Ser diferente.

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Multiplicam-se as críticas a Bruno de Carvalho e ao rosto da comunicação do Sporting, Nuno Saraiva, por aquilo que se entende ser uma postura conflituosa, sem nível e incoerente com a dignidade das posições que ocupam.

O actual desporto de eleição em Portugal, que é fazer do presidente do Sporting saco de pancada e a razão de todos os males do futebol português, ganhou com os incidentes do pós jogo com o Arouca uma nova dimensão, a do surrealismo, onde uma fantasiosa cuspidela virou uma obsessão mediática e tema de discussão durante horas a fio.

Sem qualquer respeito pelo dever da imparcialidade e sentido de justiça e cavalgando na onda dos interesses comerciais e não haja dúvidas que diabolizar Bruno de Carvalho vende, os profissionais de comunicação deliberadamente omitem factos e esses factos mostram que o anti Cristo do futebol em Portugal não tentou agredir, não agrediu, não chamou o seu staff gritando como um possesso general que arregimenta os seus soldados para o ataque ao inimigo.

Mais. Omite-se que um responsável do Arouca faz declarações mentirosas e desavergonhadas sobre comportamento de terceiros, que certamente merecerão ou deveriam merecer processos disciplinares na sede da Liga e judiciais nos tribunais civis.

Toda esta discussão à volta das imagens do túnel de Alvalade, desmascararam, não que fosse preciso, o actual estado do futebol português.

Debitam-se moralismos, como se o nosso futebol fosse um meio impoluto, sem episódios de corrupção provados e só absolvidos por questões formais, sem jogos de poder, compadrios e ligações obscuras, sem históricos de verdadeiros incentivos à violência, tentada ou praticada.

Hoje em dia, o futebol em Portugal cora de vergonha porque no Sporting se chamam canalhas aos canalhas, mesquinhos aos mesquinhos, imbecis aos imbecis.

A sensibilidade destes senhores, que vivem do que o futebol tem para vender e mergulhados até ao pescoço do pântano  de interesses desta actividade e conhecedores de presidentes de clube condenados em processos civis, presidentes que invadem em directo um estúdio de televisão porque não gostaram das críticas de que eram alvo, presidentes que insultam jornalistas em directo, presidentes acusados de agressões e insultos à porta de uma instituição bancária, está ferida porque Bruno de Carvalho fala em búfalos e rebanho de ovelhas.

No Sporting, há quem se bata pelo velho "ser diferente".

Se os pontas de lança dos rivais nos mais variados meios de comunicação mentem, de forma concertada, sobre questões internas do clube, sobre a sua reestruturação financeira, sobre relações entre os seus profissionais, sobre o espírito democrático e liberdade de expressão em sede de Assembleias Gerais, mentiras que nos dias de hoje e face à instantânea proliferação e partilha virtual nas variadas redes sociais, rapidamente e por muito repetidas, se tornam numa verdade," não devemos baixar o nível", "nem abdicar dos valores sportinguistas de elevação e saber estar".

Eu não concordo nem subscrevo, mais na forma, com muito do que o Sporting tem feito em termos de comunicação.  Por várias vezes tenho a sensação de tiros indiscriminados que pontualmente sinto como destino os próprios pés.

Mas gosto bem menos do abuso de poder, mediático e social, que tem como alvo o Sporting de Bruno de Carvalho, que dá a cara por aquilo que entende serem os interesses do clube, bem ou mal, frente a uma campanha mal dissimulada ou com patrocínio hipócrita de Vieira, que pede aos seus para não falarem dos outros, ou com a liderança que os seus não respeitam, que nem um herói nacional como Rui Patrício, profissional de comportamento irrepreensível, é poupado nos canais de comunicação oficiais do rival por um dos seus directores.

Considero que a crítica interna tem todo o cabimento e que os Sportinguistas devem estar atentos à postura e actos de quem dirige o clube e que há matéria para melhorar, corrigir e até para manifestar discordância e desgosto.

Mas "ser diferente" não pode significar isolar o comportamento dos dirigentes do Sporting do contexto que os rodeia e muito menos desvalorizar e mesmo ignorar acções alheias que visam apequenar o clube de forma intencional e para proveito de interesses que não os do Sporting.

Esse tempo acabou. Espero que definitivamente.
Tal e qual.
Assertivo, como sempre.  :mais:
 :mais: Subscrevo na integra !
Excelente texto Lion...subscrevo.
SPORTING ATÉ MORRER
Algo que me faz confusão é dizerem (rui santos e afins) que o BdC também tem de ser castigado!!! Porquê? Qual é o motivo para o castigar? Ter a mão no bolso? Ter um cigarro eletrônico na mão? Ter perguntado "o que é" em sua casa?
Por ti contra tudo e todos!
Sporting Clube de Portugal, muitos anos de história, um futuro de glória! Leões partimos para a conquista! 
"Vou dizer pela primera vez,e podem rever as minhas palavras no passado.Digo aqui pela primeira vez que vamos ser campeões no próximo mandato.E mais que uma vez ! Não é sermos candidatos,é vamos ser campeões "
Grande post @Lion73, há muito tempo que deves ter percebido tu e todos que comigo o ser diferente não faz qualquer sentido, eu não quero ser diferente, quero ser igual, quero igualdade, quero justiça, quero honestidade, quero verdade, quero lutar por um campeonato limpo com gente limpa e estou ao lado do clube para ajudar nessa limpeza seja de que forma for.

O nosso clube sofre com toda a sujidade há muitos anos, o ser diferente para pior ou para manso que foi o que fomos muitos anos, quase acabou connosco, não fosse o Presidente não ter Medo e éramos um clube acabado.

Hoje, finalmente temos um Presidente sem Medo, que mesmo assim tem que lutar contra alguns dos diferentes, mas se nos mantivermos a seu lado podemos fazer a diferença, mas uma diferença justa, honesta que é isso a única coisa que peço, verdade que está arredada do desporto em Portugal há muitos anos.

Obrigado @Lion73:clap: :clap: :clap:

 
23-03-2013 A noite mais feliz da minha vida como Sportinguista.
A partir de agora mandamos nós e o Sporting terá o seu caminho novamente, quero vos agradecer a todos e dizer claramente para que toda a gente oiça:
Viva o Sporting Clube de Portugal! É nosso outra vez!
Palavras do Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho. Bem haja Presidente!
Excelente post :clap:
Assertivo, frontal e claro.

Permitam-me destacar esta parte que considero absolutamente essencial e que deve ser repetida até a exaustão para que alguns deixem de comer gelados com a testa...

Debitam-se moralismos, como se o nosso futebol fosse um meio impoluto, sem episódios de corrupção provados e só absolvidos por questões formais, sem jogos de poder, compadrios e ligações obscuras, sem históricos de verdadeiros incentivos à violência, tentada ou praticada.

Hoje em dia, o futebol em Portugal cora de vergonha porque no Sporting se chamam canalhas aos canalhas, mesquinhos aos mesquinhos, imbecis aos imbecis.

A sensibilidade destes senhores, que vivem do que o futebol tem para vender e mergulhados até ao pescoço do pântano  de interesses desta actividade e conhecedores de presidentes de clube condenados em processos civis, presidentes que invadem em directo um estúdio de televisão porque não gostaram das críticas de que eram alvo, presidentes que insultam jornalistas em directo, presidentes acusados de agressões e insultos à porta de uma instituição bancária, está ferida porque Bruno de Carvalho fala em búfalos e rebanho de ovelhas
.


SPORTING SEMPRE  :mais: :mais: :mais:
QUE O LEÃO VOLTE A RUGIR MAIS ALTO QUE NUNCA
«Já vi o suficiente deste JJ e já lhe tirei as medidas. Com ele, o Sporting não vai a lado nenhum»

@SCP Always in forumscp 22-08-17
 :mais: Muito bom,  @Lion73 . Disseste tudo !
0 Ídolos ! O nome na frente da camisola é infinitamente mais importante que o detrás ! Um verdadeiro leão só baixa a cabeça para beijar o símbolo que traz ao peito !