no Hospital Curry Cabral, Luís Horta, 60 anos, tem agora no Benfica como principal objetivo a área da formação no âmbito da antidopagem, sendo que o seu raio de ação abrange todos os departamentos: atletas (do futebol de formação, futebol profissional e também todas as modalidades), médicos e até fisioterapeutas ou preparadores físicos. No caso dos jovens, falamos em todos os escalões de formação, com Luís Horta a dividir a sua atenção entre o Seixal – ali está ‘sediado’ o futebol – e o Estádio da Luz, onde são trabalhadas as restantes modalidades.

http://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/benfica/detalhe/novo-departamento-para-antidopagem.html

É tão ridículo que não sei se hei de rir ou de chorar :inde:
"Eles manipulam datas de fundação, números de sócios, números de adeptos, números de campeonatos, capas de jornais, textos, opinadores e comentadores" - Bruno de Carvalho
, m

Off-topic: Quando é que abres o tópico sobre o Rui Pedro Soares? Aquilo está a ficar quente, e acho que era pertinente abri-lo agora! Eheh
 :rotfl: :rotfl: isto não existe! ...  :inde:

Citar
O Benfica tem desde o início deste ano uma nova ramificação dentro do departamento clínico. Esta é exclusivamente dedicada à antidopagem e tem na coordenação Luís Horta, que foi, entre outros, presidente do ADoP (Autoridade Antidopagem de Portugal) entre 2009 e 2014. Ao que Record apurou, não é um simples trabalho de consultoria, assumindo-se a antidopagem como um braço bem definido no universo clínico do emblema da Luz, liderado pelo espanhol Lluís Til.

Clínico no Hospital Curry Cabral, Luís Horta, 60 anos, tem agora no Benfica como principal objetivo a área da formação no âmbito da antidopagem, sendo que o seu raio de ação abrange todos os departamentos: atletas (do futebol de formação, futebol profissional e também todas as modalidades), médicos e até fisioterapeutas ou preparadores físicos. No caso dos jovens, falamos em todos os escalões de formação, com Luís Horta a dividir a sua atenção entre o Seixal – ali está ‘sediado’ o futebol – e o Estádio da Luz, onde são trabalhadas as restantes modalidades.

http://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/benfica/detalhe/novo-departamento-para-antidopagem.html

E ainda no outro dia um jornal fazia manchete que Vieira pagava favores com tachos no Benfica...

Isto é vergonhoso, esta gente não tem um pingo de vergonha na cara, nem quem faz a proposta, nem quem a aceita!
 :rotfl: :rotfl: isto não existe! ...  :inde:

Citar
O Benfica tem desde o início deste ano uma nova ramificação dentro do departamento clínico. Esta é exclusivamente dedicada à antidopagem e tem na coordenação Luís Horta, que foi, entre outros, presidente do ADoP (Autoridade Antidopagem de Portugal) entre 2009 e 2014. Ao que Record apurou, não é um simples trabalho de consultoria, assumindo-se a antidopagem como um braço bem definido no universo clínico do emblema da Luz, liderado pelo espanhol Lluís Til.

Clínico no Hospital Curry Cabral, Luís Horta, 60 anos, tem agora no Benfica como principal objetivo a área da formação no âmbito da antidopagem, sendo que o seu raio de ação abrange todos os departamentos: atletas (do futebol de formação, futebol profissional e também todas as modalidades), médicos e até fisioterapeutas ou preparadores físicos. No caso dos jovens, falamos em todos os escalões de formação, com Luís Horta a dividir a sua atenção entre o Seixal – ali está ‘sediado’ o futebol – e o Estádio da Luz, onde são trabalhadas as restantes modalidades.

http://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/benfica/detalhe/novo-departamento-para-antidopagem.html

É tão ridículo que não sei se hei de rir ou de chorar :inde:

Dez anos á frente.

Portanto vão deixar o ramo de comprar jogos(está muito badalado), para apostarem com mais força na vitamina.
Sobre o Luis Horta, isto em 2013:

http://misticaazulebranca.blogspot.pt/2013/01/luis-horta-um-hipocrita-solta.html

Concordando com as explicações que o senhor referiu, fico agora a aguardar resposta para umas perguntas muito simples que lhe vou colocar.

A primeira sobre a tabela de controlos antidopagem publicada no site do IDESPORTO referente à 1ª volta da Liga Sagres. Pelo regulamento o clube que vai em primeiro lugar na classificação deverá ser mais vezes controlado. No entanto verifica-se que o Benfica até 2 de Janeiro de 2013, apenas o havia sido feito por 1 vez em competição. Faz-me confusão como é que o primeiro classificado foi controlado 1 única vez em 15 jogos e, por exemplo o Rio Ave e o Braga, foram controlados 5 vezes! Agora que o nosso clube voltou ao lugar que lhe pertence, vão ver como “eles” vão aparecer por cá.

Já são anos a cheirar à m**** sempre que se fala do Benfica e a justiça nada faz e nada vai fazer.

Notícias de casos de droga, tráfico de influências, emails para martelar notas a árbitros e nada se passa.

Já são anos desta m****.
Vão continuar a dizer que é tudo uma cabala contra o benfica?

Num país desenvolvido (Portugal é, mas só de nome) onde já não andava o benfica.
Querem ver que as constantes deslocações da PJ ao enfique não são para investigar nada! Afinal estão a mudar as instalações para dentro do enfique, uma nova ramificação do departamento juridico do enfique! O Juiz já tinham, faltava realmente a PJ, faz sentido  :think:
« Última modificação: Fevereiro 13, 2018, 13:53 pm por tpedro »
Por cada LUCÍLIO que cai ... outro na CAPELA se levantará!
Querem ver que as constantes deslocações da PJ não são para investigar nada! Afinal estão a mudar as instalações para dentro do enfique, uma nova ramificação do departamento juridico do enfique! O Juiz já tinham, faltava realmente a PJ, faz sentido  :think:

O pior é que não era apenas um juíz (Rangel). Há tb o juíz lírico, que queria fazer um filme. E Tudo indica que o tal de B. é outro, e teve um papel na FPF - ou pelo menos o FOliveira/Xicão, que não é um qualquer ao contrário do que a linguagem induzia, dá indicações disso.
Mas sim, a PJ devia mudar-se para a Luz, poupavam tempo e dinheiro.
Disclaimer: todas as imagens de emails partilhadas têm como fonte primária o mercadodebenficapolvo.wordpress.com, podendo, tal como expresso pelos presumíveis autores, ser falsas, de conteúdos truncados, ou vítimas de desenhos meus de qualidade duvidosa v( ´ ▽ ` )b  (valor acrescentado pro bono)

"If you can survive disappointment, nothing can beat you."

Bankai!! Korose, Kamishini no Yari
 :rotfl: :rotfl: isto não existe! ...  :inde:

Citar
O Benfica tem desde o início deste ano uma nova ramificação dentro do departamento clínico. Esta é exclusivamente dedicada à antidopagem e tem na coordenação Luís Horta, que foi, entre outros, presidente do ADoP (Autoridade Antidopagem de Portugal) entre 2009 e 2014. Ao que Record apurou, não é um simples trabalho de consultoria, assumindo-se a antidopagem como um braço bem definido no universo clínico do emblema da Luz, liderado pelo espanhol Lluís Til.

Clínico no Hospital Curry Cabral, Luís Horta, 60 anos, tem agora no Benfica como principal objetivo a área da formação no âmbito da antidopagem, sendo que o seu raio de ação abrange todos os departamentos: atletas (do futebol de formação, futebol profissional e também todas as modalidades), médicos e até fisioterapeutas ou preparadores físicos. No caso dos jovens, falamos em todos os escalões de formação, com Luís Horta a dividir a sua atenção entre o Seixal – ali está ‘sediado’ o futebol – e o Estádio da Luz, onde são trabalhadas as restantes modalidades.

http://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/benfica/detalhe/novo-departamento-para-antidopagem.html

A coisa é simples , estão a tentar dobrar a autoridade anti-dopagem nacional.

Com uma secção própria de anti-dopagem estão a dizer à propria autoridade , vocês não precisam de nos controlar , já nos controlamos a nós proprios.

E tambem o objectivo deve ser não serem surpreendidos por qualquer controlo surpresa e continuar a saber dos controlos por antecipação , para quem até sabe de antemão dos controlos da UEFA , os nacionais serão "peanuts".

É aqui que entra o Luís Horta terá grandes conhecimentos na ADOP , aliás foi lá o presidente , mais uma vez o trafico de influências em acção , para saber algo antecipadamente e tambem para haver logo controlo de danos de algo que possa saír cá para fora.
« Última modificação: Fevereiro 13, 2018, 14:21 pm por Green Lion 1906 »
Jesus a continuar , sem o Patrício , não dura até ao Natal
 :rotfl: :rotfl: isto não existe! ...  :inde:

Citar
O Benfica tem desde o início deste ano uma nova ramificação dentro do departamento clínico. Esta é exclusivamente dedicada à antidopagem e tem na coordenação Luís Horta, que foi, entre outros, presidente do ADoP (Autoridade Antidopagem de Portugal) entre 2009 e 2014. Ao que Record apurou, não é um simples trabalho de consultoria, assumindo-se a antidopagem como um braço bem definido no universo clínico do emblema da Luz, liderado pelo espanhol Lluís Til.

Clínico no Hospital Curry Cabral, Luís Horta, 60 anos, tem agora no Benfica como principal objetivo a área da formação no âmbito da antidopagem, sendo que o seu raio de ação abrange todos os departamentos: atletas (do futebol de formação, futebol profissional e também todas as modalidades), médicos e até fisioterapeutas ou preparadores físicos. No caso dos jovens, falamos em todos os escalões de formação, com Luís Horta a dividir a sua atenção entre o Seixal – ali está ‘sediado’ o futebol – e o Estádio da Luz, onde são trabalhadas as restantes modalidades.

http://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/benfica/detalhe/novo-departamento-para-antidopagem.html

A coisa é simples , estão a tentar dobrar a autoridade anti-dopagem nacional.

Com uma secção própria de anti-dopagem estão a dizer à propria autoridade , vocês não precisam de nos controlar , já nos controlamos a nós proprios.

E tambem o objectivo deve ser não serem surpreendidos por qualquer controlo surpresa e continuar a saber dos controlos por antecipação , para quem até sabe dos controlos da UEFA , os nacionais são "peanuts".

É aqui que entra o Luís Horta terá grandes conhecimentos na ADOP , aliás foi lá o presidente , mais uma vez o trafico de influências em acção , para saber algo antecipadamente e tambem para haver logo controlo de danos de algo que possa saír cá para fora.

Certíssimo. Mas não é nada supreendente, ou caso para se dizer "até nisto". É um modus operandi, da cabecinha do "primeiro ministro".
Disclaimer: todas as imagens de emails partilhadas têm como fonte primária o mercadodebenficapolvo.wordpress.com, podendo, tal como expresso pelos presumíveis autores, ser falsas, de conteúdos truncados, ou vítimas de desenhos meus de qualidade duvidosa v( ´ ▽ ` )b  (valor acrescentado pro bono)

"If you can survive disappointment, nothing can beat you."

Bankai!! Korose, Kamishini no Yari
 :rotfl: :rotfl: isto não existe! ...  :inde:

Citar
O Benfica tem desde o início deste ano uma nova ramificação dentro do departamento clínico. Esta é exclusivamente dedicada à antidopagem e tem na coordenação Luís Horta, que foi, entre outros, presidente do ADoP (Autoridade Antidopagem de Portugal) entre 2009 e 2014. Ao que Record apurou, não é um simples trabalho de consultoria, assumindo-se a antidopagem como um braço bem definido no universo clínico do emblema da Luz, liderado pelo espanhol Lluís Til.

Clínico no Hospital Curry Cabral, Luís Horta, 60 anos, tem agora no Benfica como principal objetivo a área da formação no âmbito da antidopagem, sendo que o seu raio de ação abrange todos os departamentos: atletas (do futebol de formação, futebol profissional e também todas as modalidades), médicos e até fisioterapeutas ou preparadores físicos. No caso dos jovens, falamos em todos os escalões de formação, com Luís Horta a dividir a sua atenção entre o Seixal – ali está ‘sediado’ o futebol – e o Estádio da Luz, onde são trabalhadas as restantes modalidades.

http://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/benfica/detalhe/novo-departamento-para-antidopagem.html

A coisa é simples , estão a tentar dobrar a autoridade anti-dopagem nacional.

Com uma secção própria de anti-dopagem estão a dizer à propria autoridade , vocês não precisam de nos controlar , já nos controlamos a nós proprios.

E tambem o objectivo deve ser não serem surpreendidos por qualquer controlo surpresa e continuar a saber dos controlos por antecipação , para quem até sabe de antremão dos controlos da UEFA , os nacionais serão "peanuts".

É aqui que entra o Luís Horta terá grandes conhecimentos na ADOP , aliás foi lá o presidente , mais uma vez o trafico de influências em acção , para saber algo antecipadamente e tambem para haver logo controlo de danos de algo que possa saír cá para fora.

10 Anos à frente!

Para quando o parlamento dentro do enfique? Tipo uma ramificação da governação enfiquista! Até os primeiros ministros se confundem!

Por cada LUCÍLIO que cai ... outro na CAPELA se levantará!
Citar
«O dr. Nuno Salpico, além de um juiz de mão cheia, tem sido particularmente atencioso com os advogados do Benfica»

No meio de tantos pedidos, Nuno Salpico, juiz de direito, que tinha julgado um processo cível dos encarnados, surge a pedir um patrocínio para um filme sobre D. Nuno Alvares Pereira, o Santo Condestável…

Não só nas bilheteiras do Estádio da Luz há uma corrida aos bilhetes sempre que o Benfica joga em casa. Nas caixas de correio de alguns responsáveis também se assiste a um corropio de pedidos e ofertas: um lugar para Júlio Loureiro, funcionário judicial, bilhetes para o Serviço de Finanças de Lisboa (5) e até Rita Abreu Lima, chefe de gabinete do ex-ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, avançou com a clássica “cunha” para uns lugares. No meio de tantos pedidos, Nuno Salpico, juiz de direito, que tinha julgado um processo cível dos encarnados, surge a pedir um patrocínio para um filme sobre D. Nuno Alvares Pereira, o Santo Condestável.

Os emails já tornados públicos no blog “mercadodebenficapolvo.wordpress.com” revelam que, em setembro de 2010, Pedro Garcia Correia, advogado da sociedade “Correia, Seara, Caldas, Associados” (CSCA), envia um primeiro mail ao juiz, afirmando que a falta de comunicação até à data “não significa esquecimento da sua solicitação”. Nesse ano, recorde-se, Nuno Salpico era o juiz titular de um processo cível que opunha o Benfica à Britalar, empresa do presidente do Sp. Braga, António Salvador, caso que acabou com um acordo extra-judicial. No mesmo mail, o advogado do escritório que tem representado o SLB em alguns processos referiu ao juiz que pretenderia abordar “pessoalmente” Luis Filipe Vieira sobre as “questões” colocadas pelo juiz.

E que “questões” eram essas? Tudo se tratava, como se percebe de uma comunicação de 13 de Setembro de 2010 do juiz para o advogado, de um patrocínio do Benfica a um filme do “Condestável Nuno Álvares Pereira”. ” O argumento conta no seu elenco de 131 cenas com uma cena dedicada a uma singela partida de futebol no Verão de 1385, escassas horas antes da Batalha de Aljubarrota, onde estará, quem sabe, a génese de um Benfica grande (sonhando na noite dos tempos), jogado pelas gentes do povo de Lisboa (paralelismo que sairá reforçado, acaso seja possível a participação dos craques do Benfica no jogo filmado)”, argumentou o juiz.

Os emails foram reencaminhados para um dos sócios da CSCA, José Luís Seixas, que há pouco tempo representou Luís Filipe Vieira nas buscas realizadas à sua casa no âmbito da Operação Lex. A 14 de Setembro de 2010, o advogado fez chegar o pedido a Paulo Gonçalves, assessor jurídico da SAD do Benfica, com o seguinte comentário: “O dr. Nuno Salpico, além de um juiz de mão cheia, tem sido particularmente atencioso com os advogados do Benfica. Além disso, o Santo Condestável merece tudo”.

No meio de tantos pedidos, Nuno Salpico, juiz de direito, que tinha julgado um processo cível dos encarnados, surge a pedir um patrocínio para um filme sobre D. Nuno Alvares Pereira, o Santo Condestável…

Não só nas bilheteiras do Estádio da Luz há uma corrida aos bilhetes sempre que o Benfica joga em casa. Nas caixas de correio de alguns responsáveis também se assiste a um corropio de pedidos e ofertas: um lugar para Júlio Loureiro, funcionário judicial, bilhetes para o Serviço de Finanças de Lisboa (5) e até Rita Abreu Lima, chefe de gabinete do ex-ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, avançou com a clássica “cunha” para uns lugares. No meio de tantos pedidos, Nuno Salpico, juiz de direito, que tinha julgado um processo cível dos encarnados, surge a pedir um patrocínio para um filme sobre D. Nuno Alvares Pereira, o Santo Condestável.

Os emails já tornados públicos no blog “mercadodebenficapolvo.wordpress.com” revelam que, em setembro de 2010, Pedro Garcia Correia, advogado da sociedade “Correia, Seara, Caldas, Associados” (CSCA), envia um primeiro mail ao juiz, afirmando que a falta de comunicação até à data “não significa esquecimento da sua solicitação”. Nesse ano, recorde-se, Nuno Salpico era o juiz titular de um processo cível que opunha o Benfica à Britalar, empresa do presidente do Sp. Braga, António Salvador, caso que acabou com um acordo extra-judicial. No mesmo mail, o advogado do escritório que tem representado o SLB em alguns processos referiu ao juiz que pretenderia abordar “pessoalmente” Luis Filipe Vieira sobre as “questões” colocadas pelo juiz.

E que “questões” eram essas? Tudo se tratava, como se percebe de uma comunicação de 13 de Setembro de 2010 do juiz para o advogado, de um patrocínio do Benfica a um filme do “Condestável Nuno Álvares Pereira”. ” O argumento conta no seu elenco de 131 cenas com uma cena dedicada a uma singela partida de futebol no Verão de 1385, escassas horas antes da Batalha de Aljubarrota, onde estará, quem sabe, a génese de um Benfica grande (sonhando na noite dos tempos), jogado pelas gentes do povo de Lisboa (paralelismo que sairá reforçado, acaso seja possível a participação dos craques do Benfica no jogo filmado)”, argumentou o juiz.

Os emails foram reencaminhados para um dos sócios da CSCA, José Luís Seixas, que há pouco tempo representou Luís Filipe Vieira nas buscas realizadas à sua casa no âmbito da Operação Lex. A 14 de Setembro de 2010, o advogado fez chegar o pedido a Paulo Gonçalves, assessor jurídico da SAD do Benfica, com o seguinte comentário: “O dr. Nuno Salpico, além de um juiz de mão cheia, tem sido particularmente atencioso com os advogados do Benfica. Além disso, o Santo Condestável merece tudo”.


A Tasca do Cherba
 :rotfl: :rotfl: isto não existe! ...  :inde:

Citar
O Benfica tem desde o início deste ano uma nova ramificação dentro do departamento clínico. Esta é exclusivamente dedicada à antidopagem e tem na coordenação Luís Horta, que foi, entre outros, presidente do ADoP (Autoridade Antidopagem de Portugal) entre 2009 e 2014. Ao que Record apurou, não é um simples trabalho de consultoria, assumindo-se a antidopagem como um braço bem definido no universo clínico do emblema da Luz, liderado pelo espanhol Lluís Til.

Clínico no Hospital Curry Cabral, Luís Horta, 60 anos, tem agora no Benfica como principal objetivo a área da formação no âmbito da antidopagem, sendo que o seu raio de ação abrange todos os departamentos: atletas (do futebol de formação, futebol profissional e também todas as modalidades), médicos e até fisioterapeutas ou preparadores físicos. No caso dos jovens, falamos em todos os escalões de formação, com Luís Horta a dividir a sua atenção entre o Seixal – ali está ‘sediado’ o futebol – e o Estádio da Luz, onde são trabalhadas as restantes modalidades.

http://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/benfica/detalhe/novo-departamento-para-antidopagem.html

A coisa é simples , estão a tentar dobrar a autoridade anti-dopagem nacional.

Com uma secção própria de anti-dopagem estão a dizer à propria autoridade , vocês não precisam de nos controlar , já nos controlamos a nós proprios.

E tambem o objectivo deve ser não serem surpreendidos por qualquer controlo surpresa e continuar a saber dos controlos por antecipação , para quem até sabe de antremão dos controlos da UEFA , os nacionais serão "peanuts".

É aqui que entra o Luís Horta terá grandes conhecimentos na ADOP , aliás foi lá o presidente , mais uma vez o trafico de influências em acção , para saber algo antecipadamente e tambem para haver logo controlo de danos de algo que possa saír cá para fora.

Estão nada a tentar dobrar a ADOP, (aos anos que já estão dobrados, de 4 diria). Existem indícios é que colaboram com a ADOP há anos, é só mais um braço do polvo, que açambarcou polícia, tribunais, media, políticos e a FPF.
Essa notícia do record, é uma resposta aos crescentes indícios que ligam o benfica ao uso de doping, com conivência da ADOP e da FPF, que inclusive passa informações sigilosas ao benfica, relativas aos controlos praticados pela uefa. O que o record fez, foi apenas servir mais um gelado aos adeptos de um clube que não deve ter ganho nada na última década e meia, sem recurso ao crime, seja ele civil, ou desportivo.

Basta recordar o que aconteceu há umas épocas atrás, com controlos na academia horas antes de um derbie, e até chegaram a fazer o mesmo no olival. Ou recordar os recentes emails com os valores das análises aos jogadores do benfica.

https://www.dn.pt/desporto/sporting/interior/leoes-revoltados-com-controlo-antidoping-5550938.html
« Última modificação: Fevereiro 13, 2018, 14:19 pm por Bit06 »
Não estás errado. Mas é uma forma de dobrarem a adop no caso de existirem movimentos internos para reagirem às notícias que têm vindo a público relativas a doping. Difícil agora que alguém lá dentro tente algo. Daí que, mais não é do que um típico modus operandi, que se encaixa perfeitamente por ex. no "recrutamento" de Rangel por parte de Vieira.
Disclaimer: todas as imagens de emails partilhadas têm como fonte primária o mercadodebenficapolvo.wordpress.com, podendo, tal como expresso pelos presumíveis autores, ser falsas, de conteúdos truncados, ou vítimas de desenhos meus de qualidade duvidosa v( ´ ▽ ` )b  (valor acrescentado pro bono)

"If you can survive disappointment, nothing can beat you."

Bankai!! Korose, Kamishini no Yari