Mensagens recentes

Páginas: 1 2 3 ... 10 Próxima »
1
O Abdulrahman não foi proibido de sair do país para jogar noutro clube de tão bem que jogava?  :mrgreen:
2
Conversas de Café / Re: Teorias da Conspiração... Ou não!
« Última mensagem por M em Hoje às 20:51 »
   Que farsa. Há pessoas que pensam que dão a volta ao texto porque lhes é mais conveniente, mas ficou aqui provado que ir à Lua nos dias de hoje é muito mais impraticável do vocês diziam. Palavras de Don Pettit, o tal astronauta da NASA que quase passava despercebido no meio de tanto ruído.

Pára de mentir! O nosso argumento nunca foi que hoje em dia ir à Lua é fácil. Eu NUNCA disse isso.
Tu vieste originalmente com a frase "Felizmente ir à Lua não é o mesmo que ir ao fundo do Oceano... :lol:".
Eu presumi que o teu argumento era "Nós nem conseguimos ir ao fundo do Oceano, como é que a NASA foi à Lua?". Se estou errado nessa minha interpretação da tua frase, por favor corrige-me, e diz qual era o seu objectivo original.
Depois passámos um dia a tentar explicar-te porque é não, não é o mesmo. Ao que a conversa se transformou num "é mais fácil ir à Lua ou ao fundo do Oceano", porque simplesmente nem eu, nem os outros que comentaram sabíamos que alguém já tinha ido ao fundo do Oceano. E noto, nunca ninguém estava a falar se era mais impraticável nos dias de hoje
ou não, simplesmente se os desafios de um eram ou necessariamente mais difíceis do que os do outro. (já agora, argumento de que é mais impraticável ir à Lua do que ao fundo do Oceano nos dias de hoje, porque para um o submarino já está construído, e para o outros os foguetões e quejandos não, é o mesmo que eu dizer que é mais fácil fazer 50km a pé do que de carro, porque eu não tenho carro).

Mas agora estás a tentar passar a mensagem de que o foco da discussão era se era mais fácil ir à Lua ou ir ao fundo do Oceano, mas NÃO, NUNCA FOI! O foco sempre foi: há ou não provas de que a NASA não foi à Lua.

E isso, continuas a não apresentar nada de conclusivo...
3
Futebol de Outras Equipas e Selecções / Re: Futebol Inglês - Parte II
« Última mensagem por Chown em Hoje às 20:49 »
 O West Ham ataca, ataca e ataca (cruzamentos). Mas quem marca é o Brighton & Hove Albion, dois já.

 Muito golo do Jose Izquierdo. Remate em arco, vindo do lado esquerdo para dentro.
4
Jogos e Jogadores / Re: Daniel Podence
« Última mensagem por scanferr em Hoje às 20:48 »
O factual é que o Podence merece mais e "melhores" oportunidades.

Não é jogador só para andar a dar show contra os Oleiros desta vida.
Porque é a mandar indirectas em posts do FB que se resolve alguma coisa.
5
Conversas de Café / Re: Liberta o poeta que há em ti
« Última mensagem por Maranhão em Hoje às 20:48 »
"Olhares desapercebidos"

Dizem os entendidos, escritores, com muita calma,
que os olhos "São como o espelho da alma",
Transparecem o mais profundo dos sentidos,
Enxergam algo que não "vemos" despercebidos.

Quem nunca, só de cruzar o olhar,
Sentiu algo, que "não se estava a passar"?
A sensação miúda de que há algo a escapar,
Como a agua que jorra, duma fonte sem parar?

Encontrei-te, "perdida" na noite ontem,
Tomavas um café, e bebia-lo como alguém,
Que está ali, presente, mas com o pensamento além?
Pensas em quê? Alguma coisa que te incomoda, ou alguém?

De repente voltas a estar aqui, a minha frente.
Olho-te, tens o olhos aguados, e levantas-te de repente.
Vamos dar uma volta pergunto-te seguindo-te levemente.
Não respondes, pois a resposta já a tenho certamente.

Pagamos e saímos do café, em silêncio, quentinhos
Chego me a ti, e caminhamos a sós, certinhos.
Reparo numa lágrima, que te cai pela face,
E penso que deve ter sido, apenas algo de relance.

Abrandas o passo, e sem proferires uma palavra, de repente
Sentas-te num banco, Cabisbaixa, com o olhar condizente,
Deixas cair mais uma lágrima, pelo teu belo e rosado rosto,
Que se passa amiga, conta-me a razão do teu desgosto.

E tu, envergonhadamente, limpas a face, com rapidez,
"Não é nada , lá estás tu com as tuas coisas outra vez!"
Não te feches sobre essa magoa e conta-me, penso eu,
Deita cá para fora a dor que te tolda esse coração teu.

Ficamos sentados em silencio, por breves momentos,
A rua vazia e fria, e sem que hajam quaisquer movimentos.
Chegaste a mim, e começas a chorar intensamente,
as lágrimas Escorrem por ti, comigo a abraçar-te, impotente.

Acalmas-te, com o tempo, quanto foi não sei, mas algo me diz,
"Fui a minha pergunta que te incomodou, ou algo que fiz?"
Enxugo-te as lágrimas, com a minha mão e um sorriso envergonhado,
E perguntas-me tu, num tom irritado," De que te ris seu desalmado?!".

"Eu faço-o, não por gozo, mas por compaixão..."
Ficas-te impavida, com as bochechas num rosadão
 e os Teus olhos que tão de pressa mostraram Ira,
Ao acalmarem-se, mostram-me logo a tua mentira.

"Vais falar, ou queres ficar aqui assim mais um pouquinho?"
"Eu espero, se precisares, posso ficar mais um tempinho"
Encostas a tua cabeça no meu ombro, do alto do teu metro e meio,
"Não te vás já, fica mais um pouco seu feio!"

Afago-te a cabeça, e beijo-te a testa,
"Acalma-te, conta-me o que é essa "besta"."
"Besta, mas qual besta?" refutavas a desviar a conversa.
"Tu sabes do que falo" digo eu muito depressa.

E a Leoa que aparecera a minha frente,
Virou cordeirinho tão depressa,
e voltando a olhar o chão, tristemente,
"Sinto me só, sabes..."- confessa.

"Mas estamos os dois aqui, não estás só!"
"Eu sei, mas sinto me nada, sinto-me pó!"
Abracei-te encarecidamente,
a lágrimas voltaram repentinamente.

Não sabia o que se passava, e calei-me por momentos,
que faço eu, para te acabar com os lamentos?
Voltas-te a recompor-te, e com os teus olhos ternurentos,
Olhas me e dizes "Vamos embora...", como que a esconder esses teus ferimentos.

Sinto a tua dor, mas respeito o teu espaço,
"Vem comigo, vou te levar a um lado"
Juntos, recolhes o lenço e amarraste-me o braço.
"Onde me levas tu?" - murmurando- "Desgraçado".

Caminhamos, numa noite sem vento,
Fria, mas sob um Luar calorento.
Observamos o mar, os dois,  e a praia vazia,
Encostas-te mais, com frio, mas eu sentia.

Sentia te mais calma, mais em paz.
Andamos mais um pouco, até um rochedos
Sento-me e digo, "Anda vou-te mostrar uns segredos"
Sentas-te ao meu lado, e encostas-te o mais que és capaz.

"Quando me sinto assim, e não quero falar...
Venho para aqui, reflectir, pensar."
Tu olhavas-me, enquanto falo, atentamente
"E vens sozinho?" perguntas-me repentinamente.

"Sim, mas porquê tanta curiosidade, de repente?"
"Por Nada" dizes, olhando-me estranhamente.
"Aqui deixo tudo aquilo que me incomoda diariamente...
Por ser um sitio a esta hora calmo, apazigua o coração e a mente"

Tu olhavas o mar enquanto falava, e os teus olhos perdiam-se no horizonte,
"Não sabia dessa tua faceta, seu feioso" dizias tu mais alegremente,
"Ninguém sabe tudo sobre o outro, nem nós próprios, sobre nós.
 Temos de ir descobrindo, com ajuda ou, como nós estamos agora, sós".

Tu ao ouvires-me, deixavas-te ir com a corrente, com o barulho do mar.
Esse som, misturado com a maresia, ajudaram-te a acalmar.
Os teus Olhos mostravam-se agora serenos,
"Deixa de ser lamechas" dizias tu, enquanto entrelaçávamos os dedos.

"Tens as mãos frias..." -resmungavas baixinho
"Mãos frias, coração quente!"- disse-te encarecidamente
E abraçando-te, ali ficamos calados mais um bocadinho.
Olhas-te me, serena e disseste calmamente.

"Isto nem é tão mau quanto pensava?"
"Ui?!Como assim?" ria-me enquanto te questionava.
Ao que respondes calmamente, "Sabes é dificil explicar."
O quê, esse de repente, teu acalmar?"

"Sim, é estranho..."- respondias-me timidamente.
"Já não me sinto só, nem triste de repente"
"Fez-me bem trazeres-me aqui, quando voltamos novamente?".
Ao que te respondo, "Só tu o saberás, futuramente".

Esboças-te um sorriso, olhaste-me fixamente
Procurava um razão para tal interesse de repente.
"Como Sabias que era disto que precisava?"
Inquiriste-me sem ressalva.

Olhando para ti, respondi-te calmamente,
"Aquilo que escondes de toda a gente...
Quem os procura encontra-os facilmente"
Porque os olhos demonstram o que o coração sente".

Basta-me olhar para ti, atentamente.
E fixando o nosso olhar, aproximei-me timidamente,
Deixando com que os nossos lábios se toquem,
E beijamos nos, devagar com receio do que os nossos corações sentem.

E quando nos olhamos, rimo-nos um para o outro silenciosamente.
Porque o que o que o coração e a alma sentem,
Fogem a todos, mas não a nós certamente,
porque amavamo-nos, com os olhos, desapercebidamente...


6
Jogos e Jogadores / Re: Daniel Podence
« Última mensagem por Lion06 em Hoje às 20:45 »
O factual é que o Podence merece mais e "melhores" oportunidades.

Não é jogador só para andar a dar show contra os Oleiros desta vida.
7
Nem os dele nem de tantos que vieram do mesmo campeonato e fracassaram na Europa.
Isso depende sempre do trabalho e adaptação tática, se forem todos como o Taarabt ou o Alan Ruiz é para esquecer mas do Nacional sempre quis ver cá o Aly Ghazal e o Gomaa, era termos sacado os dois na altura e teríamos duas opções interessantes para o plantel.

Enviado do meu SM-J320F através de Tapatalk

Depende... Quantos jogadores vindos do Egipto recentemente para a Europa vingaram? Lembro-me de dois. Sendo optimista. Curiosamente com trajectos semelhantes.

No Egipto brinca-se coma bola. Nem sempre foi assim, mas agora é. Os jogadores só pensam em driblar tudo o que aparece pela frente. É disso que o público gosta. Os que o fazem têm perfil de super-estrela e gostam disso. O Gomaa assenta nisso que nem uma luva. Tal como o Mahmoud "Trezeguet" Hassan, o Kahraba, o Elmohamady ou o melhor desses todos, o Ramadan Sobhi. O Gomaa perto do Trezeguet, do Kahraba ou (principalmente) do Sobhi, é um menino.

Todos falharam.
Melhor que esses todos na minha opinião (e que não é egípcio) na arte de brincar com a bola é o Omar Abdulrahman. Em relação ao Gomaa se tivesse num contexto mais competitivo podia ir bem longe porque até no Nacional mostrou coisas interessantes, era só perder esse vício de fintar tudo e ganhar mais noções táticas.

Enviado do meu SM-J320F através de Tapatalk

 :xock: Que grande jogador!!


Esse mesmo! O primeiro vídeo que vi dele foi do ScoutNation (tem dois, refiro-me ao Review de 2015/2016), assim que ele pega na bola a meio do jogo e a mete atrás no pescoço sem mais nem menos fiquei todo maluco ahahahah 😂 epah mas gostava de o ter nem que fosse por um jogo só para ver os malabarismos dele, um gajo também paga bilhete por esse espectáculo!

Edit: Aqui tens!  :mrgreen:

Enviado do meu SM-J320F através de Tapatalk

8
Modalidades do Sporting / Re: Andebol - 2017/2018
« Última mensagem por Ferrari em Hoje às 20:45 »
Estive a ver agora o Lamps - Sporting! :)

Asanin é um semi Deus!
9
Jogos e Jogadores / Re: Daniel Podence
« Última mensagem por scanferr em Hoje às 20:44 »
Qual é a necessidade destas indirectas? Alguém me explica? f***-**, estes gajos são burros?
10
Modalidades do Sporting / Re: Andebol - 2017/2018
« Última mensagem por Lion06 em Hoje às 20:43 »
Há quem não esconda a tristeza de ontem ter corrido bem e o "seu" Resende ter ficado com melão.

Que seja sempre assim. SL
Páginas: 1 2 3 ... 10 Próxima »